Home » Games » Call of Duty: Mobile é anunciado para o ocidente

Call of Duty: Mobile é anunciado para o ocidente

Prestes a entrar em período de testes, Call of Duty: Mobile será a tentativa da Activision de conquistar os jogadores de dispositivos Android e iOS.

26 semanas atrás

Se você gosta de jogos de tiro e enxerga nos tablets e smartphones uma ótima plataforma para continuar competindo com outras pessoas quando não está no PC ou nos consoles, aqui vai uma boa notícia: após passar alguns meses como exclusivo do mercado chinês, a Activision revelou que em breve lançará no ocidente o Call of Duty: Mobile, versão gratuita da sua tão adorada franquia.

Desenvolvido pela Tencent, o título que será disponibilizado para dispositivos Android e iOS já está confirmado para aparecer na América Latina. Ainda de acordo com a editora, podemos esperar encontrar no game alguns modos bastante populares entre os títulos multiplayer, como Search and Destroy, Team Deathmatch e Free-For-All, com o modo em que precisamos nos defender de hordas de zumbis estando nos planos. Além disso, dado o sucesso dos batte royales recentemente, ninguém ficará surpreso caso este CoD: Mobile se torne mais um a explorar esse mercado e uma dica disso é dada no final do teaser publicado por eles.

Estamos entregando uma experiência definitiva de ação em primeira pessoa com um novo título mobile com gráficos incríveis e a visceral jogabilidade Call of Duty,” declarou o vice-presidente mobile da Activision, Chris Plummer. “Junto com a maravilhosa equipe da Tencent, estamos reunindo uma coleção dos mais adorados mapas, modos competitivos, personagens familiares e armas exclusivas de toda essa famosa franquia em uma experiência épica pela primeira vez no mobile.

Prometendo a adição de conteúdo novo com o passar do tempo, entre os mapas já confirmados temos o Nuketown, Hijacked e Crash, mas pessoas envolvidas com a produção sabem que estão com uma potencial mina de ouro nas mãos. Num mercado cuja receita no ano passado teria ultrapassado a marca de US$ 70 bilhões, qualquer fração deste bolo representa uma quantia imensa e se você for capaz de manter seu público jogando, as chances de faturar aumentam consideravelmente.

Para fazer isso, uma das melhores opções costuma ser abastecer o seu título com novidades e se considerarmos a enorme quantidade de fãs que a franquia Call of Duty possui e o seu longo histórico de lançamentos, não será difícil encontrar bastante conteúdo que possa ser requentado para agradar esse público.

Dizer isso é um tanto óbvio, mas se a Activision e a Tecent souberem entregar uma boa experiência, o que inclui (talvez principalmente) um modelo de microtransações que não seja muito agressivo, podemos estar diante de uma nova febre que tomará os dispositivos mobile e consequentemente encherá mais um pouco os cofres dessas empresas.

O engraçado é pensar que mesmo sendo óbvio que um dia isso iria acontecer, ainda hoje custo a acreditar que os celulares deixarem de servir para jogarmos apenas títulos com mecânicas mais simples, como um Candy Crush ou um Clash Royale. O que não consigo ainda é me imaginar encarando um mata-mata online usando uma tela sensível ao toque, embora eu imagine que ninguém em sã consciência faça isso.

Devaneios a parte, o Call of Duty: Mobile ainda não possui uma data específica para ser lançado por aqui e por enquanto podemos apenas nos inscrever para o seu período de testes através do site oficial.

Fonte: Eurogamer.

relacionados


Comentários