Home » Hardware » Samsung anuncia o fim da produção de players de Blu-ray nos EUA

Samsung anuncia o fim da produção de players de Blu-ray nos EUA

Queda nas vendas, graças ao streaming e lojas de conteúdo digital são motivos; Samsung já não fabrica ou vende players de Blu-ray no Brasil

19/02/2019 às 9:30

A Samsung está desistindo do mercado de Blu-ray: a companhia anunciou que não vai mais fabricar players de mídia física nos Estados Unidos, nem introduzir novos modelos no país. A decisão vale tanto para modelos que reproduzem discos de 1080p, quanto os mais modernos, para mídias Ultra HD (4K).

Samsung UBD-M9500 / Blu-ray

UBD-M9500: o Último dos Moicanos

Os rumores de que a Samsung estava encerrando a montagem de novos players de Blu-ray nos EUA começaram a circular meses atrás, mas só agora um porta-voz da companhia confirmou as informações à Forbes. A decisão é local, mas tudo leva a crer que este é um primeiro movimento de uma nova estratégia de mercado da empresa, que muito em breve deverá ser aplicado em outros grandes mercados, como Europa e Ásia.

Embora a Samsung não tenha dado a largada na corrida do abandono do Blu-ray (a Oppo desistiu antes), ela é a primeira grande companhia do setor a tomar tal decisão, e muito provavelmente, as concorrentes devem estar neste momento considerando fazer o mesmo.

Não é preciso pensar muito para entender o motivo: o aumento da popularidade do streaming, que hoje é capaz de transmitir conteúdo em 4K a 60 fps e HDR (desde que você possua uma internet veloz o bastante), bem como a oferta de lojas digitais, como iTunes e Google Play Filmes, entre outras, que já vendem filmes e séries não fazendo distinção de preço entre 1080p e 4K (o que não acontece com a mídia física) está minando o interesse do consumidor em mídia física.

Embora o player de Blu-ray tradicional seja um produto relativamente acessível, poucos foram aqueles que migraram do 1080p para o 4K, dada a necessidade de adquirir outro hardware. Do ponto de vista do consumidor, com exceção do colecionista (o que faz questão de ter a mídia, adora ver as caixinhas na estante e etc.), tanto o streaming quanto a compra de conteúdo digital são opções mais baratas e acessíveis, exigindo um investimento bem menor, seja na forma de dongles, assinaturas ou até mesmo comprando as mídias digitais. E tem o fator pirataria também.

O resultado? Uma pesquisa recente (cuidado, PDF) do Instituto Nielsen revelou que entre junho de 2017 e junho de 2018% o número de casas casas americanas com TV e pelo menos um reprodutor de DVD ou Blu-ray caiu de 72% para 66%. E a tendência é esse número cair cada vez mais.

Em nota, a Samsung Brasil confirmou que já encerrou a produção e lançamento de novos modelos de players de Blu-ray no país, dessa forma, as unidades disponíveis no varejo são as últimas; outros fabricantes, como LG, Sony e Panasonic ainda atuam normalmente, mas se a decisão da Samsung servir de termômetro, não deve demorar para os reprodutores dedicados sumirem do mercado.

Se isso acontecer, a Microsoft será a última fabricante que continuará disponibilizando players de Blu-ray compatíveis com ambos formatos, 1080p e Ultra HD no mercado brasileiro, na forma dos consoles Xbox One S e Xbox One X.

Com informações: Forbes, CNET, The Verge

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários