Home » Hardware » Samsung disponibiliza TVs QLED no Brasil — entenda a ciência por trás disso

Samsung disponibiliza TVs QLED no Brasil — entenda a ciência por trás disso

A Samsung acaba de disponibilizar nas lojas sua linha de TVs QLED 2018, com uma tecnologia que alguns anos atrás seria pura ficção científica. Clique e descubra como átomos artificiais melhoram a imagem da sua TV.

1 ano atrás

Eu sei, você cansa de ver anúncios de aparelhos eletrônicos cheios de siglas e nomes que soam importantes, os fabricantes tentam passar a idéia de que há alta tecnologia ali, mas nunca explicam. Que tal desta vez vou aproveitarmos o lançamento da Samsung e aprendermos um pouco sobre a ciência por trás do tal Quantum Dot, que pode ser descrito como um… átomo artificial?

27565734897_4a0f450c85_h

Sei que é difícil acreditar mas houve um tempo em que TVs como essas QLEDs só existiam na ficção científica, e nem estou me referindo aos obscuros anos 80, digo quando os painéis LCD e Plasma começaram a se popularizar e uma TV custava meros R$ 30 mil. As cores eram lavadas, o tempo de resposta parecia um Kindle mudando de página e o ângulo de visão uma droga. Hoje nos damos ao luxo de ter várias ótimas tecnologias, com painéis de cristal líquido, que refletem luz e por isso precisam de iluminação traseira, e tecnologias ativas, como o Quantum Dot.

Que diabos é um ponto quântico? Eu explico: é uma estrutura em escala microscópica, 60 milhões de vezes menor que uma bola de tênis. Com a largura entre 1 e 5 vezes a de um filamento de DNA, o ponto quântico é formado por semicondutores cristalinos, e esses materiais podem ser ajustados para definir as propriedades específicas de cada um desses pontos quânticos.

O mais legal é que eles não se comportam como estruturas complexas, seu comportamento quântico equivale ao de um átomo isolado, por isso também são chamados de “átomos artificiais”. E que comportamento é esse?

Como um átomo, um ponto quântico absorve energia, na forma de fótons ou elétrons, fica excitado por um tempo, (mesmo que a Samsung QLED não esteja sintonizada no SexyHot) e emite de volta um fóton ou um elétron. A graça é que a energia desse fóton ou elétron é definida lá na produção do ponto quântico.

graphenequan

Um ponto quântico de grafeno. Por enquanto só funciona no laboratório.

Qual a serventia disso? Bem, digamos que temos uma estrutura microscópica capaz de emitir luz de uma frequência específica. Os pontos quânticos são usados em marcadores biológicos, são pequenos o bastante para atravessar a parede celular e se prender a proteínas específicas. Servem como indicadores de ciências de materiais, podem ser usados em painéis solares e até para melhorar a eficiência de LEDs.

Ah, e dá pra fazer TVs também.

samsung-quantum-dots-840x473

Solução coloidal de pontos quânticos excitados por radiação ultravioleta (provavelmente)

Como cada ponto quântico pode ser afinado para emitir luz numa frequência específica, isso é ótimo para conseguir os azuis, vermelhos e verdes puros necessários para gerar uma imagem colorida, sem interferências ou variações.

É isso que ajuda essas novas Samsungs a ter uma imagem excelente, fora vantagens como baixo consumo de energia e imunidade a burn-in (a Samsung dá 10 anos de garantia contra burn-in nessas QLEDs), nada daquela marca-fantasma na tela com o escore do Enduro (sim, eu sou velho).

E o quê mais essas TVs trazem de novidade? (sim, estou fazendo um texto de produto final, faz tempo né?) Eu gostei MUITO de usarem um cabo discreto, exageradamente chamada de “conexão invisível”.

cabodomal

Isso é um senhor avanço: em vez de cabo pra caixa de som, cabo de força, cabo HDMI, cabo do PC, cabo de rede, Cabo Rusty (quem pegou essa?) a Samsung tirou toda a parte cabeável da TV e colocou em uma caixa chamada One Connect. One Connect to Rule Them All!

qn75q9famfxza-feature-12-oneconnect2-732-708-031317

Nota: este é um One Connect de QLED 4K da Samsung, mas não sei se se parece com o que vem com a linha de TVs brasileiras.

Ela recebe o cabo de força, rede (se não quiser usar Wi-Fi) e as conexões de seus outros equipamentos, e pode ser discretamente colocada fora de vista para não estragar o visual da sua sala.

Modo Ambiente

42435923231_9256b40e56_h

Esse recurso é interessante. Alguém se tocou que uma TV desligada é… feio. E em ambientes onde você está sempre usando, seria legal se ela harmonizasse com o ambiente. A Samsung inventou então o Modo Ambiente, onde você tira uma foto da TV, enviar pelo app (claro que tem um app) e ela identifica a imagem mais adequada, mesclando-se ao fundo de forma bonita elegante e sincera.

Também há o modo INFO, onde informações como data hora são exibidas de forma discreta e o modo DECO, que deve ser um slideshow.

As TVs contam com o Bixby, o assistente de voz da Samsung (só em inglês, sorry), comandos de voz no controle remoto, o app SmartThings e todos os recursos de SmartTVs top.

Estão disponíveis nas lojas 8 modelos, todos com resolução de 4K e preços e tamanhos variados, de 49 a 75 polegadas, são eles:

  • Q6FN 49″ (QN49Q6FNAGXZD): R$ 4.999
  • Q6FN 55″ (QN55Q6FNAGXZD): R$ 6.199
  • Q6FN 65″ (QN65Q6FNAGXZD): R$ 10.599
  • Q7FN 55″ (QN55Q7FNAGXZD): R$ 8.099
  • Q7FN 65″ (QN65Q7FNAGXZD): R$ 14.999
  • Q7FN 75″ (QN75Q7FNAGXZD): R$ 31.999
  • Q8CN 65″ curva (QN65Q8CNAGXZD): R$ 17.999
  • Q9FN 75″ (QN75Q9FNAGXZD): R$ 41.499

40628192000_b3e91010b8_h

Para Saber Mais:

Site oficial das TVs QLED 2018 da Samsung

DISCLAIMER:

Minha TV é Samsung, comprada com meu dinheiro, uma LCD 550 velhinha mas nos trinques, não é smart mas é esforçada e muito amada, tanto que nem decidi ainda se vou comprar a Q9FN 75” com o Bônus de Natal do MeioBit.

DISCLAIMER DO DISCLAIMER:

Não existe bônus de Natal do MeioBit.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários