Home » Entretenimento » Resenha — Star Trek: Discovery, Irmão (Temporada 2: Episódio 1)

Resenha — Star Trek: Discovery, Irmão (Temporada 2: Episódio 1)

Star Trek: Discovery está de volta com muita ação e um novo Capitão que é nosso velho conhecido. Confira nossas impressões sobre o episódio piloto, "Irmão"

31 semanas atrás

Star Trek: Discovery está de volta com o piloto da segunda temporada, um episódio repleto de ação, e que também serve como cartão de visitas de um novo capitão, que é nosso velho conhecido Christopher Pike (agora interpretado por Ansel Mount).

Cena de Irmão, piloto da segunda temporada de Star Trek: Discovery

O Capitão Pike deixa o comando da nossa amada Enterprise para assumir a Discovery, e investigar o que são as estranhas explosões de energia que estão acontecendo nas extremidades da galáxia. O ator está realmente ótimo no papel, e mostra que merece sentar na cadeira de capitão. Tudo bem que Saru não fica muito satisfeito de perder seu posto de capitão interino, mas ele já sabia que a Discovery estava indo para Vulcano para pegar seu novo líder.

O irmão que dá título ao episódio é o Sr. Spock, irmão de criação de Michael Burnham, e que só aparece quando era uma criança (mimada, diga-se de passagem). A gente já sabia há um bom tempo que Spock começaria a temporada sumido, mas a série faz todo um suspense se ele iria aparecer ou não.

Cena de Irmão, piloto da segunda temporada de Star Trek: Discovery

Indo além da trama principal, o interessante é que o espectador acaba sabendo mais sobre os personagens da ponte de controle da U.S.S. Discovery nesse episódio do que na primeira temporada inteira junta.

Dito isto, quem conhece alguma coisa de Star Trek sabe que desde a série original, as primeiras temporadas são quase sempre complicadas na franquia. São muitos problemas pra resolver, muitos personagens pra apresentar, enfim, historicamente não é fácil começar uma série Star Trek, mas depois a coisa quase sempre engrena. Discovery não foi exceção, mas pra mim a coisa só entrou mesmo nos eixos depois que Alex Kurzman assumiu o papel de showrunner. Além de ser o showrunner da série, Kurzman dirigiu pessoalmente esse primeiro episódio da nova temporada.

Na verdade, estou sendo injusto, pois Kurzman é mais que um simples showrunner. Ele assinou um contrato de cinco anos com a CBS para se tornar o que eu gosto de chamar de o novo Rick Berman, ou seja, o produtor responsável por todas as séries da franquia, e basicamente cuidar de tudo que é relacionado a Star Trek.

Com ele por trás da cadeira de capitão showrunner (e diretor do episódio), a diferença entre o novo piloto a e a temporada antiga é gritante. Os atores todos parecem mais à vontade com seus personagens, como se estivessem mais acostumados com eles. O Capitão Pike injeta toda uma nova energia na tripulação, que reage de formas diferentes ao seu entusiasmo e vitalidade no papel.

Como a série é da CBS All Access, e só passa no Brasil pela Netflix, não temos todos os episódios para assistir de uma vez, então vamos ter que aguardar pelos próximos. Não vamos fazer resenhas de todos, mas acho que o piloto da nova temporada merecia esta honraria, até por ter sido tão bom. O Capitão Lorca partiu desta pra melhor, e a Capitã (na verdade Imperadora) Giorgiou agora é uma agente da Seção 31, e a atriz está se preparando para assumir sua própria série.

Atenção, a partir de agora, esse post terá alguns spoilers do piloto de Star Trek: Discovery, então não continue lendo se ainda não assistiu o episódio.

Cena de Irmão, piloto da segunda temporada de Star Trek: Discovery

Como disse no começo do post, o grande gancho do fim da primeira temporada foi a aparição da U.S.S. Enterprise, ainda que por apenas alguns segundos. Infelizmente, no piloto, ela só serve mesmo para ser admirada de longe, e para nos trazer o Capitão Pike. A série brinca com a orelha de Spock, que acaba não aparecendo no teletransporte, para decepção de Michael Burnham. Depois vemos Spock ainda criança, chateado de ter que passar a dividir o pai Sarek e principalmente sua mãe Amanda com a recém-chegada criança humana. Sarek e Michael têm algumas cenas para recuperar o tempo perdido na relação distante porém amorosa de pai e filha adotiva.

Discovery então nos mostra que Stamets ainda está em luto pela perda do Dr. Hugh Culber, e está pensando inclusive em sair da nave para fugir dos fantasmas do seu companheiro morto na última temporada, e a sempre atenciosa Tilly bem animada, tentando convencê-lo a ficar, e oferecendo um escritório maior. Os dois têm um momento de interação bem interessante no final do episódio, que parece selar a permanência definitiva de Stamets.

Na metade do episódio, temos uma ótima cena de ação com os pods de escape sendo usados para ir até a U.S.S. Hiawatha, uma nave médica que se chocou com um asteroide alguns meses antes, e investigar se tem algum sobrevivente, já que usar o teletransporte seria impossível naquelas condições, assim como decolar um shuttle. O plano é de Michael Burnham, e o capitão aceita. Tudo bem que eles acabam se transportando na volta, mas enfim, a cena ficou realmente muito boa. Depois de uma falha no pod de Pike, Michael acaba fazendo um resgate heróico, o qual o capitão gentilmente retribui antes do fim do episódio.

Cena de Irmão, piloto da segunda temporada de Star Trek: Discovery

No asteróide, eles encontram a engenheira Jet Reno, que ao invés de ter tentado ir embora quando sua nave caiu, ficou de forma heróica para manter vivos os seus companheiros de tripulação e pacientes da nave. Ao ser questionada sobre como fez isso se ela é engenheira e não médica, a Comandante Reno responde que "o corpo humano é apenas uma máquina, e ela sabe ler." A atriz e comediante Tig Notaro que faz o papel de Jet Reno é amiga pessoal de Alex Kurzman, que escreveu o personagem pensando nela.

O final do piloto dá uma diminuída no ritmo frenético, mas antes de terminar, o mítico Anjo Vermelho aparece para Michael em uma visão, a mesma visão que nós sabemos (através de vários trailers) que Spock também está tendo, e que é um dos mistérios a serem resolvidos na nova temporada.

Cena de Irmão, piloto da segunda temporada de Star Trek: Discovery

Por falar nele, o novo Spock barbado de Ethan Peck ainda não deu as suas caras, então o encontro dele com sua irmã adotiva ficou pro próximo episódio, ou quem sabe mais pra frente na temporada. O primeiro arco da temporada, além da resolução do mistério das explosões de energia na extremidade da galáxia, deve ser esta nova busca por Spock, aliás os dois estão interligados, como mostra as visões compartilhadas.

Depois de finalmente criar coragem pra perguntar ao Capitão Pike por seu irmão, Michael decide ir até a Enterprise pra visitar o quarto dele, tentando encontrar alguma pista do seu paradeiro. A cena é um presente para os fãs do personagem, já que mostra vários objetos pessoais de Spock.

Quem também não apareceu foi a Número Um em comando da Enterprise, que no primeiro piloto da série original (The Cage) foi vivida por Majel Barrett, a saudosa primeira-dama da franquia e viúva de Gene Roddenberry, e em Star Trek: Discovery será interpretada por Rebecca Romijn.

Cena de Irmão, piloto da segunda temporada de Star Trek: Discovery

Ah, esqueci de dizer, mas os novos (velhos) uniformes coloridos da Frota Estelar são muito melhores que os azuis da primeira temporada. Inclusive o Capitão Pike faz uma piada interna sobre a Comandante Nhan (Rachael Ancheril) colocar sua roupa vermelha para ir na missão, mas ela acaba escapando ilesa, ao passo que o oficial de ciência Evan Connolly (que é o substituto de Spock na Enterprise) não compartilha da mesma sorte. Na série, os uniformes originais vão continuar sendo usados, como mostra o final no qual vemos o Capitão Pike já trajando o uniforme azul.

Se você não assistiu Star Trek: Discovery, ou é um fã das antigas da franquia que não gostou tanto da primeira temporada, recomendo dar uma nova chance pra série, que começou com tudo nesse ano.

Clique aqui para assistir a série na Netflix.

Pra quem quiser saber mais sobre Star Trek: Discovery, recomendo escutar nosso podcast Sala da Justiça sobre a primeira temporada a série.

relacionados


Comentários