Home » Mobile » Amazon doa US$ 1 milhão para ajudar a manter a Wikipédia

Amazon doa US$ 1 milhão para ajudar a manter a Wikipédia

A Amazon resolveu dar uma força para Wikipédia, ao fazer uma doação de US$ 1 milhão para a Wikimedia, após ser criticada por usar os resultados sem dar nada em troca.

1 ano atrás

Depois de ser criticada por não se juntar a empresas como Google, Facebook e Microsoft, que fizeram a equiparação de doações de US$ 50 mil de seus funcionários, a Amazon resolveu chutar o pau da barraca, e doar logo 1 milhão de dólares para a Wikimedia Foundation, que é a responsável pela Wikipédia.

A Amazon também incluiu a Wikimedia em seu serviço Alexa Donations, facilitando as doações dos seus usuários, que podem simplesmente pedir com um comando de voz para a Alexa fazer uma doação para a fundação em seu nome. Mais fácil que isso, impossível.

Amazon doa US$ 1 milhão para a Wikimedia Foundation para ajudar a manter a Wikipédia.

O presidente da Wikimedia Foundation, Jimmy Wales, agradeceu bastante essa grande força da Amazon: “lançamos o Fundo Wikimedia em 2016 para proteger a Wikipédia e os commons perpetuamente, e para garantir que o movimento de conhecimento livre prospere e cresça pelas próximas gerações.”

Na mesma declaração, Wales também quis deixar bem claro que ainda quer mais, estabelecer uma parceria de verdade com a empresa de Jeff Bezos, e não apenas uma doação única: “Estamos gratos ao suporte da Amazon, e esperamos que isto marque o início de uma parceria de longo prazo para manter o futuro da Wikipédia.”

A doação da Amazon é bem expressiva e louvável, mas não é inédita. Além de ter equiparado as doações de seus funcionários como citei no começo do post no valor de US$ 50 mil, o Google também doou mais de US$ 1 milhão para a Wikimedia, isso falando apenas do ano fiscal 2017/2018.

O que Wales certamente quer é tentar estabelecer o mesmo tipo de parceria que a Wikimedia Foundation tem com o Google com a Amazon, com doações anuais que ajudem a manter a enciclopédia no ar pelo futuro próximo, garantindo que sua fonte de conhecimento esteja disponível para todos nós durante muito, muito tempo.

Wales aliás nunca se fez de rogado ao pedir doações e passar a sacolinha, algo no qual acho que ele está certíssimo, afinal apesar do começo aos trancos e barrancos que inclusive despertou a desconfiança do MB, a Wikipédia acabou dando certo, e se torna mais importante a cada ano que passa.

Em tempos de fake news, a velha enciclopédia online da Wikimedia é mais essencial do que nunca, por conseguir manter a neutralidade, veracidade e integridade se não de todas, pelo menos da imensa maioria suas informações, tendo inclusive regulado a contribuição de pessoas pagas para fazer as edições há um bom tempo, cerca de 4 anos atrás, tudo para dar mais transparência para o seu conteúdo.

Tudo bem que nem sempre é o que acontece com a Wikipédia em português, mas pelo menos lá fora, a afirmação do parágrafo acima é muito verdadeira. Tá bom, tô sendo implicante, a Wikipédia brazuca é sempre revista e acaba mostrando as informações corretas, mesmo com as barbaridades temporárias que acontecem em algumas edições, muitas feitas inclusive de órgãos públicos, como você pode conferir neste ótimo perfil no Twitter.

Lisa Gruwell, que é Chief Advancement Officer (ela é a responsável por captar doações e fazer parcerias) da Wikimedia, também mostrou toda a sua satisfação com esta demonstração de apoio da Amazon: “estamos muito animados que a Amazon esteja investindo nesta visão e no futuro de longo prazo da Wikipédia.”

Jeff Bezos é um cara admirável, que sempre consegue se manter ocupado. Além de ter criado seu próprio programa espacial para tentar competir com Elon Musk (ainda que a Blue Origin ainda esteja em outro patamar em relação a SpaceX, ele segue trabalhando, e ninguém aqui duvida que vá atingir seus objetivos), aparecido em um longa metragem (talvez até com o mesmo propósito*, Bezos ainda comprou o The Washington Post, criou as lojas sem caixas Amazon Go e conseguiu tempo para salvar uma das minhas séries de ficção científica favoritas da extinção (muito obrigado Jeff!).

Nem sempre ele acerta, é claro, e outro dia mesmo Bezos estava pagando uma trupe de funcionários para defenderem sua empresa online. Se você perguntar pro Bernie Sanders, também vai ouvir uns três dias de discursos contra a Amazon e a sua imensa capacidade de tornar obsoletas cadeias de lojas físicas e até mesmo categorias inteiras de comércio, a Toys 'R'Us que o diga.

Voltando ao tema do post, na minha opinião pessoal e sincera, torço pra que essa moda de grandes empresas doando quantias significativas para a Wikimedia pegue ainda mais. Se as pessoas físicas que usam a Wikipédia já deveriam doar algum valor para fundação, o que dizer de grande empresas?

É bom mesmo que a turma corporativa se coce para ajudar, já que a grande maioria do orçamento que mantém a Wikimedia Foundation funcionando são provenientes de doações individuais de mais de 6 milhões de apoiadores, com um valor de US$ 10 em média por doação (Segundo dados do TC).

Quem gosta da Wikipédia e acessa o site todos os dias pode contribuir neste link. O MB recomenda, assim o Wales não vai precisar ficar pedindo pra todo mundo.

Saiba mais sobre o fundo Wikimedia Endowment.

* Quem não entende como são essas rivalidades entre bilionários certamente não leu as histórias do Tio Patinhas e seu rival Mac Mônei, recomendo demais a leitura de Carl Barks, seus quadrinhos são verdadeiras obras de arte, que inclusive inspiraram a ótima série Duck Tales, ao lado dos trabalhos de Don Rosa.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários