Home » Cultura » Resenha — DuckTales, o episódio de estreia (sem spoilers)

Resenha — DuckTales, o episódio de estreia (sem spoilers)

♪ Aí vem o furacão… ♫ Confira nossa resenha do episódio de estreia de DuckTales, o remake de uma das séries animadas da Disney mais queridas de todos os tempos.

2 anos e meio atrás

ducktales-001-2

DuckTales: Os Caçadores de Aventuras não foi nem de longe a primeira série animada da Disney, mas muita gente a considera a melhor de todas. Foram 100 episódios divididos em quatro temporadas, exibidos originalmente entre 1987 e 1990 que conquistaram toda uma geração. Eram versões animadas de personagens clássicos e novos da família Pato que todo mundo adorava nos gibis, mas que não eram devidamente explorados na TV.

Criar uma série tendo o Tio Patinhas como protagonista foi uma aposta arriscada. A Disney pouco o explorou na tela (podemos mencionar o clássico O Natal do Mickey Mouse onde o pato sovina interpretou o próprio Ebenezer Scrooge, o personagem de Charles Dickens em que ele foi inspirado), mas contou com o grande acervo dos quadrinhos e se inspirou em histórias clássicas criadas por mestres como Carl Barks e Don Rosa, e o resultado foi uma das melhores animações seriadas do estúdio.

Ter se inspirado em Indiana Jones (como a fonte do título entrega) também foi uma excelente jogada e a série não só foi um sucesso como deu origem a várias outras obras, de quadrinhos derivados a um longa-metragem (O Tesouro da Lâmpada Perdida) e games, desde as versões da Capcom para NES (e o remake lançado em 2013) ao spin-off QuackShot para Mega Drive.

Por isso é compreensível que muita gente ficou com medo quando a Disney anunciou um remake de DuckTales, com um visual totalmente novo e um texto atualizado para o século XXI. No entanto o resultado final do episódio de estreia, liberado de forma antecipada comprova que a casa do Mickey sabe fazer animações e todos os envolvidos, dos produtores ao elenco se mantiveram fiéis ao legado ao mesmo tempo que atualizaram a obra. O resultado é um show que agrada os novos e bota um sorriso na cara dos velhacos, como eu.

ducktales-002-2

♪ Família êh! Família ah! Família… ♫

O tema principal de DuckTales não são as aventuras atrás de tesouros e sim as relações de família entre os personagens. Donald mora num barco com seus sobrinhos Huguinho, Zezinho e Luisinho e por conta de eventos contrários à sua vontade, ele se vê obrigado a deixa-los sob os cuidados de alguém que ele não vê há anos: seu tio Patinhas McPato, o pato mais rico do mundo e um velho ranzinza e recluso, que na última década não tem feito nada além de… bem, buscar outras formas de ficar mais rico.

Sua vida de caças ao tesouro ficou para trás e há um motivo para isso, ainda não esclarecido e que aparentemente é o principal motivo dos desentendimentos entre o velho ricaço e seu sobrinho. No entanto os trigêmeos, sendo os moleques impertinentes que são acabam acendendo a velha chama de Patinhas que ansiava por uma agitação em sua vida, ao invés de ficar contando moedas e se arrastar por sua mansão em Patópolis (o velhote nem mais mergulhava no dinheiro).

ducktales-005-2

São as ações dos sobrinhos, que aliados à sua recém-nova amiga Patrícia que acabam por desencadear uma série de problemas e por fim forçando Patinhas a buscar um novo sentido em sua vida monótona, recuperando sua antiga paixão de cruzar o mundo atrás de tesouros e ruínas inexploradas levando quatro crianças hiperativas a tiracolo. O que poderia dar errado?

No episódio piloto duplo além de Patinhas, Donald e das crianças também somos reapresentados ao atrapalhado capitão Boeing, o piloto que nunca consegue fazer um pouso seguro, a madame Patilda, governanta da mansão do Patinhas e que odeia ser tratada como secretária e o velho desafeto Pão-Duro Mac Mônei, que nos quadrinhos originais não era escocês como seu rival mas um sul-africano descendente dos bôeres; isso foi mudado quando a primeira versão de DuckTales foi ao ar.

Tecnicamente a série mantém o padrão de qualidade da Disney, ainda que o design possa parecer estranho no início ele se mantém fiel às HQs e animações anteriores. A animação digital pode não ser igual à da série original mas tudo o que fez dela especial e querida está presente aqui novamente. As tomadas são dinâmicas e há uma série de tiradas bem Disney-like, mas não a ponto de fazer do programa um desenho exclusivamente para crianças pequenas.

ducktales-004-2

As vozes são outro show à parte. Além de Tony Anselmo, o dublador oficial do Donald desde 1985 temos gente do quilate de David Tennant, o 10º doutor (que estava fantástico como Kilgrave em Jessica Jones) como Patinhas, Danni “Abed” Pudi como Huguinho e Kate Micucci como Patrícia (dica: você definitivamente deve conferir seu trabalho com Riki Lindhome na dupla folk Garfunkel and Oates, mas não mostre a seus filhos), e cada um dos trigêmeos recebeu uma personalidade diferente pela primeira vez na história: Huguinho é o certinho, Zezinho o imprudente e Luisinho o sarcástico, ou o “gêmeo malvado” como seus irmãos o definem.

No entanto quem mais mudou foi a Patrícia. A versão original era uma menina mimada, grudenta e absolutamente frágil e dependente (a gíria “patricinha” veio dela), mas aqui ela é quase uma mini-Lara Croft: pró-ativa, metida a detetive e ligeiramente mais esperta e atlética do que seus três novos amigos juntos (ela adora distribuir voadoras, por exemplo). Sua avó madame Patilda também foi levemente alterada, deixando de ser tão super-protetora e sentimental e agindo mais como uma governanta linha-dura, que não engole desaforo nem do chefe. Por outro lado o capitão Boeing não mudou nada, continua detonando aviões e outros veículos.

A Disney já adiantou que personagens como os Irmãos Metralha, Professor Pardal, Maga Patalógika e Patralhão/Robopato vão aparecer nos futuros episódios, bem como “o terror que voa na noite” Darkwing Duck também dará o ar da graca.

Conclusão

A nova versão de DuckTales não veio para substituir a original, é uma releitura voltada para um público que não acompanhou as aventuras de Patinhas e seus sobrinhos na telinha nos anos 1980 e 1990. Porém a essência, a magia permanece intocada e embora seja um show voltado para os mais novos, atinge em cheio quem cresceu assistindo as peripécias desses queridos personagens na TV.

Afinal, um mundo sem o pato mais rico do mundo perseguindo tesouros e emoções é um lugar muito chato. Portanto bem-vindo de volta, Tio Patinhas. Sentimos falta de fazer parte de suas aventuras.

Nota:

5/5 moedinhas número um.

5-of-5-number-one-dime


Series Trailer MP — DUCKTALES Opening Credits Intro Theme (2017) Disney Animation Series

Em tempo: o episódio duplo de estreia de DuckTales está disponível na íntegra no YouTube, mas a Disney regulou a mixaria e o bloqueou por região (shame on you!). A estreia oficial nos EUA será no dia 23/09, no canal Disney XD e ainda não há nenhuma previsão para o Brasil.

relacionados


Comentários