Android 9 Pie é oficial; confira todas as novidades

Ele chegou. Nesta segunda-feira (06) o Google apresentou oficialmente o Android P, cujo nome e número de versão ficou como Android 9 Pie (nada de “.0”). A atualização já foi liberada para dispositivos Pixel elegíveis e na sequência deverá chegar a aparelhos do programa Beta, mas vai demorar um pouco mais para os demais fabricantes o implementarem (como sempre).

Neste texto você confere o que mudou além do sabor do sistema, enquanto aguarda seu smartphone ou tablet Android ser atualizado.

Mudanças na interface

A versão pura do Android 9 Pie traz uma opção mais intuitiva aos clássicos botões de navegação, de modo a introduzir comandos de gestos diretamente no Home. É uma solução parecida com o que a Apple tem no iOS e que a Motorola implementou em seus smartphones mais recentes, onde deslizar para cima exibe todos os apps abertos em segundo plano. Nesse modo o botão Multitarefa não é mais exibido.

As prévias exibidas permitem que o usuário selecione textos sem de fato acessar os apps, enquanto o Home assume a função de slider, de modo a exibir todos os programas deslizando o botão para a direita ou para a esquerda. Claro, o usuário pode optar pela nova interface ou a clássica.

Há outras mudanças menores, porém significativas: os botões de volume agora por padrão ajustarão o volume de execução de mídia e não o de toque; a barra de status foi preparada para suportar melhor telas que utilizam o notch; a tela de Notificações agora exibe Configurações Rápidas do dispositivo; a função de Captura de Tela recebeu um editor de imagens próprio, além de ser acionado apenas segurando o botão Power (a opção aparece junto com os comandos Desligar e Reiniciar); e um botão que confirma a rotação da tela quando segurando o dispositivo em modo paisagem.

O Android vai cuidar de você

O Google não quer que os usuários vejam seus smartphones como um estorvo, nem que eles fiquem viciados nas telinhas. Para combater isso o Android 9 Pie conta com recursos de Bem-estar Digital, com ferramentas apuradas para um melhor controle do que você anda fazendo com seu gadget.

As novidades incluem:

  • um novo Painel de Controle vai exibir tudo o que você faz, desde o tempo que você gasta com cada aplicativo, quantas vezes você desbloqueou o aparelho, quantas notificações você recebeu, quanto tempo passou vendo vídeos no YouTube (dados de desktop inclusos) e etc.; com esses dados, o usuário poderá montar um plano de uso mais adequado à sua rotina que lhe permita fazer outras atividades sem desperdiçar tempo;
  • um Timer de Apps, que impõe um limite diário de tempo nos aplicativos e torna o ícone cinza para lembra-lo de seus objetivos; o Google não deixou claro se o recurso será ligado a controles parentais, o que seria uma boa alternativa;
  • o recurso Wind Down é voltado para a hora de dormir: ele ativa a Iluminação Noturna ao escurecer, ativa o modo Não Perturbe e deixa a tela em tons de cinza; além disso as notificações são completamente silenciadas, assim nada vai atrapalhar o seu sono de beleza.

Os recursos de Bem-estar Digital chegarão aos dispositivos Pixel apenas no terceiro semestre e em smartphones do programa Beta até o fim do ano, mas você já pode testa-los através deste link.

AI, AI Everywhere

O Google também incluiu recursos de Inteligência Artificial no Android 9 Pie, principalmente para melhorar a eficiência do sistema e oferecer melhores recursos de produtividade. A Bateria Adaptativa, por exemplo vai identificar quais aplicativos são mais utilizados do que outros, limitando a energia gasta nos menos acionados e liberando nos que o usuário usa com mais frequência.

Já com o Brilho Adaptativo, outro algoritmo detecta não só a quantidade de luz do ambiente mas também as preferências do usuário, evitando de escurecer ou iluminar demais a tela mesmo que entenda que é necessário, contrariando o que você realmente quer fazer.

A bandeja de apps do Android 9 Pie deixará de sugerir os cinco mais mais utilizados, e passará a destacar os mais relevantes com base nos seus gostos e logo abaixo exibirá as Ações nos Apps, ou App Actions, ações a serem utilizadas de modo a prever o que você fará a seguir. Por exemplo: se você conectar seu fone de ouvido o sistema vai sugerir o Spotify, ou a busca por um filme disparará uma ação para abrir o app de ingressos.

Já o Slices trará funções de apps para o motor de busca, carregando parte da interface dos mesmos. Digamos que você queira usar o Lyft; ao digitar o nome do app na barra de pesquisa, o Android vai carregar uma “fatia” do app (daí o nome “Slices”), exibindo o tempo que vai levar até um motorista chegar até você, bem como o valor aproximado de uma corrida até a sua casa.

Mais segurança

O Google tomou tenência: o Android 9 Pie restringiu o acesso à câmera, microfone e demais sensores do smartphone por apps rodando em segundo plano ou ociosos; quando os mesmos precisarem acessar um deles o sistema exibirá uma notificação, tudo para combater apps maliciosos. já o backup do Android também poderá ser protegido por criptografia, através de uma senha, PIN ou padrão e também oferece recursos de biometria; além disso o Google copiou o Secure Enclave do iOS e oferece proteção de dados sensíveis em um chip dedicado.

Para proteger seus dados na internet, o sistema utiliza o protocolo de segurança Transport Layer Security (TLS) como padrão e o DNS over TLS como camada extra, para criptografar todos os dados transmitidos e evitar ao máximo ataques externos, como o clássico MitM (Man-in-the-Middle).

O que mais?

Há uma série de ajustes e implementações, tais como:

  • suporte nativo a sistemas duplos ou triplos de câmeras principais, essencial para o tratamento de efeitos em imagens como desfoque de fundo ou planos em cores/preto-e-branco;
  • suporte nativo a dispositivos com telas de proporção mais alta, como 18:9 e daí por diante;
  • Bluetooth permite a conexão de até cinco dispositivos simultâneos e permite alternância entre eles, mas chamadas recebidas serão enviadas para todos; o volume definido por último em cada um deles também é memorizado;
  • suporte a HDR no formato VP9 Profile, já compatível com filmes exibidos no YouTube e Google Play Filmes;
  • suporte a imagens no padrão HEIF, introduzido pela Apple que oferece uma maior compressão que o JPEG, mantendo a qualidade das imagens;
  • suporte ao Unicode 11.0, que trará mais 150 emojis.

Quando meu aparelho será atualizado?

Esta é a pergunta que todo mundo se faz a cada ano. Como de praxe quem possui um Google Pixel, Pixel XL, Pixel 2 ou Pixel 2 XL já pode instalar a nova versão do Android, liberada via over-the-air (OTA) ainda nesta segunda-feira (06).

Já os dispositivos participantes do programa Android Beta (Nokia 7 Plus, OnePlus 6, Oppo R15 Pro, Sony Xperia XZ2, Vivo X21 UD, Vivo X21 e Xiaomi Mi Mix 2S) receberão o update até o quarto trimestre, junto com os aparelhos do programa Android One (Nokia 6.1, Nokia 7 Plus, Nokia 8 Sirocco, Xiaomi Mi A2 e Mi A2 Lite).

“E quanto ao resto?”, você se pergunta. Como sempre, a atualização para o Android 9 Pie depende inteiramente das fabricantes e operadoras, e o máximo que o Google pode fazer, como já fez é liberar a versão final do sistema pelo Android Open Source Project (AOSP). Dentre os demais parceiros apenas o Essential Phone já foi atualizado, o que mostra o compromisso com os consumidores da companhia do “pai” do Android Andy Rubin.

Oficialmente nem Samsung, LG, Huawei, Motorola e etc. se posicionaram sobre quais aparelhos serão ou não atualizados, portanto qualquer informação diferente de “só nos resta esperar” é especulação; com o tempo, conforme informações oficiais forem liberadas voltaremos ao assunto.

Relacionados: ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Profissional de TI auto-didata, blogueiro que acha que é jornalista e careca por opção. Autor do Meio Bit e Portal Deviante, podcaster/membro fundador/Mestre Ancião do SciCast e host/podcaster do Sala da Justiça.

Compartilhar