Fracasso do Virtual Boy não tirou Gunpei Yokoi da Nintendo

Gunpei Yokoi sempre será lembrado como uma das pessoas mais importantes na história da Nintendo. Foi ele o responsável pela criação de dois dos maiores sucessos da companhia, o Game & Watch e o Game Boy, mas foi ele também que idealizou o maior fracasso da fabricante até hoje, o Virtual Boy.

Lançado em 1995 no Japão, o desempenho daquele aparelho foi tão desastroso que muitas pessoas sempre associaram a saída de Yokoi da Nintendo ao caso e existia uma motivo para isso. O problema é que o o Virtual Boy deixou de ser produzido um ano após chegar às lojas e o japonês deixou a empresa em agosto de 1996, menos de um mês antes do seu aniversário. Parecia o típico caso de encontrar um bode expiatório para agradar alguns figurões ou a admissão de que ele havia cometido um grande erro.

O que nem todos sabiam é que em novembro daquele ano a revista Bungeishunju publicou um artigo em que Gunpei Yokoi explicou porque tomou a decisão de sair da BigN.

Após mais de 30 anos, eu deixei a Nintendo. Após me formar na universidade, estive na Nintendo o tempo todo trabalhando com brinquedos, mas na altura dos 55 anos, pensei em trabalhar em algo que me permitisse dar mais liberdade às minhas ideias.

 

No dia anterior a minha saída, o Nikkei fez um grande artigo sobre mim. Na verdade, eu não saí por ‘assumir a responsabilidade pelo fracasso do Virtual Boy’. Antes disso eu já pensava que quando chegasse aos 55, queria me tornar independente. Para colocar de outra forma, eu tive ideias para uma vida inteira e continuei criando brinquedos. Para continuar a seguir a filosofia da Nintendo de ‘brinquedos de nicho’ — foi a única razão para ter me demitido.

O artigo foi encontrado e republicado recentemente pelo site Livedoor, servindo para desfazer uma das maiores injustiças da indústria. É até bem provável que o clima tenha ficado bastante pesado para Yokoi depois do lançamento do Virtual Boy, mas assim como ele não deve receber todos os méritos pelos acertos que conquistou, acho também que não deveria ser crucificado pelo erro.

Bom, a verdade é que após deixar a Nintendo, Gunpei Yokoi fundou a sua própria companhia, a Koto Laboratory e ainda trabalhou na criação do WonderSwan, portátil que a Bandai estava desenvolvendo. Ele infelizmente não chegou a ver o lançamento deste aparelho, pois morreu num trágico acidente de carro em 4 de outubro de 1997.

Fonte: Siliconera.

Relacionados: , ,

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.

Compartilhar