Diretor fala sobre a cancelada sequência do Chrono Trigger

chrono-trigger

Considerado por muitos como o melhor RPG de todos os tempos, os fãs provavelmente nunca cansarão de pedir uma continuação para o Chrono Trigger e embora o PlayStation até tenha recebido o Chrono Cross em 1999, o jogo não parece ter sido o suficiente para saciar a vontade dos jogadores.

O que talvez você não saiba é que uma continuação direta para o clássico chegou a ser cogitada pela Square e durante uma entrevista recente, o diretor Takashi Tokita falou um pouco sobre o projeto e como algumas ideias foram utilizadas em outro jogo da empresa.

Na verdade houve uma época em que planejei um título chamado Chrono Break. Embora ele tenha sido cancelado antes de completarmos qualquer coisa, a ideia geral para o título foi levada para o meu último jogo, o Final Fantasy Dimensions II. A montagem do personagem Aemo e a harmonia entre os três personagens no início… isso foi baseado no conceito original para o Chrono Break, mas o retrabalhamos para esse título.

O jogo a que o game designer se refere é um título free-to-play que a Square Enix lançou para dispositivos mobiles em 2015. Muito criticado pela maneira como as microtransações foram implementadas nele, o jogo teve seu modelo de monetização alterado em outubro deste ano, passando a ser vendido pelo preço fixo de US$ 14,99.

Sobre o Chrono Break, os primeiro indícios de que ele esteve em produção surgiram em 2001, quando a editora japonesa fez o registro de sua marca. Porém, para a tristeza de todos aqueles que adoram o Chrono Trigger, algum tempo depois a Square deixou de renovar o registro e hoje só podemos lamentar.

Outro ponto comentado por Takashi Tokita foi qual final do Chrono Trigger ele considera como fazendo parte do cânone do jogo. Aspas para o diretor:

Tem que ser o final em que você perde a Epoch e todos ficam impossibilitados de ver uns aos outros, nunca mais. O fato de o jogo chegar a um final e o fato de os personagens se despedirem em sincronia, e tenho certeza que aqueles que jogaram o game podem compartilhar a tristeza e memórias.

 

Pessoalmente gosto do confronto entre o Frog e Magus, que é uma parte do jogo que criei. Foi retratado unicamente com efeitos sonoros ao longo dos créditos e não fica claro qual deles venceu a batalha. É muito mínimo, mas sinto que se transformou num final impactante.

E com isso, declaro que estou oficialmente louco para jogar o Chrono Trigger novamente.

Fonte: IGN (1 e 2).

Relacionados: , ,

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.

Compartilhar