Home » Demais assuntos » Entenda (um pouco) o enredo e a jogabilidade do Death Stranding

Entenda (um pouco) o enredo e a jogabilidade do Death Stranding

Hideo Kojima explica alguns aspectos da história e da jogabilidade do seu próximo jogo e mostra que o Death Stranding poderá ser muito mais louco do que poderíamos imaginar.

2 anos atrás

death-stranding

Desde que anunciou o seu próximo projeto e revelou o primeiro trailer do Death Stranding, Hideo Kojima conseguiu deixar muitas pessoas curiosas e tantas outras desconfiadas de que a criatividade do game designer havia passado dos limites. Na semana passada foi a vez do jogo receber um novo vídeo, mas aqueles que esperavam algo um pouco mais esclarecedor certamente ficaram bastante decepcionados.

Sem que quase nada do que foi mostrado pareça fazer sentido, o que mais vimos nas redes sociais foram pessoas afirmando não terem entendido nada e quando parecia que o mistério permaneceria por mais tempo, Kojima-san tratou de esclarecer alguns pontos sobre o game.

Durante uma conversa com o site IGN, o japonês afirmou que um dos seus objetivos com essa obra é fazer uma nova abordagem a maneira como as mortes são tratadas nos jogos eletrônicos. Conforme explicou, desde a época dos fliperamas quando morremos é fim de jogo. No Death Stranding isso não acontecerá, já que ao morrermos seremos transportado para uma outra dimensão, algo equivalente a tela de continue onde tínhamos uma contagem regressiva.

Segundo Kojima, vai funcionar da seguinte maneira”, diz a matéria original. “Quando você está pronto para retornar ao mundo dos vivos, poderá voltar ao corpo de Sam. No entanto, ao contrário da maioria dos games que leva o jogador para um ponto anterior do qual morreu, Death Stranding reconhece sua derrota e parece até mesmo abraçá-la. Você é transportado de volta ao mundo após a morte — como em Dark Souls — onde suas ações mantêm uma aura de persistência. A mecânica de morrer é ubíqua em games, mas parece que Kojima está implementando sistemas inspirados no purgatório e reencarnação.

Ele então falou sobre a misteriosa chuva mostrada no trailer e que parece acelerar o envelhecimento de qualquer coisa que entre em contato com ela. Conforme explicou Kojima, ela se chama Timefall e é um dos aspectos mais importantes da trama, com o protagonista Sam (interpretado por Norman Reedus) tendo um ligação especial com ela. Porém, ele não quis entrar em detalhes sobre essa parte.

Outro aspecto comentado por Hideo Kojima foi o bebê que tem sido mostrado desde o primeiro trailer. Segundo ele, a criança será muito mais do que apenas uma parte do roteiro, estando diretamente relacionada a mecânica do jogo. A suspeita é que ela sirva para nos avisar quando inimigos estiverem por perto, deixando tudo ainda mais misterioso.

É bem verdade que tudo isso é apenas a ponta do enorme iceberg que Hideo Kojima está esculpindo, mas uma coisa parece certa: se a elaborada história que criou para a série Metal Gear foi suficiente para que o game designer fosse considerado louco por alguns, o Death Stranding já tem mostrado que ele poderia ir muito além.


KOJIMA PRODUCTIONS — DEATH STRANDING - Teaser Trailer - TGA 2017 - 4K

relacionados


Comentários