Russos prometem novo caça com lasers capaz de operar no espaço (não ria)

viper_markiib_10

Algo que não costuma ser muito discutido é que nossa avançada tecnologia militar é coisa velha de décadas. O F-22, que é a jóia da coroa da Força Aérea dos EUA voou pela primeira vez em 1997. O avião mais rápido do mundo, recordista de velocidade e altitude ainda é o Blackbird SR-71, um projeto que começou em 1958 e fez o primeiro vôo em 1964. 

É raro um avanço realmente revolucionário, mas é exatamente isso que os russos estão prometendo.

Ok, ao menos é o que Ilya Tarasenko, CEO da Mikoyan (MiG Corporation, pro ocidente) está prometendo.

Durante uma Feira de Defesa em Moscou, ele falou sobre o sucessor do MiG-31, o projeto PAK DP, informalmente conhecido como MiG-41. Sendo desenvolvido desde 2013, o caça se tornará operacional por volta de 2025.

Alguns dos recursos prometidos:

  • armado com canhões-lasers;
  • velocidade de Mach 4 (SR-71 atingia Mach 3,3);
  • capacidade de ser pilotado remotamente;
  • operação em todos os ambientes da Terra;
  • capacidade de operar no espaço.

Sim, eu sei, isso soa como ficção científica e não passa da vodca falando mais alto, mas é bom saber que os altos executivos ainda detém a capacidade de sonhar.

Fonte: Russia Today.

Relacionados: , , , , ,

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz, Calcinhas no Espaço e Do Tempo Em Que A Pipa do Vovô Subia.

Compartilhar