Home » Games » Indústria » Videogames: o Brasil cai na lista dos países com maiores receitas

Videogames: o Brasil cai na lista dos países com maiores receitas

Apesar de ter mantido por aqui praticamente os mesmos números registrados há dois anos, o Brasil caiu para 13ª posição na lista dos 100 países que mais geram receitas para a indústria de games.

2 anos atrás

videogame

Que a indústria de games é capaz de movimentar uma quantidade imensa de dinheiro todos os anos, todos nós sabemos, mas e quanto a maneira como ele está dividido por territórios? Você já parou para pensar quais países geram mais receitas para as empresas?

Pois a empresa NewZoo fez um novo levantamento sobre o assunto e infelizmente a notícia não é muito boa para o nosso país. O problema é que se há dois anos figurávamos na 11ª colocação da lista com os 100 primeiros países, hoje apareceremos duas posições atrás, com o faturamento por aqui tendo permanecido praticamente o mesmo, US$ 1,34 bilhão.

O que derrubou o Brasil foi o crescimento tanto do mercado russo quanto do mexicano, países onde mesmo com populações bem menores que as nossas e com um grande índice de pirataria, as empresas conseguiram aumentar seus lucros. Como nos últimos dias voltou a ser discutido por aqui os absurdos impostos cobrados pelos games, acredito que tal lista não poderia ter vindo numa melhor hora.

Digo isso porque de todos os países que estão à nossa frente, apenas os Estados Unidos e a China possuem uma população maior que a nossa, o que na minha opinião serve para mostrar o imenso potencial que tem sido desperdiçado por aqui e evidentemente isso está diretamente ligado aos 72,18% de impostos que o nosso governo cobra sobre os games.

Já em relação aos primeiro colocados, a China aparece no topo da lista, com uma receita de US$ 27,55 bilhões, enquanto os Estados Unidos vem logo atrás com US$ 25,05 bilhões. O que impressiona é vermos que o terceiro colocado, o Japão, registrou “apenas” US$ 12,5 bilhões e a Alemanha, na quarta colocação aparece com US$ 4,4 bilhões.

A lista divulgada pela Newzoo também traz uma estimativa dos usuários de internet em cada país, colocando o Brasil na terceira posição neste quesito. Isso é interessante, pois se por aqui temos quase 140 milhões de pessoas online, imagino o inferno que devem ser as áreas de comentários dos portais chineses, onde são mais de 801 milhões de usuários.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários