Home » Hardware e periféricos » Após fracos resultados, divisão mobile da LG será reestruturada

Após fracos resultados, divisão mobile da LG será reestruturada

Fracas vendas de seus dispositivos móveis levam LG a reestruturar sua divisão mobile; funcionários-chave serão movidos para setores mais lucrativos

3 anos e meio atrás

lg-g5

É, as coisas não andam boas para a divisão mobile da LG. Como se não bastasse ficar bem para trás da rival Samsung no mercado de smartphones, a companhia sul-coreana não está conseguindo vender nem seus tops de linha. O G4 não mandou bem, o V10 foi um fiasco e o G5 ainda não convenceu, e os rumores de que ele chegará ao Brasil capado só pioram a situação.

Agora veio a conta, inevitavelmente.

A LG Mobile Communications registrou perdas operacionais por três trimestres seguidos, e no último (o 1º de 2016) o prejuízo bateu na casa dos US$ 170 milhões. É muito dinheiro jogado fora em um setor que não está dando resultados e mantém profissionais de ponta dando murro em ponta de faca. É preciso entender que os produtos da empresa não são exatamente ruins, mas enfrentam concorrência feroz da Samsung, Sony e Lenovo (embora a linha Moto tenha perdido seu mojo, ainda há a Vibe), sem mencionar HTC, Oppo, OnePlus, Vivo e Xiaomi principalmente no mercado asiático.

Esta última aliás foca muito mais para aqueles lados do mundo e não liga muito para países emergentes, isso ou não faria uso de estratégias confusas para promover produtos de entrada. Resultado, vendas fracas e perspectiva de deixar o país. Mas divago.

Voltando, não há muito que a rival da Samsung possa fazer a não ser mexer na estrutura da divisão e desocupar profissionais-chave que estariam bem melhores em outras divisões. Em um e-mail enviado aos colaboradores o CEO e chefe da LG MC Cho Juno diz que "é preciso mudar o modo que trabalhamos para nos movermos mais rápido", acrescentando que "outras divisões também precisam do pessoal do setor mobile", deixando claro que muitos serão remanejados de posição a fim da LG explorar seus recursos humanos de maneira mais eficiente.

A LG oficialmente não comenta, mas uma das divisões que seria beneficiada com a mudança seria a de componentes veiculares, que é relativamente nova; ela ganhou um park próprio somente em 2013. Por outro lado a companhia prevê que o G5 alcançará o número de 3 milhões de unidades vendidas no próximo trimestre. Não é uma marca ruim, mas dada a situação...

Fonte: Korea Herald.

relacionados


Comentários