Home » Meio Bit » Android e Linux » Versão 1.0 da API Vulkan é enfim lançada

Versão 1.0 da API Vulkan é enfim lançada

API open source Vulkan, baseada na tecnologia Mantle da AMD é liberada; promessa é entregar melhores gráficos com menor esforço em plataformas móveis

3 anos atrás

spock

Demorou mas saiu: nesta semana o Khronos Group liberou a versão 1.0 da Vulkan, API gráfica open source cross-platform de baixo nível baseada na tecnologia Mantle da AMD e esperada sucessora da OpenGL, que promete uma comunicação mais profunda e íntima entre softwares gráficos e o hardware, oferecendo mais controle aos desenvolvedores na hora de lidar com aplicativos 3D.

A chegada da Vulkan, após meses de atraso reforça ainda mais a empreitada em proporcionar que plataformas móveis possam se tornar cada vez mais poderosas, chegando a rivalizar com desktops e consoles de mesa na hora de gerar gráficos potentes (mais sobre isso em breve). O OpenGL, embora tenha sido utilizado por muito tempo não era tão íntimo assim do hardware, era uma camada muito distante e os resultados finais não eram muito satisfatórios.

As coisas começaram a mudar com os esforços da AMD e sua tecnologia Mantle: uma API de baixo nível que otimiza os recursos dos componentes ao máximo, permitindo ao programador escrever um código que converse mais diretamente com processador, RAM e principalmente GPU. A concorrência viu que esse era o caminho e começou a se mexer: logo a Microsoft aprimorou o DirectX 12 e a Apple introduziu o Metal, ambos bem mais próximos do hardware.

Só que todos os três são proprietários. A Khronos se propôs a resolver isso para os desenvolvedores implementando as características do Mantle em um código aberto, diretamente ligado ao OpenGL e OpenGE SE, para que todos possam usar em quaisquer plataforma. Claro, um dos focos do Vulkan é fortalecer o Android. Ao invés de deixar tudo na mãos dos drivers do robozinho a API de orelhas espetadas vai fazer o meio de campo e encurtar a distância, resultando em gráficos cada vez melhores.

Isso é importante principalmente para o momento em que vivemos: com aplicativos 3D cada vez mais bonitos e as possibilidades da realidade aumentada disponíveis, entregar melhores resultados nos smartphones e tablets é essencial. E se for possível fazer isso com menos recursos todos os desenvolvedores irão aderir.

AMD Simplified: Vulkan™ API

A Khronos lançou um pacote completo, o SDK LunarG qe roda em Windows e Linux já está disponível. O Google promete liberar o kit de desenvolvimento do Android em breve. A nVidia por sua vez está trabalhando em driver para os chips Kepler e Maxwell e cogita embarcar o suporte ao Vulkan também na arquitetura Fermi, de acordo com a receptividade do público. Ou seja, todos os Windows do 7 para a frente serão beneficiados, sem falar no suporte a diversas distribuições Linux.

fonte: Ars Technica.

relacionados


Comentários