Home » Mercado » iPhone 6S e 6S Plus — mais do mesmo, mas de forma mágica!

iPhone 6S e 6S Plus — mais do mesmo, mas de forma mágica!

Evento especial da Apple, setembro de 2015 — apesar do 3D Touch, a empresa lança novos iPhones com melhorias pontuais muito bem-vindas mas que não surpreendem. Para os leigos, iPhone 6S e iPhone 6S Plus só ganharam nova cor, rose gold.

4 anos atrás

Laguna_Apple_iPhone_6S_Plus

Hoje (09/09) a Maçã maligna de Cupertino não poupou esforços para fazer com que o lançamento da versão atualizada de seu smartphone parecesse relevante. A Apple lançou em seu evento especial o iPhone 6S e o iPhone 6S Plus com várias melhorias pontuais em suas entranhas… e não muito mais que isso.

Tá, além do 3D Touch, hoje a empresa quebrou alguns tabus específicos mas nada comparado ao Speed do iPhone 3GS, Siri do iPhone 4S ou Security do iPhone 5S. Para o tio Laguna, o S dos novos iPhones é de Sem-vergonha mesmo. Digo isso como fã.

http://www.youtube.com/watch?v=aBYWGjIzvywApple — iPhone 6s - The Only Thing That’s Changed Is

Particularmente não gosto nem uso gestos no meu smartphone. Sim, é o velho iPhone 4S que comprei em 2012, mas já detesto quando deslizo o dedo no Safari e o bendito me volta a página. Ou avança, sei lá. Imagine segurar a tela por algum tempo para me dar uma resposta diferente.

3D Touch é o nome que a Apple deu para o Force Touch no iPhone. Vou desativar esse treco quando eu for comprar o meu iPhone 6S este ano. Sim, vou comprar esse troço ainda em 2015. Talvez eu até faça review aqui no MeioBit.

Menus conceituais? Onde vejo melhor utilidade para o 3D Touch é mesmo nos games.

http://www.youtube.com/watch?v=cSTEB8cdQwoApple — Introducing iPhone 6s and iPhone 6s Plus with 3D Touch

Problema: prefiro jogar no meu iPad mini 3, que aliás foi posto pra escanteio pela Apple. Jogar mesmo num iPhone 6S Plus não é para mim. Quero algo maior mas não um iPad Air 2, nem mesmo o tablet de Itu, o iPad Pro.

Voltando para o assunto do presente texto: além do processador Apple A9 (64 bits e feito pela Samsung), a Maçã maligna de Cupertino finalmente chegou em 2013 (ou mesmo 2012) ao colocar generosos 2 GB de memória principal (RAM) na nona geração de seu smartphone. Antes tarde Duke Nukem: mais RAM significa maior longevidade quanto às atualizações.

No hardware, os novos iPhones 6S e 6S Plus virão de cara com uma versão atualizada do Touch ID, batendo de frente com o Galaxy S6. Dimensões dos novos aparelhos, tamanho e resolução da tela deles? Os mesmos dos velhos iPhone 6 e iPhone 6 Plus. Você poderá comprar as mesmas capas e películas inclusive. A carga da bateria e a autonomia são basicamente as mesmas dos modelos 2014.

Na parte do software a novidade é o iOS 9, (quase o) mesmo sistema que estará presente até no meu pobre iPhone 4S. Para os desenvolvedores e aventureiros, o beta do iOS 9.1 já estará disponível em breve.

Laguna_Apple_iPhone_6S_specs

O tio Laguna espera que o iOS 9.1 corrija o recurso de filmagem da iSight (câmera traseira): quero trocar a gravação de vídeos em 4K por uma em câmera lenta Full HD a 360 fps. Para gravar em 4K, basta eu pegar um Android top qualquer, já virou commodity. Fazer câmera super-lenta em Full HD me seria mais útil.

Imagina um leigo gravando vídeo da festa no iPhone 6S (ou 6S Plus) e se perguntando o porquê de a Smart TV comprada ano retrasado sofrer para rodar o conteúdo 4K a 30 fps, fora o espaço gigantesco que cada minuto disso vai ocupar na memória de armazenamento. Normalmente o povo no Brasil compra Apple para ostentar, então pegam o de 16 GB mesmo. Quando não dourado, provavelmente o novo rosa metálico. Sim, agora temos um iPhone rosa. O nome da cor é rose gold. As meninas vão amar. E alguns meninos também (os outros terão vergonha de comprar, preconceito besta).

Por falar em câmeras, temos um belo incremento numérico nos sensores: o iPhone 6S (e 6S Plus) têm iSight com 12 megapixels e o FaceTime HD (câmera frontal) com 5 Mp. A abertura é de ƒ/2,2 em ambas. Se a qualidade das fotos, principalmente em ambientes com baixa luminosidade, vai acompanhar o aumento na densidade do sensor traseiro (apenas 1,22 µm por pixel; contra 1,5 µm do antecessor) só saberemos na prática. O chato é que cada foto ocupará 50% mais espaço logo de cara, então nada de pegar o modelo de 16 GB se for tirar muita foto com a iSight.

Ao menos o pessoal das selfies ficará feliz, embora os novos smartphones da Apple não tenham flash frontal: ao tirar selfie, os LEDs que iluminam a tela e esta ficarão em seu máximo brilho por instantes, fazendo o papel de flash. A Apple chama essa gambiarra pelo nome pomposo “Retina Flash”. Melhor não contrariar.

Preço?

Laguna_Apple_iPhone_6S_Plus_pricing

O mesmo de sempre: morre o iPhone 5C, fica o iPhone 5S no lugar e a Apple decidiu manter os modelos de 16 e 64 GB dos velhos iPhone 6 e iPhone 6 Plus. Versão com 128 GB de armazenamento apenas nos novos modelos, idem para a cor dourada e o novo rose gold. As linhas antigas vão ficar assim (preços sem contrato com operadora):

  • iPhone 5S com 16 GB — US$ 449 ou R$ 2.299;
  • iPhone 5S com 32 GB — US$ 499 ou R$ 2.449;
  • iPhone 6 com 16 GB — US$ 549 ou R$ 3.199;
  • iPhone 6 com 64 GB — US$ 649 ou R$ 3.499;
  • iPhone 6 Plus com 16 GB — US$ 649 ou R$ 3.499;
  • iPhone 6 Plus com 64 GB — US$ 749 ou R$ 3.799.

·  
Já a nova linha, indisponível no Brasil por enquanto, terá os seguintes preços sem contrato:

  • iPhone 6S com 16 GB — US$ 649;
  • iPhone 6S com 64 GB — US$ 749;
  • iPhone 6S com 128 GB — US$ 849;
  • iPhone 6S Plus com 16 GB — US$ 749;
  • iPhone 6S Plus com 64 GB — US$ 849;
  • iPhone 6S Plus com 128 GB — US$ 949.

·  
Podemos portanto deduzir que os novos iPhone 6S e 6S Plus chegarão ao Brasil à partir de 3.499 reais no caso do iPhone 6S com 16 GB. E nada menos que R$ 3.799 para o iPhone 6S Plus com apenas 16 GB, preço que talvez equivalha ao iPhone 6S de 64 GB, meu sonho de consumo. Isso caso eu não desista e compre um Nexus 5 2015 no lugar.

Leia também:

relacionados


Comentários