Home » Games » Cultura Gamer » Fãs ressuscitam ZX Spectrum

Fãs ressuscitam ZX Spectrum

Essa é para os saudosistas: confira o ZX Vega, um console com 1.000 jogos do venerável ZX Spectrum, microcomputador britânico muito popular 33 anos atrás.

4 anos atrás

ZXSpectrum48k

Em 1982 surgiu na Inglaterra o ZX Spectrum, o segundo computador de um monte de gente. Um primor de engenharia e inteligência, projetado por Sir Clive Sinclair, o Spectrum tinha incríveis 256 × 192 pixels de resolução. Uma tela do Spectrum em tamanho real em um computador moderno fica assim:

samantha-fox-strip-poker-sc

O famoso teclado chiclete era péssimo para digitar, mas Sir Clive achou uma alternativa excelente, que facilitou muito a construção do Interpretador Basic e a otimização da memória. Cada tecla acessava vários operadores e comandos, assim você não digitava PRINT como P R I N T, mas apertando “P”. Com isso em vez de o código-fonte usar 5 bytes para guardar PRINT e depois ainda ter que interpretar atrás de erros de digitação, ele usava apenas UM byte, representando o comando PRINT, e só precisava se preocupar com os argumentos.

O Sinclair BASIC ocupava 16 kB de ROM mas era desproporcionalmente poderoso. Você tinha operações em ponto flutuante, comandos gráficos para desenhar pixels, linhas, círculos e frações de círculos. Na matemática tínhamos senos, cossenos, raiz quadrada, logaritmos e outros. Era possível acessar direto a memória, rodar programas em assembler (eu sei) e até acessar as portas lógicas do processador Z80.

Eu cheguei a fazer um programa que lia e gravava das portas de entrada e saída do gravador K7, criando uma espécie de sampler. Foi imensamente gratificante ver meu Spectrum reproduzir na TV um arquivo de voz.

Isso tudo em um computador com um processador Z80 de 8 bits e clock de 3,5 MHz. Uma ordem de magnitude mais lento que os atuais. Memória? 48 kB. A imagem do Spectrum ali no alto do post tem 9 vezes isso. Hoje um emulador de ZX Spectrum cabe confortavelmente em um navegador web.

O Spectrum apesar de lançado 33 anos atrás era bem ousado, em uma época onde 3D era algo que custava milhões de dólares e não se sonhava fazer em casa, lançaram para ele o VU3D, um programa primitivo de modelagem, com direito até a gouraud shading:


Beginner Drummer - 66 → Vu 3D

Agora o Spectrum está de volta, na forma do ZX Vega, um console retrogramer saudosista com 1.000 jogos do velho Speccy. Tudo começou com um crowdfunding que teve o apoio de Sir Clive Sinclair. A meta eram US$ 100 mil. Atingiram isso em 36 horas, ao final de dois meses tinham mais de 156 mil.

Com isso a Retro Computers produziu 5.000 unidades, todas já sendo entregues.

e66a606c-b6e2-4115-8450-04af3239eb9e

O Vega é um tributo à otimização do Spectrum original. Para fazer o que ele fazia com 48 kB e um Z80 rodando a 3,5 MHz é preciso um micro-controlador ARM, 16 Mb de RAM e 64 Mb de memória Flash.

O ZX Vega está sendo vendido pela Retro Computers.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários