Home » Games » CEO da Konami diz que futuro está no mobile

CEO da Konami diz que futuro está no mobile

CEO da Konami afirma que empresa apostará pesado na criação de jogos para dispositivos mobile e que o futuro da indústria está nesses aparelhos.

4 anos e meio atrás

hideo-kojima

Para a tristeza de todos aqueles que cresceram se divertindo com as várias fantásticas criações da Konami, é muito provável que o tempo de ouro da companhia tenha passado e toda a reformulação que ela tem enfrentado infelizmente não parece ser apenas uma mirabolante jogada de marketing orquestrada por Hideo Kojima.

Esta semana ficamos sabendo sobre como os jogos para tablets e smartphones tiveram um grande papel no aumento do lucro da empresa japonesa e no final daquele texto eu disse o quanto temia que isso estivesse influenciando as tomadas de decisões, o que a julgar por uma entrevista concedida pelo CEO Hideki Hayakawa, de fato está acontecendo.

Nós perseguiremos os jogos mobile agressivamente. Nossa principal plataforma serão os dispositivos mobile,” afirmou categoricamente o executivo. “Seguindo o modelo pay-as-you-play de jogos como o Power Pro e Winning Eleven com conteúdo adicional, nossos jogos poderão mudar da venda de coisas como ‘itens’, para a venda de coisas como ‘recursos’.

Vimos com esses jogos que mesmo as pessoas que compram jogos fisicamente são motivadas a adquirir conteúdo extra. O sucesso especialmente do Power Pro nos motivou mais do nunca a levar mais de nossas séries para o mobile.

Então Hayakawa disse que embora os jogos tenham se espalhado para diversas plataformas, são os tablets e smartphones que estão mais perto de nós e que por isso eles devem ser considerado o futuro dos games.

O interesse da Konami no mobile é tamanho que mesmo acreditando no sucesso de futuros Winning Elevens (ou Pro Evolution Soccer) ou do Metal Gear Solid V: The Phantom Pain, eles já estudam uma maneira de levar ou explorar melhor essas franquias em tais aparelhos, já que para eles esse novo mercado chegou a um estágio em que não deveríamos mais distingui-lo do resto.

Talvez o chefão da Konami tenha mesmo razão e embora eu seja um daqueles que defendem que um tablet poderia muito bem substituir um console (desde que ligado a TV e com suporte a controle), infelizmente não consigo ouvir “mobile é o futuro dos games” é deixar de pensar em uma enxurrada de joguinhos irritantemente simples e praticamente sem nenhuma inovação.

O que direi pode parecer um tanto egoísta, mas como alguém que não possui ação em alguma desenvolvedora/editora e que apenas ama os videogames, torço para que Konami e todas as outras que estão entrando nesta onda quebrem a cara, talvez ainda a tempo de voltarem para o modelo tradicional. Porém, se isso acontecer tarde demais, acho que não perderemos muito, afinal essas companhias já parecem ter desistido “da gente”.

Fonte: IGN.

relacionados


Comentários