Home » Microsoft » Windows 10 vai ocupar menos espaço no seu HD

Windows 10 vai ocupar menos espaço no seu HD

Algoritmo de compressão do Windows 10 detectará se processadores são capazes de trabalhar com arquivos compactados, a fim do sistema ocupar menos espaço

5 anos atrás

windows-10

Espaço extra em disco é bom e todo mundo gosta. A Microsoft sabe disso, e está trabalhando para fazer com que o Windows 10 se comporte de forma mais comedida e não ocupe mais espaço do que deve.

Redmond está trabalhando em duas frentes: a primeira é a retomada de uma técnica antiga de compressão, da época em que tínhamos discos bem menores e precisávamos administrar muito bem o espaço de nossos HDs (se bem que isso custava processamento extra). Isso caiu em desuso quando começamos a trabalham com discos de 1, 2 TB mas o cenário começou a mudar com a ascensão dos SSDs. Mais seguros e rápidos, é verdade, mas ainda muito caros para alguém encarar colocar um disco de estado sólido de grande capacidade em seu desktop e sangrar a carteira no processo.

O algoritmo do Windows 10 vai analisar na instalação do zero, tanto em desktops quanto em dispositivos mobile a performance geral do hardware e se o dispositivo é capaz de trabalhar com arquivos compactados sem suar os núcleos. Se aprovado, o Windows vai selecionar uma série de arquivos de sistema para compactação. Apps da Windows Store também estão sujeitos a passar pelo mesmo processo.

windows-10-savings

A Microsoft reconhece que em média a economia de espaço será em torno de 1,5 GB nos sistemas de 32 bits e aproximadamente 2,6 GB nos de 64 bits (aplicáveis também nos Windows Phones), o que em um desktop não é lá muita coisa. Mas aí vem a segunda frente:

O que irrita muita gente ao comprar um PC com o Windows já instalado não é apenas a quantidade de software inútil instalado, mas também a famigerada imagem de recuperação. Em um cenário tolerável ela ocuparia em torno de 4 GB, mas dependendo do que o fabricante atochar no computador ela pode comer muito mais espaço do disco.

Com o Windows 10 a imagem deixará de existir de vez. Em caso de emergência o sistema utilizará os próprios arquivos de sistema da instalação. Numa restauração o SO vai simplesmente apagar o que não é nativo, resetar o registro e reiniciar o Windows completamente limpo. A única questão que permanece é se esse método será tão seguro quanto empregar uma imagem do sistema, mas pelo menos será um método mais rápido e que ocupará bem menos espaço.

Somando tudo, o Windows 10 poderá economizar até 15 GB de espaço no desktop, o que para quem usa SSD é uma mão na roda. E o que é melhor, sem comprometer o sistema como um todo.

Fonte: MS.

relacionados


Comentários