Home » Hardware » Exército dos EUA pretende criar uma armadura como a do Homem de Ferro

Exército dos EUA pretende criar uma armadura como a do Homem de Ferro

Exército dos EUA convoca indústria tecnológica e laboratórios governamentais para produzir, de verdade, uma armadura militar como a do Homem de Ferro.

7 anos atrás

M3ironmanblueprints3

Há um tempo atrás o Cardoso publicou aqui no Meio Bit que um grupo estava planejando construir um traje inspirado no Homem de Ferro, para uma prática divertida e cotidiana de paraquedismo espacial. Mas era só para entretenimento.

Acontece que agora o Exército dos Estados Unidos pretende construir uma armadura revolucionária, capaz de dar aos seus soldados uma "força sobre-humana". Empresas de tecnologia, laboratórios governamentais e a Academia foram convocados para projetar o traje.

Outros exoesqueletos que permitem que os soldados carreguem mais equipamentos já foram até testados pelo Exército, mas o Tactical Assault Light Operator Suit (TALOS. E não, não é o de Skyrim) terá, além desta estrutura hidráulica presa às pernas e braços, algumas camadas de um material inteligente, preenchido com sensores que vão monitorar a temperatura do corpo, batimentos cardíacos, pressão arterial e níveis de hidratação da pessoa.

Os comandantes do projeto ainda dizem que a armadura também deverá ser capaz de se conectar a uma grande gama de redes militares, mesmo em lugares mais afastados - claro - e possuir computadores vestíveis, similares a smartwatches e o Google Glass.

"O que exigimos é uma família completa de sistemas em uma armadura de combate onde possamos juntar um exoesqueleto com um traje militar inovador, com visores de monitoramento de força, condições físicas e de saúde, além de poder integrar armas. É uma armadura avançada, com comunicação, antenas e performance cognitiva. Sensores e nano-circuitos. Tudo isso estará aqui também." - disse o Tenente-Coronel Karl Borjes, conselheiro científico no comando da pesquisa, desenvolvimento e engenharia do Exército dos EUA.

Ainda assim, o próprio oficial sabe: "Ninguém consegue produzir isso hoje". Só o Elon Musk. Mentira, talvez nem ele. E é por esse motivo que corporações tecnológicas e laboratórios governamentais estão sendo convocados para fazerem parte deste projeto. Teremos aqui, uma versão real (ou o mais próximo disso) das Indústrias Stark?

E isso inclui cientistas do MIT, que já estão trabalhando também no desenvolvimento de uma armadura corporal líquida, feita com fluídos que se tornam sólidos quando em contato com um campo magnético ou corrente elétrica. É, pois é.

A previsão é que eles consigam construir as primeiras versões da TALOS daqui a três anos.

Fonte: Washington Post.

relacionados


Comentários