Ciência
Ciência
Digital Drops Blog de Brinquedo

Boas novas (exceto para terroristas): Embraer entrega 1º Super Tucano pra USAF

Por em 30 de setembro de 2014

Tucano1-jpg

Barack Obama tem 99 problemas e achar um sucessor para o A-10 Thunderbolt II é um deles. Criado no começo dos Anos 70 era o pesadelo dos comandantes de tanque soviéticos. Basicamente projetaram um bruta (não é essa a palavra mas rima) canhão, para absolutamente completamente definitivamente obliterar qualquer tanque que Ivan tivesse em seu arsenal. Satisfeitos com o canhão, partiram pro próximo passo: construir um avião em volta dele.

O A-10 foi aposentado mais de uma vez, apenas para ser retirado da naftalina. Não há nada no arsenal dos EUA que faça o que ele faz, então mesmo com o modelo mais recente tendo 30 anos de idade, o A-10 continua tirando o sono do quem está no lugar errado na hora errada, como os canalhas do ISIS.

Só que ele custa em valores de hoje US$ 20 milhões, a hora de vôo não sai nada barato. Mais ainda: a missão para a qual ele foi projetado não existe mais: explodir tanques soviéticos em uma eventual invasão do Pacto de Varsóvia. O perfil hoje é apoio aéreo a unidades em solo combatendo insurgentes, e convenhamos que dois sujeitos com AKs-74 na mão em cima de um camelo não é um alvo que precise ser abatido com um cartucho desses:
continue lendo

emBrasil Hardware

OnePlus confirma lançamento do OnePlus 2 para 2015

Por em 30 de setembro de 2014

oneplus-one-002

A OnePlus causou certo alarde em abril quando revelou o OnePlus One, um smartphone desenvolvido em conjunto com a Cyanogen e que foi o primeiro aparelho a rodar o fork do Android nativamente. Com um hardware de ponta e um preço pra lá de agressivo, ele se colocou como um concorrente sério de smartphones de primeira linha baratos como a linha Nexus, e aliado às especificações ainda há a expertise da equipe do sistema hoje independente, que foi inclusive abençoado pelo Google.

Só que decisões erradas de marketing acabaram por jogar o aparelho no limbo, e ele vendeu bem menos que o esperado pela OnePlus. Mas isso servirá de lição, já que o diretor da OnePlus Global Carl Pei confirmou a segunda geração do smartphone para 2015.

continue lendo

emComputação móvel Comunicação Digital Hardware Mercado Planeta Sem Fio Software

O pesquisador da Sony que quer tornar Neuromancer real

Por em 29 de setembro de 2014

neuromancer

Imagine um mundo em que você pode ver, ouvir e até sentir as mesmas experiências de outra pessoa, diretamente. Como se você estivesse lá tocando, interagindo. Dentro da mente de outra pessoa, como um mero espectador mas experimentando as mesmas sensações. Se soa Neuromancer demais para você, saiba que Jun Rekimoto pensa da mesma forma. Tanto que o pesquisador da Sony está trabalhando para tornar o mundo das obras de William Gibson real.

continue lendo

emÁudio Vídeo Fotografia Computação móvel Comunicação Digital Destaques Hardware Internet Mundo Estranho Planeta Sem Fio Software Web 2.0

Facepalm do Ano: teentardados dobrando iPhones em lojas da Apple

Por em 29 de setembro de 2014

fullretard

Na falta de grandes causas os jovens de hoje se revoltam com bobagens como sistemas operacionais e modelos de videogames. Chega a ser divertido acompanhar a fúria e indignação quando a Microsoft ou a Sony ou a Nintendo anunciam um novo console. Mesmo com o ridículo discurso político pseudoanarquista do Software Livre tendo saído de moda (alguém descobriu que a Red Hat vale mais de 3 bilhões de dólares) o fanboyismo não morreu.

Com a Microsoft longe de liderar o mercado de telefonia móvel, odiá-la não tem graça, então o alvo é a Apple. Fanboys de Android (principalmente) vociferam como se as pessoas fossem obrigadas a comprar iPhones. Como bons políticos brasileiros passam mais tempo falando mal do adversário do que mostrando o que têm de bom.
continue lendo

emApple e Mac Destaques Hardware Mundo Estranho

Steve Ballmer: nada de iPads no Los Angeles Clippers

Por em 29 de setembro de 2014

steve-ballmer

Quando Steve Ballmer se afastou em definitivo da Microsoft para cuidar de seu novo empreendimento, o clube da NBA Los Angeles Clippers (nunca esquecer da piadinha) uma coisa que já sabíamos era que ele não conseguiria se desvencilhar da companhia por completo, ou melhor, ele nem tem essa intenção. Além de ser seu maior acionista individual com 8% da empresa ele é extremamente leal à empresa em que trabalhou por 34 anos, assim como foi seu pai, outrora gerente da Ford.

Por isso não é surpresa o fato de que agora, como dono dos Clippers ele fará do clube uma vitrine da Microsoft, banindo todos os gadgets que não forem de sua antiga casa.

continue lendo

emÁudio Vídeo Fotografia Computação móvel Comunicação Digital Entretenimento Hardware Microsoft Planeta Sem Fio Software

Transformar a Lua em um detector gigante de raios cósmicos? WHY NOT?

Por em 29 de setembro de 2014
as12_47_6988

Apollo 12 em foto histórica da Lua.

Cientistas da Universidade de Southampton querem transformar a Lua em um detector gigante de partículas para ajudar a entender a origem dos chamados Raios Cósmicos de Energia Ultra Alta (Ultra-High-Energy — UHE), as partículas mais energéticas do universo.

As origens dos raios cósmicos UHE é um dos grandes mistérios da astrofísica. Ninguém sabe de onde estes raios cósmicos extremamente raros vem ou como eles adquirem suas enormes quantidades de energia. Os físicos conseguem detectá-los na Terra a taxas menores do que 1 por quilômetro quadrado por século (O.o).
continue lendo

emAstronomia Hardware

Houston, digo, Moscow, temos um probleminha

Por em 27 de setembro de 2014
Soyuz

Falta algo…

Na madrugada de 25 para 26 de setembro uma Soyuz decolou do cosmódromo de Baikonur no Afeganistão Cazaquistão levando Aleksandr Samokutyayev, Yelena Serova e Barry Wilmore, membros da nova tripulação da Estação Espacial Internacional. Só que algo deu errado.

Depois que se separou do veículo de lançamento a Soyuz TMA-14M deveria acionar os painéis solares, mas somente um se abriu. Espaçonaves contam com redundância mas não em todos os sistemas, e algo grande e pesado como um painel solar não é algo que seria instalado sem extrema necessidade. Por isso perder 50% da capacidade de geração de energia não era algo trivial, mas também não era uma emergência.
continue lendo

emDestaques Espaço Hardware