Em 2016, o Final Fantasy IX chegará aos celulares e computadores

Laguna_FF9_Garnet_Android_iOS_PC

Garnet Til Alexandros XVII

No século passado, a então Squaresoft dependia de parcerias para localizar e distribuir seus belos JRPGs no ocidente. Até 1996 essa parceira era a Nintendo. A Nintendo foi a grande (ir)responsável pelo absurdo de censurar os três Final Fantasies localizados por ela. Pior: a Big N renumerou alguns dos jogos de forma grotesca, ignorando os que ela não distribuiu no ocidente.

Com o anúncio de que o Nintendo 64 usaria cartuchos, a Squaresoft deu um basta: desenvolveu o Final Fantasy VII direto para o concorrente, um console genérico qualquer e tecnicamente fraco chamado PlayStation. Na hora de escolher quem iria distribuir e localizar o game para ocidente teve a pior mas única escolha possível naquele momento: a Sony CE. Graças a isso, personagens como Aerith e Bullet viraram “Aeris” e “Barret”. Depois que a localização do próximo grande jogo da franquia, o Final Fantasy Tactics, mostrou-se ainda pior, a Squaresoft decidiu mudar para uma outra editora ocidental: a Electronic Arts.

Uma escolha bem acertada, aliás: a Electronic Arts tinha cacife para contratar profissionais bem melhores. Com essa mudança, tivemos um excelente e bem traduzido Final Fantasy VIII em 1999. Tal jogo foi inclusive distribuído pela EA nos PCs com qualidade superior à do console no ano seguinte (2000).

Antes de ser adquirida pela Enix após o fiasco Final Fantasy: Spirits Within, a então Square EA ainda localizou os dois Final Fantasies seguintes, FF9 e FF10. No caso específico do Final Fantasy IX, este foi o único jogo da franquia que ficou “preso” ao primeiro PlayStation. No máximo chegou à PSN, emulado, mas permanecia então exclusivo aos consoles da Sony.

Para o bem dos JRPGamers, em 2016 não mais: a Square Enix japonesa acaba de anunciar o Final Fantasy IX para computadores e celulares!

スクウェア・エニックス • 【FINAL FANTASY IX】Trailer SP & PC
Music: Melodies of Life

Será lindo revisitar o Final Fantasy IX no meu novo iPhone 6S (sim, comprei e talvez farei review em breve), mas imagina rever no PC a Queen Brahne convocando o Eidolon Odin para destruir Burmecia sem dó nem piedade? Aliás, a batalha final entre Zidane e Kuja seria ainda mais linda… Pena que somente em sonho.

Como podemos ver no trailer acima, infelizmente teremos um port do FF9 aos moldes do atual FF7: vídeos em upscaling, resoluções melhores apenas nos objetos tridimensionais, talvez forte filtro nos objetos bidimensionais. Tecnicamente não dá pra fazer mais que isso.

Explico: o grande problema de o Final Fantasy IX não ter ganho versão fora do PlayStation original foi o jogo ter sido desenvolvido por uma equipe menor, já que o desenvolvimento dele, do FF8 e do FF10 foi quase simultâneo. Pior: boa parte do material utilizado no desenvolvimento e que poderia ter sido refeito em resolução maior que o pobre qVGA do PS1 foi perdido em meio à contenção de custos na Squaresoft à época. A empresa estava mais preocupada com o lançamento do filme e dos primeiros jogos para o PlayStation 2.

Isso tudo não impediu o game de ser um dos melhores Final Fantasies já feitos, mas após o lançamento do FF9 no PS1, a equipe responsável foi praticamente dissolvida. O tio Laguna nunca jamais desejou um remake do FF7, mas fico particularmente triste em ver que o Cloud vai ganhar um novo jogo em alta resolução todo refeito do zero enquanto o Final Fantasy IX vai ganhar apenas um port. Nada contra, só que o estilo gráfico do FF9 merece bem mais, inclusive o minigame Tetra Master ficaria melhor sendo refeito também.

Enfim, um port da versão PlayStation de Final Fantasy IX é melhor do que nada. Agora só falta o Final Fantasy XII sair do PS2 para todos os principais Final Fantasies serem multiplataforma. Irônico que tanto FF9 quanto FF12 foram os últimos de suas plataformas originais e permaneceram praticamente exclusivos por motivos parecidos quanto ao desenvolvimento. Ao menos o FF12 terá melhor sorte no quesito gráfico quando ganhar futuro port ou remake.

Fonte: The Verge.

Relacionados: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Autor: Emanuel Laguna

O “tio Laguna” nasceu no Siará em meio à Fortaleza de 1984. Sempre gostou de brincar de médico com os aparelhos eletrônicos e entender como um hardware dedicado a jogos funciona, mas pretende formar-se como Engenheiro Eletricista qualquer dia. Antes apaixonado pelos processadores gráficos desktop, vê nos smartphones, tablets e outras geringonças mobile o futuro da computação.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Walmart, Cupom de desconto Ricardo Eletro, Cupom de desconto Extra, Cupom de desconto Martins Fontes Paulista, Cupom de desconto Empório da Cerveja