Brasil Gamer: 82% dos jovens e adultos jogam videogames

brazil-games

O mundo sabe que o mercado de games do Brasil, embora considerado emergente é um dos maiores do planeta e um dos que mais cresce. Agora uma pesquisa recente do NPD Group confirmou isso: a grande maioria da população jovem e adulta do país é consumidora de games, nas suas mais variadas formas.

A pesquisa constatou que os games estão entre as principais atividades dos adolescentes, jovens e adultos do país: cerca de 82% da população do país entre 13 e 59 anos joga algum tipo de game nas mais diversas plataformas, sejam PCs, consoles, dispositivos mobile ou portáteis. Em média o brasileiro joga em 2,6 dispositivos, e a preferência da maioria ainda é o console de mesa. Os computadores vêm em seguida, depois smartphones e tablets e os portáteis ficam em último (já era esperado).

Ainda assim, embora os brasileiros ainda prefiram jogar em um dispositivo dedicado conectado à sua TV, a realidade é um pouco diferente: talvez devido às diferenças de preço e a facilidade de consumo e instalação que o Steam introduziu o mercado de games para PC ainda lidera, com 47% do mercado; em seguida vem o Android com 38%. Mas como dito acima, o gamer brasileiro padrão possui mais de um dispositivo em geral dedicado à jogatina.

A quantidade de horas que o brasileiro dedica aos games também é bem alta, se comparada com a de outros países. Em média gastamos 15 horas por semana com nossos joguinhos, porém adolescentes jogam mais (19 horas por semana). O mercado de mídia física, entretanto não tem muito o que comemorar: 85% dos consumidores preferem cópias digitais. Porém, independente do formato a mentalidade do brasileiro está mudando, pois ele não se sente mais tão indisposto a pagar para adquirir seus jogos.

Entretanto é bom levantar um ponto aqui: embora sete em cada dez jogadores tenha afirmado durante a pesquisa que adquiriram seus games no mercado brasileiro formal, poucos destes rejeitam totalmente formas alternativas para comprar seus games, até para fugir dos altos preços daqui. A estimativa é de que em média 38% dos games comercializados no Brasil venham de outras fontes, seja mercado cinza ou através de importações.

De qualquer forma é interessante ver que videogames estão cada vez mais difundidos e as pessoas, independente da idade estão jogando cada vez mais.

Fonte: NPD Group.

Relacionados: , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar
  • fernbrb

    Aqui em casa todo mundo joga, pai, irmãs, sobrinhos…só mamãe que não é muito chegada mesmo.
    Até minha sogra tem um xbox.

    • Caipiroto, o Capeta Caipira 😈

      Sorte sua, aqui em casa todo mundo joga também, mas a sogra fica criticando eu gastar dinheiro com jogo.

      • Maom

        Mata essa bruxa! Vale 20 pontos.

        • Maom

          Eu mesmo vou tirar um print dessa tela e mandar para os jornais depois que vc matar.

        • Caipiroto, o Capeta Caipira 😈

          Tô tentando faz tempo, mas ela é tipo o Nemesis de RE3, toda vez que você mata ele volta pior.

          • Maom

            tenta balas de prata embebidas em lágrimas de freiras virgens suecas. Se não der certo tenta comer as freiras virgens suecas para esquecer a bruxa por um tempo.

          • Caipiroto, o Capeta Caipira 😈

            Gostei da sua tática. Irei tentar.

        • Dá Achievement….

      • советский медведь

        Minhã mãe é assim, enche o saco que eu gasto muito com video game mas não desgruda do candy crush.
        Quando foi me buscar no aeroporto e viu que eu tinha comprado o Vita quase teve um treco ali mesmo…
        “Mais jogo?!?! Precisa?!?!?!”
        A sorte dela é que ela me educou bem, se não a resposta ia ser meio ignorante…

        • fernbrb

          Minha mãe também enchia o saco, desde o GBC que foi quando comecei a comprar com meu dinheiro, mas depois do DSi ela desistiu de reclamar, só aceitou, mas até hoje nunca me atrevi a dizer pra ela o quanto paguei no Vita.

        • Maom

          Mãe é mãe… Se elas não reclamarem de nada a gente transforma a casa num puteiro hedonístico pro gamer.
          Elas reclamam mas no fundo acham lindo o filhinho em casa jogando video game protegido do mundo lá fora. Vai por mim!

          • Diego Marco Trindade

            Qnd morava com a minha mãe:

            Jogando videogame:
            – Mãe: Você só fica nessa desgraça, vai pra rua brincar fazer outras coisas.

            Na rua jogando bola:
            – Vem pra dentro guri, vai ser atropelado aí nessa rua, fica se machucando o tempo todo, parece um mendigo todo sujo.

            Agora sou pai, vamos ver como vou me comportar… Provavelmente jogando quase o dia todo com o filhão! huahuahauhauhau

  • Diego Marco Trindade

    Meu pai (56 anos) só joga paciência por horas e horas. Conta?

    • meus pais jogam Wii

      • Maom

        Seu pai morreu e só sabia jogar War, apesar de sempre perder nos blefes. Aliás, filho de peixe, peixinho é. Loser! 🙂

    • советский медведь

      Deve contar, e se não conta, deveria!

  • Ivan

    Esse governo poderia ajudar os gamers, baixar esses impostos abusivos e aproveitar e pedir pra sair pro dolar baixar.

  • Agora lembrei do movimento jogo justo, o criador do movimento aproveitou da sua fama para se tornar deputado, e depois disso ao invés de correr atras de tirar os impostos abusivos dos jogos de video game, que estão na categoria jogos de azar, preferiu atacar a venda de jogos online, que geralmente e a unica alternativa de comprar jogos legalizados a um preço justo, por que o sem vergonha, se me lembro bem era dono de lojas de venda de midia fisica. Ou seja, se depender dos politicos nada muda, a propia industria de jogos deveria correr atrás do prejuizo, mas algumas como a nintendo prefere abandonar o barco do que lutar para se tornar competitiva em territorio nacional.

    • Caipiroto, o Capeta Caipira 😈

      O problema é justamente se tornar competitivo em território nacional quando tem políticos como o que você citou.

      Quando o brasileiro aprender a cobrar seus políticos, quem sabe as empresas não precisem mais abandonar nosso barquinho naufragando.

      • Sim, temos que cobrar mais dos politicos, votar melhor, mas de todo jeito, nosso governo muitas vezes escutam mais os empresarios do que os eleitores, então se fosse uma ação conjunta, pressão nossa e dos empresarios, teria muito mais efeito e legetimidade.

        • Caipiroto, o Capeta Caipira 😈

          Concordo plenamente. Mas os empresários já cobram, tem suas associações e tal. Os representantes da indústria tiveram papel importante pra barrar a volta da CPMF por exemplo.

          Precisamos nos organizar mais, e cobrar mais. Uma outra causa que acompanho por exemplo, é da revogação do estatuto do desarmamento no Brasil, e organizações como o Movimento Quero me Defender e outros estão fazendo este papel, inclusive cobrando diretamente dos políticos em suas redes sociais (e o mais incrível, eles respondem).

          O que a população deveria fazer era se organizar assim pra tudo, e não só pontos específicos.

          • Organizações Tabajara™

            Se esse projeto de revogar o estatudo do desarmamento der certo vai ser muito bom pra você. Um monte de almas fresquinhas chegando no inferno caipira todo dia!

          • Caipiroto, o Capeta Caipira 😈

            Já chega muita alma todo dia, só que trabalhador e pai de família vai pra outro lugar, tô torcendo pra chegarem umas de político bandido.

          • Theuer

            Tudo aqui é oito ou oitenta né.
            Pô, os que tem tanto medo de arma assim poderiam então pedir para que armas não possam sair de casa. Pronto, acabaria com o clima de “velho oeste” que tanto pregam sobre a revogação e ao mesmo tempo não impediria de termos armas em NOSSAS casas.
            Mas Brasileiros são moralistas, binários e morrem indo e voltando do trabalhos.

        • Maom

          Não adianta vc cobrar uma pessoa que não vai sentir o menor constrangimento de não fazer o que é devido. E não existe a possibilidade de votar “certo” uma vez que o sistema é completamente fechado para pessoas realmente interessadas e comprometidas. Infelizmente a dança das cadeiras na política brasileira é muito bem estruturada e protecionista. Só mesmo com uma revolução para essa merda ser resetada.

          • Olha nesse ponto acho que o maior problema e o financiamento privado de campanha, que espero que acabe. Conheço gente que realmente tinha boas intenções, mas não tinha como competir com campanhas milhonarias de outros politicos, a visibilidade é muito diferente quando o cara tem patrocinio. E quando o cara foi patrocinado por uma empresa tem que entrar lá e se focar mais em ajudar o patrocinador, por que senão ele não consegue patrocinio na proxima campanha e perde a mamata.

          • Maom

            E as coligações, espaço na tv e tudo mais que só dão acesso a determinados políticos de determinados partidos. Não adianta nada vc entrar na política com sua ética e caráter sem dançar conforme a música que eles tocam vc não ganha nem pra vereador.
            Digamos que vc está cansado dessa putaria toda e quer arregaçar as mangas e mudar o Brasil. Vai se candidatar por qual partido? Vamos dizer que por um milagre vc ganhe popularidade e seja eleito por sei lá ter virado uma subcelebridade do youtube ou facebook e assim não deve nada para ninguém o povo te escolheu. Mas e o seu partido? Vai contra todos eles, contra as diretrizes deles? Eles te chutam ou no mínimo vc vai ser um cara sozinho sem poder algum para votar, lançar ou aprovar qualquer coisa. O sistema te engole e ainda pode acabar com sua vida pessoal com leviandades, mentiras e outros esquemas caso vc insista em pisar em alguns calos quando pegar o microfone da tribuna.

          • Coligações, partidos são outro problema, pois decidem quem vai se candidatar e pra quem vai a verba, o fim dos partidos seria um grande avanço.

          • Maom

            Seira bom mesmo. Mas aí apareceriam uma palhaços, com verba e fama tb… O problema mesmo é o povo. Brasileiro é acomodado por natureza. E tem como objetivo de vida juntar uma grana e largar tudo pra curtir a vida. Trabalho é um pesadelo para nosso povo. Então, com essa mentalidade e falta de caráter, o safados dão o sangue para chegar lá no poder e poder deitar e rolar em cima do resto.
            O que me dá mais asco são esses caras que são apenas políticos ( ou seja 99% deles) e não fazem nem nunca fizeram nada da vida além de política e lobby. Se o cara não está em um cargo público vendendo votos e influência, o cara está lá cobrando comissões para negociatas com outros políticos amigos que estão lá vendendo votos e influência.
            É a monarquia de hj. Vivem no bem bom, em orgias, banquetes e melhores eventos com o nosso dinheiro sem trabalhar em nada.
            Gilhotina, já!

          • Fama é realmente um problema, por que o povo vota em gente por ser ex BBB, mas em relação a verba, deveria ter um curso gratuito para o cara ser politico, e depois um vestibular para o cara conseguir as vagas de candidato, e todos os candidatos teriam a mesma verba para campanha. Esse dinheiro veria do fundo partidario que seria extinto. Dessa forma as chances seriam mais niveladas, mas infelizmente isso não vai acontecer por que nossos politicos não votam coisas que acabem com a mamata de quem esta lá, ou seja so se uma doença que estivesse na propina matasse os politicos todos acontecesse que poderiamos realmente fazer uma reforma.

          • Diego Menezes

            Isso eh bem verdade. Na minha cidade tem um exemplo assim. Um prefeito que tentou trabalhar abertamente com a população, mostrando tudo que fazia com o dinheiro público através da internet, abrindo concursos público para substituir pessoas que eram colocadas pra trabalhar por indicação. Enfim, o cara quis fazer um mandato certo e foi engolido por aqueles a quem estava prejudicando, fazendo ele ter uma imagem “suja” de todas as formas.

          • Daniel

            Concordo plenamente, se existe uma mentira enorme no huezil é essa de “votar consciente”, “votar certo”.

          • Maom

            Voto é a falsa sensação de poder que eles dão ao povo. Essa falsa sensação impede que o povo se revolte totalmente é vá até lá em Brasilia com armas, foices e facas matar os caras que usam e abusam do poder e do dinheiro público igual a monarquia fazia antes de ser degolada na França na revolução.

          • Christian Oliveira

            Paredon!!! kkk

        • Pote

          Eles escutam alguns empresários, porque o pessoal sério brasileiro que desenvolve jogos foca na mídia digital. Os políticos devem conversar com empresários que estão tendo prejuízo por não saberem se reinventarem para continuar vendendo mídia física.

    • Carl Segão

      Pior, esse cara trabalha pra 1080partners, responsável pela distribuição dos jogos da Bethesda no HUEzil. Por isso que o Fallout 4 tá custando 230 Dilmas no Steam, por causa desse feladaputa.

    • советский медведь

      Campanha jogo justo: “O que?!?! O jogo digital está metade do preço da mídia físita?!?! Vamos taxar esses FDP até o C* fazer bico!!!”

      • Resumindo, pra esse FDP jogo justo e dinheiro no bolso dele.

    • Marcelo Eiras

      Quem se elegeu deputado foi o Moacyr Alves de Souza e o criador do “jogo justo” é o Moacy A. Alves Jr, acho que não é a mesma pessoa.

    • Ed. Blake

      Amigo, o significado de política é “troca de conveniências”. Ninguém aqui governa para a sociedade, somente para benefício próprio.

      Não existe super-herói brasileiro e nem existirá.

  • Edu

    Tenho 37 e jogo no ps4 e Android. Mas mto longe das 15 horas semanais.

  • Maom

    Porra! 15h por semana???
    Viva o PT pra pagar a conta de tanto marmanjo vagabundo!

    • ffcalan

      Cara é um pouco mais que 2 horas por dia. Não é muita coisa!!!

      • Rafael Vasconcelos

        Sempre tem um. Do not feed the troll.

        • Maom

          Troll? Por achar que 15 h por semana é muita coisa? Então tá. Bora dobrar a meta pessoal. 30h no mínimo!
          Filhos são auto didatas e podem ser abandonados no meio da sala com alguma ração e um tablet.
          Mulher depois de casar é só largar no shop pra fazer compras.
          Exercícios, alimentação, sociabilizar com amigos é tudo invenção da mídia.
          Vc´s são abençoados. Tiro o meu chapéu.

          • Zaaboo

            Já dizia o velho deitado: o que é de gosto é regalo da vida. Ou outra que eu prefiro mais: gosto é que nem cú.

            Não sei se eu chego a jogar 15h por semana. Talvez. Mas como estou com casamento marcado estou aproveitando meu poucos meses de solteiro pra fazer essas coisas que provavelmente não farei depois.

            É um detalhe muuuuuito pessoal isso.

          • Maom

            Cara, aproveita então… Solteiro é mais fácil mesmo. Enquanto vc está em casa ou está vendo tv, ou comendo ou jogando… Não resta muito mais. Quando vc está casado tem que dar toda uma assistência à patroa, resolver problemas diversos que geralmente seus pais resolvem e com filhos então… Fudeu.
            Gosto é gosto, o problema mesmo é tempo. Enfim, pessoal aí tá de parabéns.

          • советский медведь

            Fato. Mesmo minha mulher não ligando pra eu jogar, pelo contrário, ela sabe que eu gosto então até encoraja, tem sempre alguma coisa pra fazer e tem sempre aquele: “larga ai e vem ficar comigo”, ai não tem jeito né! ( ͡° ͜ʖ ͡°)

          • Maom

            Vc não tem filhos ainda né? kkkkk
            Aproveita essa fase tb!

          • Diego Marco Trindade

            Sei como é. Estou com Bebê de 2 meses, tem que cuidar do pequeno, cuidar da patroa ( ͡° ͜ʖ ͡°), cuidar da casa, e minha folga é quando ela vai dormir cansada mais cedo com o bebe e tenho até meia noite livre para séries e PC. Aí o jeito é fazer as duas coisas ao mesmo tempo.

          • Maom

            Faço o mesmo. No meu caso tenho filho de 4 anos e um outro de meses. impossível jogar qualquer jogo mais denso com eles por perto, pq eles querem atenção (e merecem e devem receber atenção), além dos jogos invariavelmente serem muito violentos. Então, quando não estou caindo de cansado igual um zumbi eu aproveito para jogar ou ver minhas séries tb quando a casa toda dorme. Nos últimos anos as séries tem ganhado por ser ainda menos cansativo do que jogar e ter um “fim”… Uma jogatina me leva a perder a noção do tempo e ir dormir tarde fazendo eu morrer de manhã.

          • Rafael Vasconcelos

            Eu jogo até mais, além “perder tempo” assistindo séries e saindo fim de semana sim outro não, e terminei minha pós graduação esse mês. E isso não ta me impedindo de ler uns 2 livros de engenharia de software que eu tenho aqui.

            O negócio é só você saber gerenciar seu tempo rapazinho.

          • OverlordBR

            O negócio é só você saber gerenciar seu tempo rapazinho.

            Por mais gerenciamento que tu possas fazer, teu dia ainda tem só 24 horas.

          • Rafael Vasconcelos

            Você não precisa fazer tudo num dia só champz.

          • OverlordBR

            Óbvio que não.
            Mas teu dia vai continuar tendo 24 horas.

          • Maom

            Na época que o rapazinho aqui fez pós eu tinha tempo de sobra pra fazer muito mais coisa além de passar madrugadas inteiras enchendo a cara nas baladas. Isso a quase 10 anos atrás. O estudo aponta a média do pessoal dos 18 aos 50 e poucos anos. Universitários dos 18 aos 23 anos tem muito mais tempo por ter muito menos responsabilidades.
            Eu não tenho que gerenciar meu tempo apenas. Tenho que gerenciar o meu, o dos meus dois filhos e parcialmente da minha mulher se eu quiser ainda ter alguma afinidade e sintonia com ela. E terei ainda que gerenciar o tempo dos meus filhos por quase mais 2 décadas sempre monitorando os passos deles para não se tornarem dois drogados, vagabundos, safados, arruaceiros, etc… Existem exceções em todo lugar. Não sei quem vc é, se é casado, CEO de uma multinacional ou recebe mesada. Meu espanto foi com o número de horas médias para toda essa parcela de gente mencionada. Se me falarem que universitários ou que sá apenas jovens jogam em média “25” horas por semana, não vou me impressionar.

          • Rafael Vasconcelos

            Se você quis ter filhos, ninguém tem que se sentir culpado por você não ter tempo, né não? 😛

            The thing is, só porque alguém tem tempo pra gastar com seu hobby, não quer dizer que é um desocupado. E só porque você não tem tempo, não te dá o direito de sair julgando os outros que por escolha ou não, não tem TANTAS responsabilidades. Casar e ter dois filhos foi sua escolha, deal with it.

            Além disso, duas horas por dia gastas com lazer não é tanto, é a mesma coisa que:

            – ver um filme,
            – uma partida de futebol
            – dois episódios de séries
            – fazer academia (contando com tempo de se arrumar e deslocamento)
            – Ler um capitulo grande de um livro ou uma revista

            Dependendo da pessoa, alguns dos items acima são tão ou mais inúteis que vídeo game. Quero ver você chamar um pai de família que chega em casa e liga a TV no Esporte Interativo de desocupado só porque você não gosta de futebol.

            Não gosta de vídeo game, beleza. Só não encha o saco de quem gosta.

            Pratique o deboismo.

          • Flávio Pedroza

            Boa ideia. Porém, vou deixar a meta em aberto. Mas quando atingir a meta, vou dobrá-la.

    • Caipiroto, o Capeta Caipira 😈

      Se eu estiver numa semana menos corrida do trabalho jogo isso fácil.

    • Pedro Calumbi

      15h divididas em 7 dias e vc chama de vagabundo, não sei qual é a sua realidade mas na minha funciona muito bem minhas madrugadas de jogatina aos finais de semana mas um dia ou outro da semana propiciam talvez até um pouco mais de 15 h

      • советский медведь

        Se é pra contar as jogatinas da madrugada, deve ter umas sextas que eu bato essas 15hrs de uma vez só! Começo a jogar umas 19 e só paro umas 7-8hrs do sábado. Ja da quase essas 15hrs ai

        • Daniel

          em 2006 bati o recorde, 52 h jogando direto, 15~20 horas initerruptas era normal… hj em dia não dá 15 por semana… saudades de quando era adolescente.

          • советский медведь

            Caramba! Parabéns!!! Só toma cuidado:
            edition.cnn . com/2015/01/19/world/taiwan-gamer-death/

          • Daniel

            esse tempo não fazia muita coisa, dava pra dedicar o tempo que quisesse para games, depois vc casa, arruma serviço, e as 24 horas do dia caem para 2~3 horas “parcialmente” livres… =/

          • Lissandro

            pelo menos (ao que parece) você não gastou sua adolescência com drogas, como a maioria 🙂
            eu achava que minhas 40~50 horas semanais eram grande coisa!!!

          • Daniel

            A minha média era essa também naquele tempo, essas 52 horas foram um evento fora do comum, (tinham aberto um servidor novo de tíbia).

    • trabalho, estudo, não votei na Dilma e não deixo de jogar pelo menos 3 vezes por semana com meu filho.
      não sei em que mundo você vive.

      • Maom

        Eu jogo tb… mas 15h achei muito pra ser a “média”. Fiquei impressionado. E mesmo assim futebol e novela bombam na tv do povão.
        Pra vc entrar na média de 15h vc tem que ficar 5h sentado jogando em cada uma dessas 3 x por semana. Eu devo jogar isso tb, umas 3 x por semana, mas uma média de umas 5 horas semanais. Parabéns para quem consegue ter tanto tempo assim.

        • Media é media, com certeza estão contanto com os verdadeiros vagabundos que jogam o dia todo, somam com quem fica preso no transito jogando cand crush, angry birds, etc, ai juntam com quem não tem tempo e joga duas horas por semana, acaba que no final da essa media. Fora que tem muita gente que desistiu de televisão por causa da qualidade da mesma, dessa forma sobra muito mais tempo para outras atividades.

          • Maom

            Verdade… tem esses psicóticos que passam o dia todo jogando candy crush e fazendinha. Na hora eu associei somente aos consoles e bunda no sofá.
            Mas 15h é bastante tempo mesmo!

          • bagarai

            Não esqueça do povo sofredor que fica 2 a 3hs todos os dias dentro do ônibus parado no transito. Isso deve influencia um pouco essa media.

          • Lissandro

            15 horas parece muito mais nem é. Se a pessoa joga 1,5h por dia segunda a sábado, e no domingo joga 6 horas, já deu 15 horas. Na minha época de ensino médio eu passava fácil disso aí (principalmente depois de comprar o Lost Odyssey, hahaha, ia a tarde inteira todo dia)

  • 15h por semana? Essa gente toda não estuda ou trabalha não? Eu mal consigo ficar mais de 1h. Mas enfim, a realidade não é tão bonita assim, somos o mercado que mais paga mais caro também.

    • советский медведь

      Depois que eu acabei a faculdade eu jogo umas 4 horas por dia durante a semana mais ou menos umas 2 ou 3 vezes por semana, se eu fosse solteiro esse numero seria bem maior. Acho que dá pra passar das 15h fácil.

    • Caipiroto, o Capeta Caipira 😈

      Eu jogo mais de uma hora por dia fácil depois do trabalho, tem dias que dá mais de duas horas se o trabalho estiver mais tranquilo. Final de semana, se a namorada tiver aula no sábado então, 5~6 horas fácil.

    • Depende muito do ritmo de cada um, quando eu tinha emprego (bons tempos) era de 9h às 18h, “perdendo” por volta de 1h antes de ir e depois que voltava e usualmente indo dormir perto ou depois das 2h.

      Só aí me sobravam umas 7h, se eu ficasse SÓ jogando, bateria essa média fácil, mas eu distribuía entre assistir NFL, séries, animes e ficar a toa pela internet e isso é bem mais fácil quando não se tem vida social. Jogar era no máximo umas 2h, mais por imposição minha mesmo.

      O problema da média é aquilo, se eu comi 4 pedaços de frango e vc nenhum, pela média cada um comeu 2 pedaços.

    • Rodrigo Meireles

      Se eu jogar 2h por semana é muito. O culpado disso são as séries de TV. The Walking Dead, Fear The Walking Dead, Gotham, Game of Thrones … Haja tempo!

    • Lissandro

      É fácil cara, pensa:
      se o jovem joga 6 horas no sábado ou no domingo (não é difícil), mais 1,5h nos outros dias já fechou 15horas

  • советский медведь

    Fiz as contas aqui e jogo em 7 plataformas! (PS3,Vita, Wii, DS, PC, Tablet e Celular)

  • tuneman

    meu ps3 é mais usado pra netflix do que jogos. mal sobra tempo pra mim respirar, hahaha

  • Existem mentiras, grandes mentiras, malditas mentiras e Estatística.

    Parando pra pensar por m tempo muito grande, algo como 2 minutos, dá pra ver que esse percentual é ridiculamente idiota

    • Geese Howard

      O que é um percentual idiota?

    • Jaffy

      Porquê idiota? Eu parei para pensar e concordo que 82% das pessoas entre 13 e 59 anos joguem algo, mesmo que seja Colheita Feliz.
      Até minha vó curte Candy Crush.

      Mas sobre a pesquisa em si, não dou nenhuma credibilidade a não ser que veja todos os dados coletados. Muita pesquisa revela algo “surpreendente” e vamos ver o espaço amostral e são meia dúzia de pessoas.

  • Isso sim crescendo nosso brasileiro e agora dolares esta alto, breve vão embora.

    • Bruno

      Caralho. Não é o dólar, é o real afundando.

  • Christian Oliveira

    Que mentira, a molecada do COD joga 19 horas por dia.

  • Vagner Da Silva

    Eu queria saber qual a porcentagem da população nunca foi entrevistado numa pesquisa… Eu faço parte de tanta minoria estatistica que devo ser do 0,1% da população com quem acontece tudo (menos fazer parte de pesquisas)

  • Bruno

    Agora tem que tirar essa lei que torna videogame jogos de azar. Ah… todas as leis aqui são uma bosta.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis