Meio Bit » Arquivo » Internet » Como você usufrui da Internet?

Como você usufrui da Internet?

16 anos atrás

Nas palavras de Cardoso, “um espectro ronda” o Orkut, é o espectro do brasileiro. Do estilo ‘seria engraçado se não fosse trágico’, não são poucas as comunidades com temas interessantes, mas discussões estúpidas e nenhum conteúdo. Um exemplo é a comunidade CACHAÇA. Ok, a lei não permite que eu prove desta iguaria, mas acho que tem muita informação legal a ser trocada nesta comunidade. Ainda mais com 18 mil membros. ;]
E o que vocês vêem nos tópicos? Spam, jogos e três ou quatro tópicos com algumas respostas. Uns poucos, realmente interessantes, ficam sem resposta.

Participei da TdC certa vez. Aplaudi de pé o José Orlando e seus membros daquela vez. Criaram um sistema de governo para a comunidade, com direito a plenário e partidos de esquerda, direita etc. Tudo para uma melhor moderação. A idéia não deu muito certo na prática, houve muita briga. Três horas por dia era pouco para acompanhar todo o ciclo de informação da comunidade. Mas, saber das conspirações dos EUA contra o planeta e que os Greys nos visitam regularmente não contribuiria nada em minha vida, então decidi sair.

São poucas as comunidades sérias, comparadas a enorme quantidade de lixo. Até as que deveriam ser sérias não escapam, como aquela a respeito do vôo 1907, digna de link na página inicial. Pessoas que nem tinham ligação com a tragédia tiveram seus profiles divulgados nos tópicos, recebendo uma enorme quantidade de “meus pêsames” e “descanse em paz” em seus scrapbooks. Brasileiro é um figuraça mesmo...

Não quero basear-me só no Orkut, caro leitor, a web tem muitos outros recursos. Mas o que preocupa é que todos eles são pouco aproveitados pela massa. Será que o brasileiro não gosta de ler?

Será que ele tem preguiça de aprender, de trocar informações, de digitar algumas palavras e expor sua opinião? Comento com alguns amigos sobre coisas que vejo na internet e noto que sou o único que lê. Sinto-me o cara por dentro de todas as noticias, perto deles. Um amigo meu comentou que ficou sabendo da venda do YouTube... pela TV. Falei que já sabia disso faz dias.

Então qual é o propósito das pessoas ‘ao ligarem a Internet’? Ler seus scraps e abrir um Instant Messenger, falar com os miguxos, ler as piadinhas que seu colega de trabalho mandou por email, pegar a receita de bolo da Ana Maria Braga pra sua mãe, fazer a pesquisa para o trabalho de escola... E os blogs? Tem gente que nem ouviu falar. É uma gama imensa de informação (tudo bem, não podemos absorver tudo que a Internet nos oferece) que a grande parte das pessoas desconhece.

“Que nerd hein mano?” você deve ter pensado. Não. Internet é pra se divertir (exagero até nesse assunto ;D). Mas o que quero lhes dizer é que, quando é pra falar sério, o brasileiro abusa do anonimato e faz feio. Cansei de ver blogueiros escreverem textos imensos, defendendo fielmente sua linha de raciocínio, para ser respondidos com smiles. Falo de textos bons! Não de propor construir um cano imenso até a lua para expelir a água dos oceanos, como solução para o aumento do nível do mar.

A Internet nos dá a chance de fazer nosso próprio tráfego de informação, independendo dos grandes centros, que às vezes, omitem o que mais nos interessa. Através dela, podemos fuçar até encontrarmos o que queremos ler, e não ligar a TV e engolir tudo o que nos dão. Pensem nisso, ‘meus queridinhos’! 🙂

Estamos com a faca e o queijo, só não aprendemos a cortar as fatias.

relacionados


Comentários