Home » Jogos » Rovio: no lugar da Nintendo também estaríamos aflitos

Rovio: no lugar da Nintendo também estaríamos aflitos

Responsável pelo estúdio finlandês Rovio ataca Nintendo e Microsoft e diz que modelo atual de distribuição está defasado.

9 anos atrás

dori_angr_29.03.11

De uma coisa não podemos discordar, os finlandeses da Rovio gostam de uma boa briga. Depois de terem decretado o fim dos consoles e proclamarem a sua maior criação como o sucessor do Super Mario Bros., os caras resolveram revidar as declarações da BigN de que os games para celulares podem atrapalhar a indústria e Peter Vesterbacka voltou a criticar o atual modelo de distribuição de jogos.

É interessante ver pessoas como a Nintendo dizendo que os smartphones estão destruindo a indústria de games. É claro, se eu estivesse tentando vender pedaços de plásticos por US$ 49 às pessoas, então eu também estaria aflito. Mas acho que isso é um bom sinal de que as pessoas estão preocupadas — porque do meu ponto de vista, estamos fazendo algo certo.

Veja, o mercado de consoles é importante, mas também… não está morrendo, mas não é a plataforma com o maior crescimento por aí. Não o vemos da mesma maneira que os outros veem. Um monte de gente na indústria de games acham que os jogos ‘reais’ estão nos consoles, que você só é uma desenvolvedora ‘real’ se faz games caríssimos, mas nós não temos esse complexo de inferioridade.

Vesterbacka tratou então de apontar sua metralhadora para a Microsoft, empresa que segundo ele é a responsável por o Angry Birds ter demorado tanto tempo para chegar à Xbox Live.

Isso é nossa culpa? Não, é o problema deles. Não há razão para que, quando você faz distribuição digital nos consoles, não possa haver updates frequentes e se os consoles querem permanecer relevantes, eles precisam começar a imitar o que está sendo feito nas lojas de aplicativos, nos smartphones e online. É a única maneira, porque as pessoas esperam que os jogos permaneçam novos.

Agora, sejamos francos, no fundo o sujeito não deixa de ter razão nas suas afirmações, mas acho que o problema é que o seu estúdio está ganhando uma perigosa aura de arrogância e antipatia, mas de qualquer forma, encerro por aqui esta transmissão que esteve repleta de proféticas e sábias palavras desta produtora que tem feito tudo para tornar a vida jogadores melhor e que sabe todos os segredos para salvar a indústria de games. Por falar nisso, o que acham de fundarmos a Igreja Angrybirdiana™? Te garanto que arrumar inimigos não será muito difícil.

Fonte: Industry Gamers.

Leia mais sobre: , , , , , , .

relacionados


Comentários