Meio Bit » Games » Yuzo Koshiro anuncia novo shmup para o Mega Drive

Yuzo Koshiro anuncia novo shmup para o Mega Drive

Quase 30 anos após trabalhar pela última vez com o Mega Drive, o compositor Yuzo Koshiro está criando um shoot ’em up para o antigo console da Sega

01/12/2022 às 9:29

Por o Mega Drive ter sido o console que me acompanhou durante boa parte da infância/adolescência, sempre que penso em trilhas sonoras de jogos o primeiro nome que me vem à cabeça é o de Yuzo Koshiro. É por isso que não consigo descrever precisamente a alegria que estou sentido por saber que o compositor está trabalhando em um novo título para o antigo console.

Crédito: Reprodução/Neocube/MobyGames

A novidade foi revelada por Yuzo Koshiro através de sua conta no Twitter, onde ele deu alguns detalhes sobre o projeto. Além de publicar duas imagens do título rodando em uma TV CRT, ele escreveu a seguinte mensagem:

“Parece um antigo shoot ’em up, mas é um novo jogo que estamos desenvolvendo, remontando a famosas franquias dos anos 80. Lançaremos ele para o Mega Drive/Genesis. Eu estou fazendo a trilha sonora e também voltei como game designer desde o Beyond Oasis.

Olhando para essas fotos, você provavelmente não pensa que esse jogo será um bullet hell. Nós respeitamos os jogos da época e faremos deste um jogo divertido de disparar com um novo sistema, gráficos fascinantes, personagens e trilha sonora.

A trilha sonora definitivamente irá com um driver YM2608. Será a primeira vez em 30 anos que trabalho com o Mega Drive/Genesis, desde que fiz as músicas para o Beyond Oasis. Obviamente, não haverá streaming de áudio em CD.”

O novo jogo que Koshiro-san está produzindo (Crédito: Divulgação/Yuzo Koshiro)

O driver a que o músico se refere é o chip de áudio que serviu conmo base para o lendário Yamaha YM2612 (ou OPN2), que permitia que o Mega Drive tivesse músicas com uma qualidade parecida com a dos fliperamas da época. Isso por si só já seria motivo para nos empolgarmos com o novo jogo, mas é inegável que a participação de Yuzo Koshiro seja o grande destaque.

Nascido na capital japonesa em 1967, Koshiro-san é filho de uma pianista e com apenas três anos já começou a aprender a tocar o instrumento. Dois anos depois o menino já dominava o piano e com oito anos passou a ter aula com o renomado compositor Joe Hisaishi.

Porém, apenas no início dos 80 que o rapaz começou a criar suas próprias músicas, quando usava um NEC PC-8801 para produzir variações de trilhas sonoras de jogos da Konami, Namco e Sega. Entre as maiores fontes de inspiração para se tornar um compositor para videogames, Koshiro cita o Space Harrier, Gradius e The Tower of Druaga.

Já sua carreira teve início na Nihon Falcon, quando aos 18 anos enviou uma demo que seria utilizada no Xanadu Scenario II. Por lá ele ainda trabalhou na trilha da série Ys, até que em 1988 passaria a atuar como freelancer, deixando seu talento à disposição de vários estúdios. Isso o permitiu participar de projetos com a Enix ou embalar a série ActRaiser, porém, o seu nome entraria para a história ao ser convidado pela Sega.

Foi por lá que ele chamou a atenção de muitos jogadores devido à trilha sonora do The Revenge of Shinobi, mas principalmente, pela inesquecível mistura de dance music, house, techno, trance e vários outros gêneros presentes nas músicas do Streets of Rage. Até por ter passado tanto tempo naquelas perigosas ruas, tenho um apego sentimental muito forte às músicas daquele jogo e vez ou outra me vejo cantarolando suas faixas — o que obviamente estou fazendo enquanto escrevo esse texto.

Yuzo Koshiro ainda participaria da criação das trilhas das sequências para o beat 'em up da Sega (incluindo o Streets of Rage 4) e comporia músicas para séries como Shenmue, Super Smash Bros., Castlevania, Etrian Odyssey, Kid Icarus e muitas, muitas outras.

Em muitos casos as criações de Koshiro foram consideradas a frente do seu tempo e quando se trata do que ele fez para os Streets of Rage, a experiência de estarmos numa boate dos anos 80 acabou influenciando o trabalho de vários artistas modernos, como Childish Gambino, Joker, Danger, Labrinth, Martyn e Darkstar.

Quanto ao shoot ’em up (ou simplesmente, shmup) em que o compositor está trabalho atualmente, segundo ele detalhes como “o formato de lançamento, região, preço, data de lançamento, etc.” ainda estão sendo estudados. “Não podemos acelerar nosso trabalho, mas continuaremos desenvolvendo,” afirmou Koshiro-san. “Como o jogo é completamente original para a nossa companhia, os manteremos informados.”

Yuzo Koshiro

A lenda dos chiptunes, Yuzo Koshiro (Crédito: Reprodução/Red Bull Music Academy)

O que sabemos por enquanto é que o título está sendo produzido na Anciente Corp., estúdio que a mãe do compositor, Tomo Koshiro, fundou em abril de 1990. Além dela, a irmã do artista, Ayano, também trabalha na desenvolvedora como designer gráfico e de personagens. Já outro projeto da empresa seria algo relacionado ao Beyond Oasis, mas sobre o qual ainda não temos muitas informações.

Eu preciso admitir preferir ver um jogo que aproveitasse todo o poderio das máquinas atuais, mesmo que usasse a pixelart como estilo. Mesmo assim, estou ansioso para ver o que essas pessoas têm a nos oferecer e torcendo para que Yuzo consiga nos levar de volta à época em que suas criações conseguiram garantir um espaço na minha memória.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários