Meio Bit » Games » A dura tarefa de remover o P.T. da PSN

A dura tarefa de remover o P.T. da PSN

Pessoa responsável por adicionar e pedir a remoção do P.T. na loja do PlayStation conta sobre como foram as constrangedoras conversas com a Sony

25 semanas atrás

No dia 12 de agosto de 2014, o 7780s Studio colocou na PSN uma demo que sacudiria o mundo dos videogames. Chamada P.T., uma abreviação para Playable Teaser, ela trazia uma direção artística impecável, um enredo elaborado e uma atmosfera assustadora. O jogo despertou o interesse de muitas pessoas e não demorou para descobrirmos que tudo não passava de uma mentira, uma "simples" propaganda.

P.T.

Crédito: Reprodução/Hideo Kojima

Dirigido por Hideo Kojima e Guillermo del Toro, P.T., na verdade, era um chamariz para o Silent Hills, novo capítulo da tão adora série de terror e que estava sendo desenvolvido pelo criador do Metal Gear. Aquele parecia a realização de um sonho que muitos nem sabiam que tinham sonhado, mas o que começou como um dos projetos mais promissores de todos os tempos, logo se transformou num terrível pesadelo.

Poucos meses após o lançamento daquela demo, mais precisamente em abril de 2015, começou a circular o rumor de que a Konami havia cancelado o desenvolvimento do novo jogo. Com del Toro e o ator Normam Reedus garantido que o Silent Hills não seria mais lançado, por um momento houve a esperança de que tudo não passasse de uma pegadinha, algo típico do Kojima. Porém, o cancelamento se confirmou.

A partir daquele momento, o que vimos foi uma chuva de reclamações por parte dos fãs, o que só piorou em 29 de abril, quando a Konami removeu o P.T. da loja virtual do PlayStation 4. Único lugar em que a demo estava disponível, a editora conseguiria aumentar a fúria do público em maio ao impedir que mesmo aqueles que já haviam vinculado o jogo às suas contas pudessem baixá-lo novamente.

Eis que oito anos após o lançamento do P.T., Hideo Kojima usou sua conta no Twitter para relembrar o jogo e a mensagem acabou chamando a atenção de Pearl Lai. Você provavelmente não sabe de quem se trata, mas foi essa a pessoa responsável por solicitar a remoção da demo da rede da Sony, algo que ela explicou como foi feito.

Crédito: Reprodução/Konami

“Curiosidade: como eu era a líder [first-party] da Konami na época, ajudei a configurar esse produto na loja, [a criar a] editora falsa e tudo mais,” disse Lai. “E fui eu que tive que ligar para a Sony e pedir para eles o retirarem e bloquearem os redowloads. Foi uma conversa superdivertida.”

Ainda segundo Pearl Lai, todo o caso pode ser descrito como estranho, afinal aquela era a primeira vez em que os funcionários da Sony tiveram que lidar com um pedido para que um produto fosse removido da loja e os downloads fossem desativados. Assim, desde a inclusão do P.T., com as referências falsas para esconder os reais criadores, até o momento em que a Konami decidiu cancelar o projeto, os profissionais da fabricante do PlayStation 4 tiveram que implementar a várias soluções de engenharia.

“A Sony (como sempre) foi fantástica de se trabalhar. Foi uma situação difícil para todos os lados. Foi uma VIAGEM! Honestamente, não foi uma grande situação — eu realmente senti pela Sony, que teve que suportar o peso e lidar com a situação. Foi definitivamente uma lição interessante sobre poder e a importância de escolher suas batalhas no gerenciamento de relacionamentos.

Acredite, eu também queria que tivesse sido diferente. Definitivamente foi muito divertido planejar essa coisa secreta para os fãs. Foi fantástico ver todo mundo se juntando para tentar descobrir a experiência e vê-los sair com tanto amor por aquilo!”

Em reposta aos comentários de Lai, um ex-funcionário da Sony conhecido apenas como Yuichi disse lembrar dessa época, afirmando que Pearl ficava até tarde da noite trabalhando no projeto. Além disso, ele revelou que todos “ficaram perplexos com como aquilo foi resolvido em um dia, quando o Kojima esperava que lavaria meses.”

Crédito: Reprodução/Octonius/Silent Hill Fandom

Possivelmente devido à repercussão das suas declarações, Pearl Lai removeu os comentários e bloqueou a sua conta no Twitter. Porém, o registro foi feito por vários sites e agora sabemos que os funcionários tanto da Konami quanto da Sony sofreram com o cancelamento daquele jogo.

O interessante é notar como aquela demo alimentou a imaginação dos fãs de jogos de terror. Impactados pela pesada atmosfera oferecida pelo P.T., nos anos seguintes vimos o lançamento de diversas tentativas de recriações e jogos fortemente inspirados por ele, numa demonstração do nível de excelência alcançado por Kojima e del Toro.

Quanto a série Silent Hill, até hoje aguardamos pelo anúncio de um novo capítulo em que poderemos retornar à amaldiçoada cidade. Até lá, nos resta lamentar o último projeto anunciado não ter passado de um teaser e torcer para que um dia a franquia receba o cuidado que merece.

Fonte: VG247

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários