Meio Bit » Hardware » WD Blue SN570 NVMe — Tudo azul (e muito rápido)

WD Blue SN570 NVMe — Tudo azul (e muito rápido)

Entregando bastante velocidade, com um preço acessível, o WD Blue SN570 NVMe é um SSD capaz de melhorar bastante o desempenho de qualquer PC

29 semanas atrás

Quem trabalha com criação de conteúdo sabe que, tirando clientes chatos, nada pode ser mais irritantes do que um computador lento. Pois foi pensando nessas pessoas que a Western Digital lançou o WD Blue SN570 NVMe, um SSD interno com alta velocidade de leitura/escrita e que poderá melhorar muito o desempenho da sua máquina.

Mesmo sem nem sempre nos darmos conta disso, os computadores evoluíram bastante nas últimas duas décadas e de todas as melhorias que a tecnologia nos trouxe, não é exagero dizer que as unidades de armazenamento foram aquelas que mais ganharam. Hoje ter uma máquina sem um SSD é praticamente impensável e se ele for um NVMe, melhor ainda.

WD Blue SN570 NVMe SSD

Crédito: Divulgação/Western Digital

Nota de transparência

Desde 2004, o Meio Bit publica análises opinativas com o intuito de ajudar os leitores a tomarem sua própria decisão de compra, seja de um gadget, um game ou um serviço/software/app. Nós somos francos em nossas opiniões e destacamos pontos positivos e negativos de igual maneira, não importando a natureza dos produtos, de modo a manter a integridade e transparência do site.

Ninguém externo à redação do Meio Bit teve acesso a este review de forma antecipada, bem como não houve qualquer tipo de interferência, pagamento ou direcionamento da Western Digital, ou de terceiros, em relação ao seu conteúdo.

O WD Blue SN570 NVMe SSD foi fornecido pela Western Digital como doação e não será devolvido à empresa.

Testando o WD Blue SN570 NVMe

WD Blue SN570 NVMe SSD

Crédito: Divulgação/Western Digital

Prometendo uma velocidade de leitura de até 3.500 MB/s e de escrita de 3.000 MB/s, confesso que estava curioso para ver se o SSD da Western Digital daria conta do recado. A maneira de descobrir se tais velocidades seriam alcançadas seria usando o CrystalDiskMark e considero que o resultado dos testes foi bastante satisfatório.

Mas antes de falar sobre os números, vamos à configuração em que utilizei o SSD:

  • Processador: Intel Core i7 7700, 3.60 GHz
  • Placa mãe: Acer Predator G3-710
  • Placa de vídeo: GeForce RTX 2060 WindForce2 OC 6G
  • Memória RAM: 16 GB DDR 4 2400 MHz

Passando então para os testes, como pode ser visto na imagem abaixo, a esquerda, o WD Blue SN570 NVMe ficou muito próximo dos números divulgados pela fabricante. Como comparação, realizei o mesmo teste com um WD_BLACK SN850, que é a unidade que tenho utilizado no PC há alguns meses. Vale notar que mesmo com este sendo um NVMe PCIe 4.0, seu desempenho está sendo limitado pela minha placa mãe, fazendo com que ele funcione numa velocidade parecida com a do novo SSD.

Crédito: Dori Prata/Meio Bit

Visto assim, o desempenho pode não indicar claramente o quanto um dispositivo NVMe é rápido e por isso considero que o melhor parâmetro para comparação seja com um SSD SATA. Muitos mais rápidos que um HDD, essas unidades se tornaram as queridinhas de que qualquer pessoa que procura tornar um computador mais rápido, mas quando postas ao lado dessa nova geração de SSDs, a surra que elas levam se torna bem evidente.

Para ilustrar melhor essa diferença, submeti o meu HyperX Savage 480 GB ao mesmo programa e com os seus 520 MB/s para leitura e 500 MB/s para gravação, o abismo entre as duas tecnologias é imenso. Como pode ser visto abaixo, estamos falando de um desempenho quase sete vezes maior, fazendo com que o salto dele para o NVMe seja quase tão expressivo quanto o de um HDD para um SSD.

Crédito: Dori Prata/Meio Bit

Contudo, eu queria saber como o WD Blue SN570 NVMe se comportaria ao transferir um arquivo de 12 GB entre as duas partições que criei e novamente o resultado impressiona. Com uma velocidade na casa de 1,70 GB/s, foram precisos menos de dez segundos para que o processo fosse concluído.

Restava saber ainda como estava a saúde da unidade e para isso recorri ao Western Digital Dashboard. Com ele é possível acompanhar a temperatura do SSD, quanto de vida útil lhe resta, quanto de espaço já foi utilizado e até mesmo a velocidade de leitura/escrita.

Logo de cara o programa me mostrou que havia uma atualização de firmware a ser feita e conforme monitorava sua temperatura, vi que ela chegou aos 70 °C. Mesmo não sendo algo crítico e com a temperatura girando na casa dos 46 °C, o ideal seria utilizar um dissipador de calor, para que assim o WD Blue SN570 NVMe mantivesse sempre uma temperatura mais próxima de quando o SSD está ocioso.

Crédito: Dori Prata/Meio Bit

Passando para os aspectos menos técnicos, vale citar que a unidade possui cinco anos de garantia e que, graças a uma parceria da fabricante com a Adobe, quem adquirir um WD Blue SN570 NVMe terá direito a um mês do Creative Cloud. Isso dará acesso às principais ferramentas de criação da empresa, como o Photoshop, InDesign e Illustrator. O presente poderia ser um pouco mais generoso, mas ao menos ele poderá quebrar o galho numa emergência.

 Conclusão

Disponível nos tamanhos 250 GB, 500 GB, 1 TB e 2 TB, o WD Blue SN570 NVMe é um SSD para quem procura um bom desempenho, sem precisar gastar uma fortuna por isso. A unidade que testei, de 1 TB, pode ser encontrada na faixa de R$ 700 no varejo e se considerarmos o quão mais rápida ela é em relação a um SSD SATA, este é um investimento plenamente justificável e tornará a utilização do PC muito mais agradável.

Desde abrir programas em muito menos tempo até transferir arquivos numa velocidade bem alta, até a inicialização do Windows poderá se beneficiar bastante com um NVMe e este produzido pela Western Digital consegue aliar bom desempenho com um preço acessível.

O único conselho que posso dar é: se você terá que continuar trabalhando com um HDD ou mesmo um SSD, é melhor passar longe dos NVMe. Após experimentar algo como o WD Blue SN570, voltar à “pré-história” do armazenamento poderá ser algo bastante traumático.

WD Blue SN570 NVMe SSD — Ficha Técnica

  • Modelo: WDS100T3B0C;
  • Formato: M.2 2280;
  • Interface: PCIe Gen3 x4 NVMe v1.4;
  • Capacidade: 1 TB;
  • Velocidade de leitura sequencial: 3.500 MB/s;
  • Velocidade de gravação sequencial: 3.000 MB/s;
  • Consumo de energia: 5 mW (inativo); 4,5 W (leitura, pico);
  • Temperatura: de 0º C 70º C;
  • Dimensões: 80 x 22 x 2,38 mm;
  • Peso: 6,5 g;
  • Durabilidade (TBW): 600 terabyte (TB) de gravação;
  • Tempo médio entre falhas (MTBF): 1,5 milhão de horas;
  • Garantia: 5 anos.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários