Meio Bit » Games » Monster Energy Supercross - The Official Videogame 5 — fúria em duas rodas

Monster Energy Supercross - The Official Videogame 5 — fúria em duas rodas

Monster Energy Supercross - The Official Videogame 5 traz poucas inovações em relação a antecessores, não que ele precise delas

21 semanas atrás

Monster Energy Supercross - The Official Videogame 5, ou SX5, é a mais recente versão do jogo anual de supercross lançado pela desenvolvedora italiana Milestone, especializada em games de corrida (séries Moto GP, MXGP e Ride, além de Hot Wheels Unleashed). Diferente dos MXGP, a série SX é centrada no circuito norte-americano, ao invés do internacional.

Embora traga algumas adições interessantes, SX5 sofre do mesmo problema de outras séries anuais, as novidades são poucas em relação ao título anterior, que justifiquem migrar toda vez.

Monster Energy Supercross - The Official Videogame 5 (Crédito: Divulgação/Milestone S.l.r.)

Monster Energy Supercross - The Official Videogame 5 (Crédito: Divulgação/Milestone S.l.r.)

Atenção aos detalhes

O supercross é uma variação do motocross, que consiste em corridas realizadas em pistas geralmente indoor, como em estádios, consistindo de circuitos bem menores, com curvas mais acentuadas e obstáculos constantes. A experiência de Monster Energy Supercross - The Official Videogame 5 é nesse estilo, e se concentra em circuitos desafiadores para o jogador, que precisa ter pulso firme para vencer os adversários e se sair bem.

Os modos de jogo consistem dos clássicos Championship, Time Attack e Single Event (um evento simples de fim de semana), enquanto o Career foi uma adição da última instância da série, SX4, lançada em 2021. A diferença aqui é a adição do Futures Academy, um guia estrelado pelo ex-campeão Ricky Carmichael, agindo como um tutor e oferecendo vários desafios, para ensinar o jogador a ser melhor.

Monster Energy Supercross - The Official Videogame 5 (Crédito: Reprodução/Milestone S.l.r.)

Monster Energy Supercross - The Official Videogame 5 (Crédito: Reprodução/Milestone S.l.r.)

No modo Career, você tem a liberdade de customizar seu piloto, que pode ser "Tipo A" ou "Tipo B" (essencialmente homem ou mulher; a desenvolvedora escolheu não identificá-los como gêneros), mudar cor de pele, cabelos e olhos, mas não espere um editor tão minucioso como em Black Desert Online, Cyberpunk 2077 e outros.

A novidade é o editor de itens cosméticos, que permite criar e customizar seus próprios capacetes e adesivos, e compartilhá-los com outros jogadores. Outra adição ao game é a possibilidade de pilotar motos com motores de dois tempos em todos os modos, contando com uma seleção de diversas montadoras, como Honda, Yamaha, Suzuki e outras.

Porém, um dos recursos mais divertidos da série SX sempre foi o editor de pistas, e em Monster Energy Supercross - The Official Videogame 5 ele continua firme e forte, mas com uma boa camada de polimento por cima. Você é livre para moldar um circuito nos limites de um estádio como quiser; já o novo submenu Rhythm Section permite usar modelos pré-criados pelo jogo, e "tuná-los" da maneira que achar melhor.

Por fim, pistas, capacetes e adesivos criados pelo jogador podem ser compartilhados livremente com os demais jogadores de SX5, que finalmente, conta com o recurso de cross-play; agora será possível interagir com outros players nas diversas plataformas, sendo PS5, Xbox Series X|S, PS4, Xbox One e Windows.

Monster Energy Supercross - The Official Videogame 5 (Crédito: Reprodução/Milestone S.l.r.)

Monster Energy Supercross - The Official Videogame 5 (Crédito: Reprodução/Milestone S.l.r.)

De resto, a física de SX5 foi aprimorada em relação aos demais games da série, ficando mais realista, e você pode treinar livremente em diversos circuitos.

Sem paciência com quem está começando

Por um lado, Monster Energy Supercross - The Official Videogame 5 se esforça em ser amigável ao jogador, e conta com diversos menus e tutoriais para ajudá-lo em sua jornada, mas nota-se que a série não é tão amigável aos motociclistas de fim de semana. A princípio, você poderá se perder em uma miríade de opções de customização e melhorias para sua moto, e o novo sistema chamado Ride Shape System pode parecer bem punitivo.

Ele funciona assim: há três níveis de forma física, que se refletem nos status do piloto e como ele resiste a ferimentos. Quanto mais capotes você levar e se lesionar em uma corrida, mais esses machucados influenciarão em sua performance. O resultado também influi no físico, se vencer, você vai melhorar, se chegar em último, vai desleixar do condicionamento, etc.

No fim das contas, o modo Treino de SX5 não serve apenas para aprender os macetes do jogo, mas também para manter seu físico em dia e sofrer menos nos campeonatos, mas isso não quer dizer que você não pastar bastante até dominar o gameplay.

Monster Energy Supercross - The Official Videogame 5 (Crédito: Reprodução/Milestone S.l.r.)

Monster Energy Supercross - The Official Videogame 5 (Crédito: Reprodução/Milestone S.l.r.)

Agora falemos do que interessa, o gameplay. Os controles são bem sensíveis e passam a sensação de peso e instabilidade ao controlar uma moto em um circuito de supercross, e entenda isso como "se esforçar para não cair o tempo todo". Você precisa ficar atento às curvas fechadas, equilibrar a velocidade com a frenagem, colocar o peso para a frente no momento certo, dosar bem a inclinação se quiser se manter na disputa, ou vai inevitavelmente beijar o chão.

O Ride Shape System também tem peso no controle sobre a moto, se sua condição física for ruim, vai ser mais difícil se manter em pé na moto e fazer as manobras. Para quem já jogou os títulos anteriores da série SX, parece que Monster Energy Supercross - The Official Videogame 5 está forçando jogadores, novos e antigos, a dar atenção à experiência geral do game, se quiser avançar no modo Career.

Por outro lado, a experiência multiplayer foi aprimorada. Atendendo a pedidos, SX5 agora conta um modo Versus local com tela dividida, e no online, o jogo oferece o recurso Drop-In-Drop-Out, em que ele será substituído por um bot caso abandone uma corrida; se ele for pareado em uma disputa com outros jogadores, ele será jogado no meio da ação, substituindo um piloto controlado pelo computador.

Os gráficos estão bem fluídos e bonitos, rodando a 60 quadros por segundo no PS5, mas não é como se houvesse alguma diferença drástica entre SX5 e SX4 nesse sentido, o mesmo valendo para o som e trilha sonora.

Monster Energy Supercross - The Official Videogame 5 (Crédito: Reprodução/Milestone S.l.r.)

O que nos traz ao elefante na sala: mesmo que as adições de Monster Energy Supercross - The Official Videogame 5 sejam interessantes, elas não são suficientes para justificar a estratégia da Milestone em lançar um jogo novo todos os anos, mesmo estando isso previsto em contrato com a liga americana de supercross, da mesma forma que suas outras séries, Moto GP e MXGP, também alinhadas com os campeonatos de motocross e motovelocidade.

Mesmo desenvolvedoras de grande porte, como Electronic Arts e Activision Blizzard, estão revendo seus planos para algumas de suas franquias anuais, respectivamente FIFA e Call of Duty, seja pelo desinteresse dos jogadores, que levam a resultados fracos nas vendas, ou por outros motivos.

Embora a Milestone tenha garantido seu lugar ao sol, assegurando os direitos para desenvolver jogos baseados nos três principais campeonatos de motociclismo, é preciso admitir que mesmo entre os amantes de jogos de esportes, esta é uma categoria de nicho, e poucos são aqueles dispostos a comprar um jogo novo, de três séries distintas, todos os anos.

Eu entendo e respeito quem acha plenamente justificável lançamentos anuais, mas para SX5, talvez a recepção fosse melhor (e as mudanças mais evidentes) com espaços de lançamentos maiores entre os jogos.

Conclusão

Monster Energy Supercross - The Official Videogame 5 é um game divertido para quem curte o gênero de velocidade, especialmente os que apreciam corridas em duas rodas. Ele é bastante parecido com SX4 na mecânica e gráficos, embora traga novidades pontuais de jogabilidade e customização.

Monster Energy Supercross - The Official Videogame 5 (Crédito: Divulgação/Milestone S.l.r.)

Ele é simples em sua proposta, ser o jogo oficial do circuito 2021/2022 de supercross, e por causa disso, cai na velha armadilha do "mais do mesmo" sujeita a lançamentos anuais. Ele pode ser interessante apenas para quem tem afinidade com o título, mas acabar passando batido pelo grande público.

Suas mecânicas um tanto punitivas para novatos podem afugentar ainda mais quem está se interessando agora pela série SX, mas após investir tempo suficiente nele, é possível avançar e evoluir em todos os modos.

Para quem curte jogos de velocidade e/ou adora motociclismo, principalmente motocross e supercross, Monster Energy Supercross - The Official Videogame 5 é diversão garantida, principalmente agora com multiplayer local. Claro, quem jogou SX4 pode não notar diferenças pesadas entre os jogos, mas ruim ele não é.

Para os demais, SX5 pode não ser tão interessante, no máximo uma jogatina descompromissada para um fim de semana.

Monster Energy Supercross - The Official Videogame 5 — Ficha Técnica

  • Plataformas — PS5, Xbox Series X|S, PS4, Xbox One e Windows (analisado no PS5, com cópia cedida pela Koch Media);
  • Desenvolvedora — Milestone S.l.r.;
  • Distribuidora — Milestone S.l.r.;
  • Classificação Indicativa — Livre.

Pontos fortes:

  • Vasta gama de customização de pilotos e equipamentos;
  • Cross-play entre plataformas e multiplayer local, com tela dividida;
  • Futures Academy e sistema de lesões são adições interessantes.

Pontos fracos:

  • Controles do jogo seguem menos amistosos para novatos;
  • Sem muitas novidades para justificar lançamentos anuais.

relacionados


Comentários