Home » Games » Monster Hunter World: Iceborne - Review

Monster Hunter World: Iceborne - Review

Monster Hunter World: Iceborne traz muito conteúdo novo, gameplay inédito, além de novos monstros e velhos conhecidos

04/09/2019 às 12:00

Monster Hunter World (2018), lançado para PS4, Xbox One e PC, tornou-se o jogo mais rentável da Capcom, com mais de 13 milhões de cópias vendidas. Com o sucesso, era natural que a empresa fosse continuar “farmando” nosso dinheiro e atenção. Em Monster Hunter World: Iceborne, primeira expansão, o game ganha upgrades, nova história, recursos inéditos, o retorno de alguns monstros conhecidos, outros novos e subespécies. Mas assim como forjamos nossos equipamentos, vamos por partes.

monster hunter world iceborne

Vale lembrar que a expansão chega primeiro para PS4 e Xbox One, em 6 de setembro. O pessoal do PC terá que esperar até janeiro de 2020 (ainda sem data definida). Para começar Iceborne, você precisa ter terminado a campanha principal do jogo base e estar, no mínimo, no ranque 16.

Mais uma coisa: vou mostrar só algumas das novidades da expansão (para não estragar todas as surpresas) já partindo do pressuposto que você jogou Monster Hunter World.

Bem-vindo à Seliana

monster hunter world iceborne

Monster Hunter World: Iceborne desbloqueia a congelada região “Hoarfrost Reach”, que fica distante de Astera, e também uma nova base: Seliana. A primeira coisa que notará ao chegar à Seliana, além de neve por todos os lados, é a organização mais horizontal dessa base, em relação à Astera. O ferreiro, centro de pesquisa, cantina, “gathering hub” e etc estão quase todos no mesmo andar. Isso evita ter que passar por loadings irritantes só para trocar de local.

Eu sei que a tentação para ir logo caçar monstros será alta, especialmente se você for um fã da franquia, mas reserve um tempo para explorar a nova base. Tome um banho quente e brinque com o seu Palico nas piscinas aquecidas da área de encontro ou visite seu novo e beeem mais espaçoso quarto (além de colocar pets, você pode redecorá-lo!).

monster hunter world iceborne

Vez ou outra, dê uma ajudinha ao pessoal da fornalha, num mini game de apertar botões, e de quebra ganhe alguns itens consumíveis e para melhorar sua armadura. Há opções interessantes para aproveitar e relaxar em Seliana, antes sair para o sofrimento.

A história e Master Rank

Sua jornada começa em Iceborne tendo que investigar os rastros de uma Legiana (estou deduzindo que é fêmea por mera conveniência do nome) na Floresta Ancestral. A partir daí, você precisa descobrir, com o auxílio da sua Assistente (Handler), o que está fazendo com que alguns monstros migrem para outras regiões e novas espécies estejam surgindo.

É com esse gancho que o Caçador é apresentado ao Master Rank (MR), onde sua vida ficará muito mais difícil. Basicamente, sua melhor armadura e melhor arma (que você chorou para criar no High Rank) ficará obsoleta bem rápido.

monster hunter world iceborne

Mas não se preocupe, pois você terá muitas chances de criar novos equipamentos e aprimorar armas antigas, falaremos mais sobre isso adiante. É possível, por exemplo, fazer o upgrade de uma arma nível 8 (que era o máximo no jogo base) para o 12. Claro, se você tiver os materiais e ouro necessários.

O Master Rank não irá substituir o progresso que você alcançou, até o momento, no High Rank. Um novo contador, agora de MR, aparecerá ao lado do HR (no seu perfil) indicando que você está apto a fazer missões deste ranque superior.

Inclusive, você ainda poderá subir de HR em missões MR. No entanto, seu ranque master só irá evoluir conforme você completar missões específicas desse modo. Ah, ainda é possível fazer missões de ranques mais baixos normalmente.

Assim como no jogo base, a história aqui também vai se desenvolvendo na medida em que você completa missões Master Rank. Conforme seu MR sobe, seu nível de desespero também aumenta com monstros ainda mais trabalhados no ódio, o que é até bem lógico e todos já devem saber, mas não custa enfatizar.

monster hunter world iceborne

Algo bem interessante que a Capcom ajustou nesta expansão foi o balanceamento das missões em modo multiplayer. Antes, o monstro tinha um nível “x” de resistência/dano quando você o enfrentava solo e “4x” para cooperativo - independentemente se a sua equipe tivesse apenas dois caçadores. O jogo nivelava o multiplayer sempre contando que a party estava completa.

Em Monster Hunter World: Iceborne, o grau de dificuldade de um desafio é automaticamente ajustado para o número atual de caçadores numa missão (1, 2, 3 ou 4). Se um time está completo com quatro e alguém sai, por exemplo, a missão é novamente ajustada para o número de jogadores restantes. Isso, para as quests de Master Rank, é a diferença entre a possibilidade de uma vitória ou lançar o controle na parede.

Palicos (Amigatos)

monster hunter world iceborne

Quem prefere solar algumas missões, ou mesmo jogar só com mais uma pessoa, vai perceber que seus fiéis gatinhos estão (finalmente) mais espertos em batalha. Vale investir num bom equipamento para eles. Meu Palico, certa vez, conseguiu derrubar um Tigrex com uma pancada na cabeça. Orgulho!

O level cap dos bichanos também aumentou e eles voltam a ganhar XP conforme você completar missões. Há também upgrades para os gadgets deles. Destaque especial para o “Vigorwasp Spray” que, ao ser evoluído, dá ao Palico a habilidade de te reviver uma vez em batalha, sem que isso conte como uma falha para a missão.

Esse último detalhe sobre o seu Palico pode não ser útil, mas é super fofo: ele agora copia você. Se fizer algum gesto social, tanto nas bases quanto em missões, ele irá te imitar!

Upgrades para armas, armaduras e acessórios

monster hunter world iceborne

No beta já era possível notar algumas diferenças no manejo de algumas armas e alguns recursos que foram inseridos. Na expansão, cada arma ganhou mecânicas novas de gameplay, com mais possibilidades de combos. Vale explorar as novidades e é até um incentivo para sair um pouco da “zona de conforto” daquele seu tipo de arma de estimação.

Ah, agora também dá para usar o Slinger (Atiradeira) mesmo com sua arma empunhada, não importando qual ela seja.

Novos monstros, também significam novos equipamentos. O interessante é que você não precisará descartar suas armas antigas, mesmo que elas fiquem obsoletas com a expansão. Especialmente se elas estiverem no nível 8; guarde-as com carinho. Você terá a chance de dar um belo upgrade nelas mais adiante no jogo.

monster hunter world iceborne

A árvore de habilidades para armas foi expandida e permitirá que você acrescente novas skills e/ou elementos ao seu equipamento, se quiser. Mais opções aparecerão conforme você progride na campanha.

Criar equipamentos Master Rank, sendo ele originado de um upgrade do HR ou forjado jogando Monster Hunter World: Iceborne, te dá a chance de criar armas e armaduras com espaços para jóias (decorations) de nível 4 e com função dupla! Um sonho se tornando realidade. Com isso, você pode (com sorte) ter uma decoration de “Fortitude/Attack Jewel” nível 4, por exemplo.

monster hunter world iceborne

Um dos problemas (para alguns) de se montar um set de armadura para extrair o melhor das skills de conjunto, boosts e slots para decorations é que o visual dessa colcha de retalhos de partes diferentes de monstros pode ficar… Esquisito, feio mesmo, visualmente.

No jogo base, vez ou outra, você ganhava em eventos ou packs específicos alguma “layered armor”, para camuflar o Frankenstein que criou. Em Iceborne, você pode forjar essa layered armor no ferreiro. Claro, se tiver coletado os materiais para isso. Vale lembrar que esse tipo de armadura tem efeito apenas cosmético.

Clutch Claw (Prendedora) e montarias

monster hunter world iceborne

Outra novidade da expansão, e quem jogou o beta pôde experimentar, é a “Clutch Claw”, ou Prendedora, uma garra que te ajuda a se prender a monstros. Basicamente, ela te permite tanto arrancar partes dos monstros (até mesmo munição para a atiradeira), quanto “domá-los”, por um curto período de tempo, e lançá-los contra paredes, armadilhas e até outros monstros.

Leva um tempo (mas não muito) para pegar a manha do uso da Clutch Claw, mas uma vez que se aprende os padrões dos botões e o momento certo de usá-la, você nunca mais vai deixar de catar pedrinhas por aí para sempre ter seu Slinger carregado e pronto para ação.

A Clutch Claw é uma adição extremamente útil à batalha, ajuda a causar muito dano e te poupará um tempo precioso nas missões, especialmente quando estiver caçando mais de um monstro na mesma quest ou for jogar sozinho.

monster hunter world iceborne

E como se a garra não fosse boa o bastante, agora você também poderá ter montarias! Bom, não é beeem aquela montaria dos sonhos, mas já é alguma coisa. O seu Palico algumas vezes consegue montar em alguns monstros pequenos que ele domina, certo? Você poderá fazer isso também.

Só que a movimentação não é tão livre quanto se esperava. Você pode pinar um monstro no mapa, por exemplo, que a sua montaria te levará direto para ele. É tipo um Uber versão animal. Ah, é possível coletar itens e pegadas enquanto estiver montado, mas você não pode lutar sobre o bicho (o que é triste, porque seria muito irado). Se você não marcar um destino no mapa, sua montaria seguirá apenas pegadas.

Visualmente belo e com melhores animações

monster hunter world iceborne

Tanto Seliana quanto a nova região congelada de Hoarfrost Reach são localidades belas de se ver e explorar. Os cenários são ricos, com montanhas geladas gigantescas, precipícios, lagoas de água quente (com propriedades curativas) e cavernas cheias de armadilhas.

É possível realmente “sentir” a resistência da neve alta ao correr (caso não tenha alguma decoration para ajudar) e o frio extremo (com neve caindo o tempo e ventos cortantes) vai drenar sua estamina se não levar bebidas quentes o suficiente.

No servidor fechado, que este review foi jogado, não houve quedas de quadros perceptíveis, bugs ou mesmo travamentos. O game está bem polido. Minha única crítica, nesse sentido, vai mesmo para os longos loadings para entrar em missões ou mesmo só para acessar o seu quarto. Testei Monster Hunter World: Iceborne num PS4 comum, então não posso afirmar se isso se reflete em outras plataformas também.

monster hunter world iceborne

As animações de apresentação tanto da história quanto da chegada dos monstros, quando você os encontra pela primeira vez, estão bem mais interessantes e já te dão um gostinho do sofrimento que está por vir.

Algumas cutscenes, inclusive, dão dicas de possíveis “turf wars” (guerras por território) que podem acontecer entre os monstros. Vou deixar essa parte de turf war para você descobrir sozinho, senão perde a graça.

Natureza diversificada

monster hunter world iceborne

Usar o ambiente a seu favor é algo que todo caçador, em qualquer jogo da série Monster Hunter, precisa saber para tentar ganhar vantagem numa quest. Na nova região de Hoarfrost Reach, além de se preocupar em estar sempre aquecido, para não detonar com a sua estamina, a tundra congelada também esconde alguns benefícios.

Já falamos das lagoas de água quente, que podem ser usadas tanto para recuperar um pouco de vida quanto para curar efeitos de congelamento, mas você também precisa ficar de olho em certos terrenos, muitas vezes apenas feitos ou sustentados por gelo, que podem ser quebrados e arrastar o monstro (e até você) para uma nova área.

monster hunter world iceborne

Busque por estalactites e outras formações congeladas para mirar, atirar e (com sorte) acertar em alguma caça. Ah, cuidado com as avalanches! Ou tire proveito delas também. Em algumas áreas da região existem alguns gêiseres que podem ser usado para te erguer no ar e montar em algum monstro (ou a completar algum golpe).

Há novas plantas que podem ser cortadas, durante a luta, para dar algum efeito automático de cura ou de remoção de algum dano, como veneno, por exemplo. Você vai descobrindo mais coisas enquanto explora, é claro.

Novos e antigos monstros

Essa é a parte mais delicada deste review, até porque qualquer deslize pode entregar demais de algum monstro, anunciado ou não. Para garantir a melhor experiência de descoberta possível, falarei apenas dos aspectos gerais, comuns a todos eles. Caso queira ter uma noção mais clara do que está por vir, é só assistir ao trailer a seguir.

De forma geral, e isso já era esperado, os monstros no MR estão mais poderosos e com uma quantidade de vida bem maior. É claro que esse HP também é nivelado conforme o número de caçadores na missão. Tanto que é possível “solar” qualquer monstro do jogo, se você tiver o equipamento para isso.

Do contrário do jogo base, as subespécies em Monster Hunter World: Iceborne realmente agregam algo de novo, tanto no visual, quanto em ataques e movimentos. Inclusive tem uma subespécie, logo no início da campanha, que pode não parecer lá muito grande fisicamente, mas vai quase te levar às lágrimas.

monster hunter world iceborne

Além da volta de monstros antigos da série, como Tigrex, Nargacuga, Zinogre e Rajang, a expansão trará “bichinhos” inéditos, como o já divulgado dragão ancião, com poderes de gelo, Velkhana (imagem acima) e o também elder dragon Namielle, que dispara ataques de água.

Patch de atualização, itens grátis e preços

No dia dia 4 de setembro, o jogo ganha um patch de atualização - já preparando MHW para o lançamento de Iceborne, no dia 6. Nesse upgrade, todos os jogadores (com ou sem a expansão) ganharão o Conjunto de Armadura Guardião, que pode ser aprimorado e conta com defesa elevada. Ele nada mais é que um set inicial para te dar uma ajuda para aguentar o tranco no início.

Outra novidade, a partir desse patch, é o sistema de Ajuda a Caçadores. Ele irá premiar caçadores veteranos em World que ajudarem outros de ranques inferiores. Quem decidir fazer sua boa ação do dia será recompensado com pingentes exclusivos (item cosmético para decorar armas) e troféus.

monster hunter world iceborne

Sobre preços somente da expansão, a versão digital padrão sai por R$ 122,90. Se quiser a edição Digital Deluxe (que traz a expansão e mais um pacote de itens cosméticos) terá que pagar R$ 153,50.

Conclusão: vá à luta! E não esqueça do casaco

Monster Hunter World: Iceborne é super recomendado se você quiser agregar ainda mais conteúdo às suas aventuras de Monster Hunter: World. Já era tempo de algo novo e grandioso sair para o jogo mais rentável da Capcom porque, sinceramente, ninguém aguentava mais fazer cerco da Kulve Taroth em todo festival.

A quantidade de novas missões, monstros, possibilidades de customização, gameplay, equipamentos e exploração é tão vasta que é praticamente um novo jogo completo dentro do já existente.

monster hunter world iceborne

PS: o game, literalmente, não acaba quando termina. Prepare-se (muito) para o conteúdo pós-final. Boa caçada!

relacionados


Comentários