Meio Bit » Games » PS1 e Wii são ultrapassados pelo Switch nos consoles mais vendidos

PS1 e Wii são ultrapassados pelo Switch nos consoles mais vendidos

Passando Wii e PS1, o Switch possui 103,54 milhões de unidades vendidas; segundo relatório financeiro da BigN (Q3 FY 2021, findo em dez 2021).

28 semanas atrás

A dona do Switch e Wii acaba de divulgar nesta quinta-feira (03/02) o desempenho financeiro do terceiro trimestre fiscal de 2021 (Q3 FY 2021), período que compreendeu os meses de outubro a dezembro do ano civil de 2021. Nas vendas de consoles, o híbrido ultrapassou o grande rival do Nintendo 64, o PS1, e o outrora navegador do oceano azul Wii. O relatório financeiro do Q3 FY 2021 aponta que a empresa teve os seguintes números:

Laguna-Nintendo-Switch-PS1-classic-Wii-remote-Q3

Wii, PS1 e Switch — os três consoles venderam juntos mais de 300 milhões de unidades (foto: C. Emanuel B. Laguna)

RELATÓRIO FINANCEIRO DA NINTENDO
Período → Q3 FY 2020
(outubro a dezembro de 2020)
Q3 FY 2021
(outubro a dezembro de 2021)
Diferença
Receita ¥ 634,94 bilhões
(US$ 5,84 bilhões)
¥ 695,95 bilhões
(US$ 6,27 bilhões)
+ 9,6%
Lucro bruto ¥ 334,75 bilhões
(US$ 3,08 bilhões)
¥ 361,31 bilhões
(US$ 3,25 bilhões)
+ 7,93%
Lucro operacional ¥ 229,68 bilhões
(US$ 2,11 bilhões)
¥ 252,59 bilhões
(US$ 2,27 bilhões)
+ 9,97%

Traduzindo a tabela: como foi o terceiro trimestre fiscal de 2021 para a Nintendo?

Ó, não, a gigante japonesa vai falir. Agora sério: como o câmbio médio do iene no Q3 FY 2021 foi de ¥ 111,06 / US$ 1, apesar do crescimento menor que o esperado houve bastante alegria para os investidores e acionistas da BigN.

O quarto trimestre civil é o período mais forte de vendas, onde tivemos inclusive o lançamento de um novo hardware, a versão OLED do Switch, lançada na civilização em outubro. Entre outubro e dezembro de 2021, a BigN viu o lucro operacional dela subir em quase 10% e o lucro bruto aumentar quase 8% em relação ao Q3 FY 2020.

O tio Laguna alerta que a Nintendo enfatiza os números acumulados nestes nove meses do ano fiscal de 2021 (abril a dezembro), então os cálculos do trimestre foram feitos subtraindo os dos nove meses com os do semestre findo no Q2 FY 2021.

Falando nos nove meses, as vendas digitais se mantiveram estáveis em relação ao período equivalente de 2021, US$ 2,2 bilhões; enquanto os jogos mobile arrecadaram US$ 347,4 milhões nos três primeiros trimestres do ano fiscal de 2021. O lucro operacional foi de US$ 4,13 bilhões, queda de 9,2% em relação aos nove meses acumulados até dezembro de 2020 (US$ 4,55 bilhões do Q1 ao Q3 FY 2020).

Laguna-Nintendo-Switch-Q3-2021-Wii-sales

A próxima meta da Nintendo é ultrapassar o Game Boy (crédito: Nintendo)

Entre os meses de outubro e dezembro de 2021, o Switch vendeu 10,67 milhões de unidades pelo mundo civilizado. Uma média de 3,6 milhões de unidades mensais. Lembrando que no mesmo período de 2020 o console híbrido vendeu 11,57 milhões de unidades. Queda de 7,78%.

Desses 10,67 milhões de consoles vendidos, o Switch Lite vendeu 1,35 milhão de unidades no Q3 FY 2021. Queda de 57,3% em relação ao mesmo período de 2020. A culpa é do estreante Switch OLED, que vendeu 3,99 milhões de unidades.

Como a Nintendo confirmou a venda mundial de 92,87 milhões de consoles até setembro de 2021, somando tudo tivemos, até o quarto trimestre do ano civil de 2021, uma base instalada de 103,54 milhões de consoles Nintendo Switch sendo deles 17,87 milhões de unidades do Switch Lite.

Em 58 meses de vendas, o console híbrido já figura no retrovisor do Game Boy (118,69 mi unid), tendo ultrapassado o console de mesa mais bem sucedido da empresa, o Wii (101,63 mi unid) e o concorrente do N64, o PS1 (102,49 mi unid).

Interessante notar que a Sony só conseguiu fabricar e vender aos consumidores “apenas” 12,8 milhões de consoles PS5 em 2021. Graças às 23,67 milhões de unidades vendidas ainda em 2021, o Switch chegou ao patamar de 100 milhões de unidades mais rápido que o Wii, PS2 e o PS4, embora não tenha superado a velocidade com que o Nintendo DS chegou a marca.

Na receita geral da empresa, além dos milhões de assinantes do Nintendo Switch Online, o que mais importa é a venda dos softwares exclusivos. Vejamos o seguinte ranking geral dos jogos da Nintendo no Switch (vendidos até o dia 31 de dezembro de 2021):

  1. Mario Kart 8 Deluxe — 43,35 milhões de cópias;
  2. Animal Crossing: New Horizons — 37,62 milhões de cópias;
  3. Super Smash Bros. Ultimate — 27,40 milhões de cópias;
  4. The Legend of Zelda: Breath of the Wild — 25,80 milhões de cópias;
  5. Pokémon Shield / Pokémon Sword — 23,90 milhões de cópias;
  6. Super Mario Odyssey — 23,02 milhões de cópias;
  7. Super Mario Party — 17,39 milhões de cópias;
  8. Pokémon Let’s Go, Pikachu! / Pokémon Let’s Go, Eevee! — 14,33 milhões de cópias;
  9. Pokémon Shining Pearl / Brilliant Diamond — 13,97 milhões de cópias;
  10. Ring Fit Adventure — 13,53 milhões de cópias.

Apenas Animal Crossing: New Horizons já vendeu mais cópias que todos os outros jogos da franquia Animal Crossing somados. Aliás, o Switch já permitiu que nove franquias exclusivas da Nintendo ultrapassassem a marca dos títulos com mais de 10 milhões de cópias vendidas globalmente. É o círculo virtuoso que chamamos de “efeito Tostines”: o console vende bem pois possui jogos que vendem bem; e os jogos vendem bem pois o console idem.

Com as 27,40 milhões de cópias do SSBU, a franquia Super Smash Bros alcança as 69 milhões de cópias vendidas e se aproxima do Mortal Kombat (75 milhões de cópias) como maior franquia de jogos de luta. Tekken (53 mi cópias) e Street Fighter (47 M) ficam logo atrás.

Pokémon Shield / Pokémon Sword ultrapassou o Pokémon Silver / Pokémon Gold e se torna o segundo game mais vendido da franquia dos Monstros de Bolso, perdendo apenas para a primeira geração original do Game Boy, Pokémon Red / Blue / Green. Pelo ritmo de vendas dos Pokémon Shining Pearl / Brilliant Diamond, os Pokémon Let’s Go serão ultrapassados em breve!

Chegando perto da marca dos 10 milhões de cópias, Super Mario 3D World + Bowser’s Fury chegou aos 8,85 milhões de cópias vendidas em 2021. Não chega a ser um Mario, Pokémon ou Zelda, mas Metroid Dread (para mim o melhor jogo de 2021) ainda conseguiu vender 2,74 milhões de cópias nos três meses finais. Isso é apenas 100 mil cópias a menos que o jogo mais vendido da franquia de nicho sci-fi, o spin-off Metroid Prime do GameCube.

Fontes: Gematsu, NeoGAF, ResetEra e Venture Beat.

Leia também:

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários