Home » Games » Jogos da EA podem estar perto de voltar ao Steam

Jogos da EA podem estar perto de voltar ao Steam

Oito anos após apostar no Origin e deixar o Steam, começam a surgir indícios de que a EA está perto de voltar a vender seus jogos na loja da Valve.

28/10/2019 às 7:42

Você pode ser indiferente a ela ou mesmo odiar a EA, mas o fato é que a empresa possui alguma das franquias mais adoradas do planeta e de acordo com rumores que começaram a circular nos últimos dias, existe uma boa possibilidade das suas marcas voltarem a ser vendidas no Steam.

Mass Effect 3 - EA voltando ao Steam?

Tudo começou na terça-feira (22) passada, quando alguns usuários do Reddit coletaram algumas dicas de que estão sendo realizados testes para uma integração entre a loja da Valve e a da Electronic Arts. Aproveitando dados fornecidos pelo site SteamDB, eles descobriram por, exemplo, páginas relacionadas ao Dragon Age II e ao The Saboteur, sendo que nenhum deles está disponíveis no Steam. No caso deste último, é possível vermos inclusive que alguém já o teria jogado.

Porém, talvez a descoberta mais importante seja aquela feita por @RobotBrush, que como pode ser visto na imagem abaixo, mostrou o Origin rodando através do Steam. Isso quer dizer que os jogos da EA seriam iniciados pelo serviço da Valve, mas passariam pelo sistema da EA, algo semelhante a o que vemos hoje com os títulos da Ubisoft e o seu Uplay.

Então, para colocar ainda mais lenha nesta fogueira e aumentar consideravelmente as especulações, na sexta-feira (26) a conta oficial da EA no Twitter publicou o seguinte vídeo, onde podemos ver uma caneca exalando uma fumacinha, ou… vapor (steam, em inglês)!

Sem que tenhamos um posicionamento oficial por parte da editora, teremos que esperar para saber se tudo não passa de uma brincadeira, mas a julgar pelas evidências, o retorno da EA ao Steam parece eminente. A maior dúvida passa então a ser sobre quais jogos a editora pretender vender na loja.

Vale lembrar que o Steam cobra 30% sobre cada venda feita em sua loja, porcentagem esta que pode cair para 20% caso o título tenha um faturamento superior a US$ 50 milhões. Sendo assim, será que a EA vai querer “perder” tanto dinheiro com os seus lançamentos? Será então que a empresa estaria interessada em disponibilizar apenas os seus títulos mais antigos?

Por outro lado, ter algo como um Apex Legends presente na maior loja de distribuição digital do planeta poderia fazer com que o interesse do público aumentasse consideravelmente. Mas caso o battle royale nunca apareça por lá, acredito que muita gente já ficaria bem feliz só por não precisar recorrer ao tão criticado Origin para ter acesso a toda a série Mass Effect ou Dragon Age.

O engraçado nisso tudo é pensar que, oito anos após ter ousado desafiar o Steam ao lançar a sua loja — e consequentemente causado a ira em muita gente por ter apostado na exclusividade —, em breve poderemos ver a EA voltando com o rabinho entre as pernas e justamente numa época em que muitas desenvolvedoras e editoras estão optando pela Epic Games Store. Nada como um dia após o outro, não é mesmo?

Fonte: VG247.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários