Home » Mobile » Apple processada: Russo diz que seu iPhone o fez virar gay

Apple processada: Russo diz que seu iPhone o fez virar gay

A Apple ser processada não é novidade, mas dessa vez o motivo é pra lá de frívolo: Um sujeito diz que por causa de seu iPhone... ele virou gay.

02/10/2019 às 19:39

A empresa sempre foi campeã de inclusão da população LGBT e promoção de diversidade entre seus funcionários e clientes, mas agora estamos vendo a Apple processada por talvez ter ido longe demais, e convertido para o Lado Rosa da Força através dos artifícios da tecnologia um orgulhoso hétero usuário russo.

Curiosamente a logo de arco-iris não era uma referência gay, quando foi usado originalmente.

Que empresas como a Apple são alvo de processos banais o tempo todo, não é novidade, e todo mundo adora apontar a Apple como fonte de todos os problemas do mundo, vide a dona doida que acusou a Apple de machismo e misoginia por não conseguir usar seu iPhone com unha grande. Sim, ela era burra demais pra inclinar o dedo. Só que agora o limite foi totalmente ultrapassado.

Segundo o Moscow Times, um sujeito entrou com uma ação na justiça local contra a Apple. Ele quer US$15300,00 de indenização, pois o ceular o teria "levado à homossexualidade".

D. Razumilov diz na ação que em 2017 recebeu 69 (!!!) GayCoins. Sim, é uma criptomoeda real. O remetente, anônimo, anexou uma mensagem em inglês que dizia "não julgue até ter experimentado".

"Eu pensei, realmente, como eu posso julgar algo sem ter experimentado? E decidi experimentar relacionamentos do mesmo sexo", disse Razumilov.

Ele prossegue, em uma carta enviada à rádio Govorit Moskva:

"Eu posso dizer que depois de dois meses estou focado na intimidade com um membro do meu próprio sexo, e não consigo parar. Eu tenho um namorado fixo e não sei como explicar isso a meus pais. Depois de receber a mensagem, minha vida mudou para pior e nunca será normal novamente."

Sua ação pedindo 1 Milhão de Rublos de indenização acusa a Apple de "manipulativamente me empurrar em direção à homossexualidade", e causar "sofrimento moral e danos à saúde mental".

A audiência está marcada para dia 17 de Outubro, e as opiniões estão divididas. Será esta a mais elaborada saída do armário de todos os tempos, ou será que o plano secreto de Tim Cook foi descoberto?

A única certeza é que é a campeã de todas as ações judiciais frívolas made in rússia, e olha que já teve astróloga russa processando a NASA por colidir uma sonda com um cometa.

enviado do meu Android

 

 

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários