Home » Entretenimento » The Loudest Voice: ascensão e queda de Roger Ailes – Resenha

The Loudest Voice: ascensão e queda de Roger Ailes – Resenha

Nessa resenha vamos falar sobre The Loudest Voice, série com Russell Crowe e Naomi Watts que conta a história de Roger Ailes, o criador da Fox News

30/09/2019 às 20:33

Terminei de assistir na semana passada a série The Loudest Voice, que apresenta um retrato da figura bizarra que foi Roger Ailes, criador da Fox News e mentor de candidaturas republicanas como George W. Bush e Donald Trump, e uma pessoa poderosa com muita influência na política dos Estados Unidos e por consequência, do mundo.

The Loudest Voice

A série é uma criação de Tom McCarthy e Alex Metcalf, e foi inspirada no livro The Loudest Voice in the Room: How the Brilliant, Bombastic Roger Ailes Built Fox News - and Divided a Country, escrito por Gabe Sherman e lançado em 2014. Cada episódio de The Loudest Voice é nomeado com o ano no qual suas ações se passam, e vou falar sobre todos eles no final desta resenha, com alguns spoilers sobre a história real (nada que você não encontre no Google em uma busca rápida pelo nome de Roger Ailes).

The Loudest Voice tem o mérito de ir bem além do livro, contando o desfecho do personagem no episódio 2016, que como vocês devem imaginar, é dominado pela figura de Donald Trump, que Roger Ailes ajudou e muito a chegar no cargo que ocupa hoje. As ações da série se passam ao longo de quase duas décadas, desde a criação da Fox News até a saída de Roger Ailes do comando da empresa. Os episódios são nomeados pelos anos nos quais se passam, e já dão dicas de como a história vai ser desenvolvida.

Russell Crowe na série do Showtime

Indo além da sua impressionante transformação física, para a qual tinha que dedicar quatro horas do seu dia só no departamento de maquiagem, Russell Crowe encontrou com o personagem de Roger Ailes uma das melhores atuações da sua vida, e em se tratando dele, isso significa muito mesmo.

A voz de Russell Crowe como Ailes tem um tom ameaçador e contido que deve ser parecido com o de uma fera pronta para o abate, e espero sinceramente que ele ganhe algum prêmio considerável por seu trabalho em The Loudest Voice.

Quem também está fantástica, e bem diferente do normal, é Naomi Watts, que vive Gretchen Carlson, a grande pedra no sapato de Roger Ailes. Sua atuação pode começar sem grandes voos, mas ela chega lá nos últimos episódios, que pertencem tanto a ela quanto a Russell Crowe.

Crowe e Miller contam ao seu lado o apoio de um elenco que é todo excelente, com destaque para Siena Miller como Elizabeth Ailes, a esposa de Roger, Seth McFarlane como Brian Lewis, braço direito do comandante da Fox News e Simon McBurney, que vive Rupert Murdoch com maestria. O ator está mais uma vez está perfeito em seu papel, assim como em Carnival Row (leia aqui a minha resenha).

The Loudest Voice é uma série que dialoga muito bem com Vice, filme que Adam McKay dirigiu e escreveu no ano passado. Assim como Russell Crowe nesta série, Christian Bale teve que passar por uma grande transformação para viver Dick Cheney no longa, sendo indicado ao Oscar de melhor ator pelo papel. O curioso é que em certo momento da série, o Roger Ailes de Russell Crowe chega a ligar para Cheney para resolver uma situação, e é impossível não pensar que é o Dick de Christian Bale que está do outro lado da linha.

Naomi Watts em The Loudest Voice

Uma grande parte dos sete episódios da série é dedicada ao relacionamento (abusivo) de Roger com seus funcionários, especialmente com suas funcionárias. Relacionamento não é bem a palavra para descrever o comportamento de Roger Ailes com seus subalternos, termos mais indicados seriam intimidação, assédio sexual e abuso de poder.

É inacreditavelmente nojenta a maneira como Ailes trata Laurie Luhn (Annabelle Wallis), que era âncora de sua emissora. Ao longo da série (e do livro), vamos descobrindo que isso não acontecia apenas com uma de suas funcionárias, e sim com praticamente todas as mulheres que cruzaram o seu caminho. Luhn não gostou nada da maneira que é mostrada na série, e processou a Showtime em US$ 750 milhões, mas deve ter chegado a um acordo, já que depois retirou sua queixa.

O primeiro dos episódios de The Loudest Voice é 1995, que mostra toda a armação feita por Roger Ailes para conseguir se livrar de seu contrato com a NBC (antes da sua criação da MSNBC), e assim conseguir criar a Fox News, que ele precisa colocar no ar em exatos 6 meses. É neste episódio que ele seleciona os futuros âncoras do canal, Glenn Beck (Josh McDermitt) e Sean Hannity (Patch Darragh), selecionados a dedo por Ailes.

O segundo episódio é 2001, que mostra os reflexos do atentado de 11 de setembro, e como a postura agressiva da emissora de Ailes ajudou ela a tomar o posto de líder de audiência da CNN. O terceiro episódio é 2008, que mostra Roger Ailes fez de tudo para evitar a vitória de Barack Obama, sem sucesso. Perdida a batalha, ele se encarregou de ir à guerra, começando todo um arsenal de fake news para desacreditar o novo presidente do partido Democrata.

O quarto episódio é 2009, dedicado ao treinamento de Joe Lindsley, que se torna editor de um jornal comprado por Ailes e sua esposa, e que ele torce para que seja seu sucessor um dia. O próximo episódio é 2012, que Roger Ailes começa a investir mais fortemente em Gretchen Carlson, sem perceber com quem está se metendo.

Naomi Watts e Russell Crowe na série do Showtime

Os penúltimo episódio é 2015, no qual Roger Ailes escolhe pessoalmente o seu candidato a presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e faz de tudo para que ele garanta sua indicação, enquanto o caso de assédio contra ele começa a ser formado. A série termina em alto nível, com um dos seus melhores episódios, 2016, no qual vemos toda a queda de Roger Ailes, não sem que antes ele nos deixe como legado a eleição do novo presidente dos Estados Unidos. Que série, meus queridos leitores!

Nestes últimos episódios, descobrimos que a voz mais alta do título da série era a de Gretchen Carlson, e não a de Roger Ailes, algo inclusive confirmado pelos produtores. Roger pode até ter falado mais alto pela maior parte da sua vida, mas foi ela que ficou com a última palavra.

Você pode (assim como eu) discordar de praticamente tudo que Roger Ailes disse ou fez na vida dele, mas mesmo assim é preciso reconhecer que ele foi uma pessoa capaz de influenciar e mudar os rumos da história, pro bem (praticamente nunca) e pro mal (quase que diariamente), e isso não pode ser dito de muita gente.

A série The Loudest Voice é altamente recomendável. Clique abaixo para assistir ao trailer.

relacionados


Comentários