Home » Entretenimento » Warhammer 40,000 será transformado em série para TV

Warhammer 40,000 será transformado em série para TV

Produzida pelo mesmo estúdio que adaptou O Homem do Castelo Alto, Eisenhorn será uma série live-action baseada no fascinante universo do Warhammer 40,000.

20 semanas atrás

Criada por Rick Priestley em 1987 como um jogo de tabuleiro, a franquia Warhammer 40,000 se tornou um monstro, com os seus tentáculos se espalhando pelas mais diversas mídias. De livros a revistas em quadrinhos, passando por brinquedos e videogames, faltava ela se arriscar pelo mercado de séries, mas isso deverá ser corrigido em breve.

Ficando sob a responsabilidade da Big Light Productions, o mesmo estúdio que transformou o livro O Homem do Castelo Alto em uma série para a Amazon, a adaptação deverá se chamar Eisenhorn e será baseada numa trilogia de romances (Xenos, Malieus e Hereticus) que foi escrita por Dan Abnett — e que também foi o roteirista da animação Ultramarines: A Warhammer 40,000 Movie.

Nela acompanharemos a história de Gregor Eisenhorn, um Inquisitor responsável por liderar um grupo de agentes conhecidos como Ordo Xenos e cujo objetivo é lutar contra os demônios e aliens que estão em guerra com os humanos. Com a história se passando num futuro distante, o universo da franquia é uma mistura de ficção científica com fantasia e magia.

Quem se pronunciou sobre o anúncio foi Frank Spotnitz, principal nome por trás da adaptação do O Homem do Castelo Alto e que ainda tem em seu currículo obras como Hunted, Millennium, Crossing Lines e Arquivo X.

Estamos muito satisfeitos em colaborar com a Games Workshop para desenvolver o adorado visionário mundo do Warhammer 40,000 em uma série para TV. O Warhammer 40,000 está mergulhado em um universo rico e complexo, com uma infinidade de tradições e histórias que foram se acumulando com o tempo neste mundo emocionante e complexo, fazendo dela uma das propriedades [intelectuais] mais empolgante para ser adaptada para o audiência da televisão e para a leal base de fãs globais que a franquia possui. Não existe nada parecido com isso na televisão e estamos incrivelmente empolgados em explorar a nossa própria experiência para criar mundos imaginativos, complexos e atraentes para trazer esta incrível saga as telas.

Quando se refere a complexidade e riqueza do mundo em que a série será baseada, pode parecer que Spotnitz está apenas tentando elevar o status da obra que criará, mas não acho que este seja o caso. Se tem uma franquia da qual eu me envergonho de não conhecer mais é justamente a Warhammer 40,000 e o motivo para nunca ter me dedicado a entendê-la melhor é pensar no tempo que eu teria que dedicar só esbarrar na sua superfície.

É por isso que vejo essa produção com muito bons olhos, pois mesmo não acreditando que ela conseguirá abordar muita coisa do que temos no universo Warhammer em geral ou até mesmo nos livros em que se baseará, penso que a série poderá servir como uma excelente porta de entrada para um novo público. Assim, quem sabe depois não nos empolguemos em continuar tentando entender este universo tão fascinante?

Ainda sem uma data prevista para estrear, a série não será a única adaptação prevista para o Warhammer 40,000, já que uma animação chamada Angels of Death também está sendo produzida. Esta contará com a participação de Richard Boylan, um designer de cenas não-interativas da EA e que ficou conhecido pela animação Helsreach, que pode ser vista abaixo.

Fonte: The Hollywood Reporter.

relacionados


Comentários