Home » Indústria » Site pega Google na mão grande roubando letras de músicas

Site pega Google na mão grande roubando letras de músicas

17/06/2019 às 13:27

Um dos recursos do Google é fornecer a informação que a gente quer, sem frescura, sem enrolação, de forma objetiva. E por enrolação eu digo mostrar o link pro resultado. Sim, nos tornamos preguiçosos desse jeito e isso é péssimo pra quem gasta dinheiro criando conteúdo.

Ao mostrar apenas o conteúdo sem levar o visitante para o site, o Google está negando os acessos e impressões publicitárias que mantém o site vivo. E eles sabem disso, tanto que mataram o Google Reader, pois RSS não mostra AdSense.

Em alguns casos o Google parece não se importar e em prol da comunidade de seus usuários, atropela, como o gorila de 800 kg que é, os sites pequenos como o Genius, que entre outros serviços, disponibiliza letras de músicas.

Serviço esse que o Google também disponibiliza, é só escrever o título da música seguido de "letra" ou "lyrics" e recebemos na hora o conteúdo. Há até opção de tradução, Trem das Onze ficou excelente:

Train of eleven o'clock
Which, which, which, which, which, which ones
Quais, quais, quais, quais, quais, quais Whatcalingudum
Quaiscalingudum 

Whatcalingudum
Quaiscalingudum 

Whatcalingudum
Quaiscalingudum

I can not stay
Não posso ficar Not one more minute with you
Nem mais um minuto com você 

I'm sorry my love
Sinto muito amor 

But it can not be
Mas não pode ser 

Faz tempo que o pessoal do Genius reclama que o Google anda kibando as letras do sites deles. O Google por sua vez alega ter uma parceria com a canadense LyricFind Inc, que teria equipe própria pra produzir o conteúdo.
O Genius não engoliu a história, e fazendo jus ao nome tiveram uma ideia genial para pegar o Google no flagra. Reclamar não estava adiantando, desde 2016 que a ligação do Genius era muito importante para o Google, nossos atendentes estão todos ocupados please stand by. O plano então foi colocado em ação, e envolvia isto "´"  e isto "'"

Eles alteraram as letras de várias músicas no site para ao invés do apóstrofo normal, alternarem com apóstrofos itálicos, ou o que a gente chama de acento agudo, mas calma, não acabou ainda.

Somente isso já seria suficiente para mostrar que o Google copiou as letras, quando aparecessem no resultado das buscas com os apóstrofos trocados, mas o pessoal do Genius foi além: alternando entre apóstrofo normal e apóstrofo italizado, eles codificaram em código Morse o termo "Red Handed", que é uma expressão idiomática para "pego no flagra", ou "mão grande".

Infelizmente não há muita base pra uma ação legal, o Genius não tem o copyright das letras, eles tem somente autorização para usá-las, coisa que o Google também tem, então tecnicamente roubar o trabalho de transcrição dos caras não é ilegal, é apenas imoral e ao menos nesse ponto eles podem jogar na cara do Google que não engolem as mentiras de sempre.

Claro, o Google está prestes a ser investigado pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos, desde 2010 é alvo de investigação antitrust na União Européia e atitudes mesquinhas como kibar conteúdo alheio não ajudam.

Fonte: WSJ

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários