Home » Mobile » iOS 13: afinal, quais iPhones e iPads ficarão de fora?

iOS 13: afinal, quais iPhones e iPads ficarão de fora?

Rumores apontam para mais ou menos iPhones e iPads que não receberão o iOS 13; aparelhos suportados serão revelados na WWDC 2019

10/05/2019 às 9:30

O iOS 13, a próxima versão do sistema operacional dos iPhones e iPads, será revelado no keynote de abertura da WWDC 2019, mas mais importante do que as novidades que ele trará, é saber quais dispositivos serão suportados por ele: segundo rumores, a Apple poderá deixar de fora até 11 gadgets de uma vez, mas não há um consenso entre as fontes.

Apple / iPhone e iPad / iOS 13

Quando a Apple introduziu o iOS 11 em 2017, ela derrubou do telhado todos os dispositivos que foram lançados originalmente com o iOS 6, iPhones e iPads esses que não eram compatíveis com binários de apenas 64 bits. No ano seguinte, entretanto, com o iOS 12 todos os aparelhos suportados pela versão anterior eram elegíveis ao update, numa demonstração da maçã de respeito ao consumidor, oferecendo suporte por mais de cinco anos para os produtos mais antigos.

A título de comparação, o Android oficialmente só oferece dois anos de updates para os aparelhos da linha Pixel, ou para dispositivos que rodam o Android One; os demais ficam a critério dos fabricantes, que podem muito bem não liberar nada, vide a linha Moto E da Motorola, que fica presa na versão do robozinho em que é lançada para todo o sempre.

Voltando à Apple, rumores sobre quais aparelhos receberiam o iOS 13 começaram a circular já em fevereiro, e o cenário não parecia nada bom para quem possui iPhones e iPads mais antigos: como forma de compensar não ter descontinuado nenhum gadget em 2018, desta vez Cupertino estaria pronta para derrubar do telhado boa parte dos que vieram rodando originalmente o iOS 7, 8 e 9, em suma, aparelhos lançados entre 2013 e 2015. Seriam 11 deles:

  • iPhones 5s, 6, 6 Plus, 6s, 6s Plus e SE;
  • iPads Air (2013) e Air 2:
  • iPads mini 2, mini 3 e mini 4.

As únicas exceções seriam os iPads Pro de primeira geração (9,7 e 12,9 polegadas), muito provavelmente por causa do preço mais elevado da linha (a Apple não quer irritar os compradores). Assim, seriam compatíveis com o iOS 13 apenas os seguintes gadgets:

  • iPhones 7, 7 Plus, 8, 8 Plus, X, XS, XS Max e XR;
  • iPads original (2017 e 2018);
  • iPad Air (2019);
  • iPad mini (2019);
  • iPad Pro (todos os modelos);
  • iPod Touch (6ª geração).

Ainda uma lista de respeito, mas não diminui o fato de que 11 modelos seriam descontinuados de uma vez.

Só que não há um consenso entre as fontes: segundo informações apuradas pelo site francês iPhoneSoft, a Apple não estaria disposta a correr tamanho risco de ser xingada por seus consumidores, por mais que os dispositivos listados acima tenham no mínimo quatro anos de idade. Assim, ela estaria se preparando para descontinuar apenas seis aparelhos:

  • iPhones 5s, 6, 6 Plus e SE;
  • iPad Air (2013);
  • iPad mini 2.

Com exceção do iPhone SE, que foi lançado rodando o iOS 9, todos os demais saíram da caixa com o iOS 7 ou 8, que soa como um limite mais razoável para a atualização. Ainda assim, nem todos os aparelhos que foram lançados com essas versões seriam preteridos, mas a maçã estaria mais interessada em minimizar a quantidade de aparelhos, embora meia década de vida ainda soe como um tempo justo.

De qualquer forma, nós descobriremos com 100% de certeza quais iPhones e iPads serão compatíveis com o iOS 13 no keynote da WWDC 2019, que será realizado no dia 3 de junho.

Com informações: iPhoneSoft (em francês), 9to5Mac.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários