Home » Indústria » Apple x Spotify, 1º Round

Apple x Spotify, 1º Round

O Spotify lançou um site mostrando 5 motivos pelos quais a Apple não estaria tratando seus concorrentes de forma justa. A resposta foi uma paulada, daquelas bem fortes e certeiras.

15/03/2019 às 14:58

O Spotify hoje publicou um site com os 5 motivos pelos quais a Apple não estaria tratando bem os seus concorrentes. Lendo o texto, basicamente trata-se de uma ladainha falando mal da Apple, que a empresa era muito gananciosa, e que estava se aproveitando dos desenvolvedores na App Store, etc, etc. Pois bem, segundo o ditado, quem fala o que quer, ouve o que não quer, e esse foi exatamente o caso.

Apple x Spotify

A resposta da Apple foi tão rápida quanto contundente, e acompanhando ponto a ponto, é bem difícil não concordar com os argumentos da empresa de Cupertino, Califórnia. Por exemplo, o Spotify reclama da taxa de 30% pelo primeiro ano de assinatura, mas não citou que ela passa para 15% após esse período.

A Apple também explicou que apenas uma pequena parcela dos assinantes do Spotify realmente precisam pagar alguma taxa pra eles, pois os clientes que têm acordo com operadoras não pagam, assim como os que usam a versão gratuita do Spotify. A empresa de Tim Cook também refutou os argumentos de que algumas empresas não pagariam a taxa, por uma decisão tomada muitos anos atrás.

O texto também lembra que em seus 11 anos de história, a App Store gerou mais de US$ 120 bilhões para desenvolvedores e "criou novas indústrias através de negócios que começaram e cresceram inteiramente no ecossistema", sem citar nomes, mas claramente se referindo ao próprio Spotify, entre outras empresas que floresceram na App Store.

Nas palavras retiradas do release: "O Spotify não estaria no negócio que está hoje em dia se não fosse o ecossistema da App Store, mas agora eles estão querendo mexer na balança para evitar contribuir para manter esse ecossistema para a próxima geração de empreendedores de apps. Acreditamos que isso é errado." Ouch.

Quem achou que o negócio ia parar por aí, estava muito enganado. Como foi citada de forma bem pejorativa, a Apple resolveu dizer o que pensa sobre o modelo de negócios do Spotify, dizendo que eles também compartilham do amor pela música deles, e sua visão de compartilhar isto com o mundo, mas que eles usavam diferentes maneiras de atingir esse objetivo: "por trás da retórica, o Spotify busca fazer dinheiro em cima do trabalho de outros. E não é só a App Store que eles estão tentando apertar — também são os artistas, músicos e compositores."

Quando li o release do Spotify, fiquei com uma má impressão, e até conversei sobre isso com um amigo no Twitter. As empresas de tecnologia visam o lucro, o que é certamente o caso da Apple, mas também o do Spotify. Vamos aguardar os próximos capítulos, mas por enquanto a Apple vai ganhando essa briga.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários