Home » Entretenimento » Duna de Denis Villeneuve: Jason Momoa pode entrar no elenco

Duna de Denis Villeneuve: Jason Momoa pode entrar no elenco

O elenco de Duna de Denis Villeneuve vai ficando mais impressionante a cada ator anunciado: depois de Josh Brolin, o nome da vez pode ser Jason Momoa

15/02/2019 às 10:07

O elenco estelar da nova versão de Duna de Denis Villeneuve fica mais brilhante a cada nova confirmação. Outro dia tinha sido a vez de Josh Brolin, que fechou acordo para ser Gurney Halleck no novo filme, no papel que foi de Sir Patrick Stewart na versão dirigida por David Lynch em 1984.

Agora, a novidade será ainda mais surpreendente, caso seja realmente confirmada: o ator Jason Momoa (Aquaman) está cotado para fazer o papel de Duncan Idaho, outro homem de confiança do Duque Leto Atreides, pai do personagem principal de Timothee Chalamet.

Jason Momoa está cotado para entrar no elenco de Duna de Denis Villeneuve no papel de Duncan Idaho

Com tantas boas novas do elenco, é inevitável que a minha (ou nossa) expectativa por este filme tão promissor aumente ainda mais. Aliás, filme não, filmes, já que esta nova versão de Duna será dividida em duas partes, ou seja, corremos o risco de ter um filme corrido ou que não faça o menor sentido.

O casting de Duna realmente é um dos melhores que eu já vi, repleto de escolhas inspiradas e certeiras, como a do ator Javier Bardem para viver Stilgar, o líder de uma tribo Fremen. Vale lembrar que Rebecca Ferguson, Stellan Skarsgard, Dave Bautista e Charlotte Rampling também estarão no filme, e Oscar Isaac e Zendaya também estão negociando para entrar no elenco, o primeiro no papel do Duque Atreides.

O roteiro do novo filme é escrito pelo próprio Denis Villeneuve com Eric Roth e Jon Spaihts. O filho de Frank Herbert também está envolvido na nova versão como um dos produtores executivos. Brian Herbert escreveu várias prequelas de Duna ao lado de Kevin J. Anderson, que também está na nova produção como consultor criativo.

Parece que dessa vez finalmente Duna terá uma versão digna na tela de cinema, o que apesar das ótimas intenções dos envolvidos, tanto na versão dos anos 70 de Alejandro Jodorowsky (que infelizmente nunca saiu do papel) quanto na caríssima versão dos 80 de David Lynch, que realmente tinha o potencial de ser incrível, caso não tivesse sido irremediavelmente estragada pelos produtores.

Respondendo a uma pergunta de Kevin Smith em uma entrevista do IMDB no lançamento de Blade Runner: 2049 em 2017, Villeneuve leu o livro quando tinha 12 anos, e apesar de ter o maior respeito pela versão de David Lynch nunca viu a sua visão traduzida na tela.

Em outra entrevista no ano passado, Villeneuve disse que o seu Duna será bem distante da visão de Alejandro Jodorowsky, que ele chamou de “visionário único.”

Citando a influência de Frank Herbert sobre George Lucas e a criação de Star Wars, Villeneuve disse também que “a maior parte das ideias principais de Star Wars vem de Duna, então é um desafio encarar isso. A minha ambição é fazer o filme Star Wars que eu nunca vi. De certa forma, Duna é como Star Wars para adultos.”

O diretor já declarou que adoraria receber um convite da Disney para fazer um filme na galáxia muito, muito distante, então ainda existe a possibilidade dele realmente fazer um Star Wars, mas pra quem é fã de Duna e Frank Herbert, uma coisa é certa, esse projeto não poderia estar em melhores mãos, como eu disse no meu outro post sobre o filme.

relacionados


Comentários