Home » Ciência » Google desenvolve app para facilitar a vida dos surdos

Google desenvolve app para facilitar a vida dos surdos

18 semanas atrás

A sociedade como um toda não é muito receptiva aos deficientes auditivos, vide a falta de rampas e materiais em Braille,  mas isso está mudando, cada vez mais boas idéias vem aparecendo, e o Live Transcribe é uma ótima idéia do Google.

Surdos são um caso único, demonstrando a incrível adaptabilidade do ser humano. As várias linguagens de sinais não são transcrições alfabéticas, embora tenham essa capacidade. São uma forma totalmente diferente de comunicação, onde se passam conceitos bem mais amplos, e as expressões faciais são muito mais importantes do que na linguagem falada.

A linguagem de sinais falada nos Estados Unidos é diferente da brasileira, e por aí vai, mas um caso muito interessante é a chamada Linguagem Nicaraguense de Sinais.

Como todo bom shithole, a Nicarágua nos Anos 70 tinha zero estrutura de apoio a surdos, eles se viravam em casa, usando mímica e gestos simples para se comunicar com os parentes. Em caso de irmãos às vezes eles desenvolviam uma forma própria de comunicação, mas nada complexo o suficiente para ser chamado de linguagem.

Em 1977 surgiu a primeira instituição para surdos, e em 1980 foi aberta uma secunda escola, e no total havia 400 alunos matriculados, mas a proposta não deu muito certo. Os professores tentavam alfabetizar os jovens surdos usando leitura labial e linguagem de sinais alfabética, mas a maioria sequer conseguia assimilar o conceito de espanhol.

Só que na rua os jovens começaram a se comunicar. Vindos de famílias diferentes, cada um tinha seu próprio dicionário de gestos, e aos poucos eles foram chegando a consensos sobre o quê significava o quê. Os professores perceberam que os alunos estavam se comunicando mas não conseguiam entender. No final pediram auxílio aos universitários, no caso a Dra Judy Kegl, uma linguista do MIT especializada em linguagem de sinais.

Ela começou a estudar as crianças, e depois de dissecar várias delas (mentira, mas por um momento você acreditou, né?) descobriu que não estavam usando uma língua de contato, aqueles dialetos criados quando falantes de vários idiomas interagem entre si para algum fim específico, muito comum em cidades mercantes, por exemplo.

As crianças mais novas aprendiam por observação a linguagem com as mais velhas, e adicionavam complexidade. Quando a Dra Kegl chegou eles já haviam chegado até a padronizar verbos. Foi um caso único na História onde foi possível acompanhar o surgimento de uma linguagem, quase desde sua gênese.

Isso não havia acontecido antes por ausência de massa crítica, mas o simples fato de colocar as crianças juntas bastou, a Natureza seguiu seu curso. Hoje a linguagem se tornou padrão e é conhecida como  Idioma de Señas de Nicaragua (ISN).

E o Google?

Pois é, como a maioria das pessoas tem preguiça ou falta de tempo pra aprender linguagem de sinais, os surdos acabam sofrendo pra se comunicar com a gente. Em alguns casos é tranquilo, já peguei um táxi com um motorista surdo que tinha um cartão explicando a situação e um bloquinho para eu escrever o endereço. Adorei e dei gorjeta por não ficar puxando papo.

Nos outros casos seria ideal um equipamento de tradução, e aí entra o grupo de pesquisa em Inteligência Artificial do Google. Eles desenvolveram uma app, com ajuda da Universidade Gallaudet para transcrever texto corrido em tempo real, e em condições reais, o que é mais difícil.

O Live Transcribe é mais que um simples tradutor de voz para texto, ele usa contexto e tenta acertar o que foi falado sempre que possível. Também usa recursos de amplificação de áudio e filtro de ruídos de fundo. Um indicador mostra a relação sinal/ruído, o que facilita a vida do surdo que não está entendendo o que tem a ver um hovercraft cheio de enguias.

A interface é bem simples, você pode escolher um idioma principal e um secundário, entre as dezenas que o Google suporta. Mudar entre os dois é só clicar no idioma. Também dá pra mudar o tamanho da fonte, se o fundo é claro ou escuro, e se a ferramenta funciona como recurso de acessibilidade, estando disponível o tempo todo.

Aqui um teste que fiz rapidinho. Note que ele comete uns errinhos, o que é normal, de inteligência artificial de verdade e não de ficção científica.

Para testar o Live Transcribe, é só acessar este link e instalar em seu Android.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários