Home » Games » Miscelâneas » Com Assassin’s Creed Odyssey, Google entra para o streaming de games

Com Assassin’s Creed Odyssey, Google entra para o streaming de games

Após alguns meses de rumores, Google anuncia o Project Stream, serviço que pretende levar jogos ao público através de streaming. Jogo escolhido para os testes iniciais foi o Assassin’s Creed Odyssey.

02/10/2018 às 7:49

Poucas coisas na indústria de games são capazes de despertar tanto ceticismo quanto o streaming de jogos e quando um rumor falou sobre a possibilidade do Google estar se preparando para entrar nesse ramo, muita gente acreditou que a história não iria para frente ou que ainda levaria alguns bons anos até se tornar viável. Pois esse pessoal estava equivocado — ou pelo menos parcialmente equivocado.

Batizado como Project Stream, a empresa anunciou que a partir da próxima sexta-feira (5) um grupo selecionado de participantes poderão testar em primeira mão o sistema de streaming do Google. E para aqueles que imaginavam que algo assim só funcionaria para jogos de pequeno porte ou que não exijam repostas rápidas, o título selecionados para mostrar do que a tecnologia é capaz foi o Assassin’s Creed Odyssey.

A ideia de fazer o streaming de um jogo tão rico graficamente e que exige uma interação quase instantânea entre o controle de jogo e os gráficos na tela colocou uma série de desafios,” afirmou a gerente de produto, Catherine Hsiao. “Quando se faz o streaming de séries de TV ou filmes, os consumidores ficam confortáveis com alguns segundos de buffering no início, mas fazer o streaming de jogos de alta qualidade requer uma latência medida em milissegundos, sem degradação gráfica.

Esse é justamente o ponto que sempre desperta desconfiança nas pessoas, mas aparentemente o Google conseguiu contorná-lo e uma demonstração pode ser vista no vídeo que está no final deste post. Nele temos o novo jogo da Ubisoft rodando por streaming para o navegador Chrome, numa resolução de 1080p e a 60 fps.

No entanto, o problema aqui (e em qualquer serviço do tipo) é que nem todos terão acesso ao Project Stream. Para começar, será preciso ter uma conta do Google e outra da Ubisoft, além de um computador com no mínimo a versão 69 do Chrome e preferencialmente com uma conexão de 25 15 Mb/s. Por fim, o serviço está limitado a quem estiver nos Estados Unidos.

Por se tratar de algo que ainda passará por um período de testes, não existe nenhuma previsão para que ele seja levado para outros países, se é que isso um dia acontecerá. Porém, o Google é sem dúvida uma das empresas mais preparadas estruturalmente para tornar o streaming popular e se isso acontecer, não tenho a menor dúvida de que será bom para todos.

Como Hsiao disse no anúncio do Project Stream, o streaming de músicas e vídeos foi responsável por mudar completamente a maneira como consumimos estas mídias e apesar de todas as dificuldades envolvidas em fazer o mesmo com games, não tenho a menor dúvida de que se tal objetivo for alcançado, essa tecnologia também facilitará muito o nosso acesso aos jogos eletrônicos.

relacionados


Comentários