Dead Cells — guia do iniciante

dead-cells

Além de chegar aos atuais consoles, há alguns dias o Dead Cells saiu do seu período de Acesso Antecipado no PC e com isso um número muito maior de pessoas resolveu dar uma chance à esta pérola criada pela Motion Twin. Podendo se descrito como um roguevania, o jogo nos coloca em estágios gerados aleatoriamente e oferece um nível de exploração típico dos metroidvanias, sendo que a cada morte teremos que começar tudo de novo.

Assumindo o controle de um conjunto de células que se apoderam de um corpo em um prisão, um jogo como o Dead Cells pode ser bastante intimidador, afinal qualquer deslize poderá representar o fim da aventura. Porém, existem algumas dicas que poderão ajudar a progressão e com esse texto eu espero conseguir facilitar um pouco a vida daqueles que ainda estão dando os primeiro passos neste excelente e viciante game.

Comece, explore, morra, aprenda e repita

O ponto mais importante no Dead Cells é aprender. Conhecer os inimigos que encontraremos pelo caminho, os perigos espalhados por cada estágios e principalmente, as armas e equipamentos a que teremos acesso. Como em qualquer roguelike, a morte estará sempre nos rondando e quando ela inevitavelmente chegar, tenha paciência, tente entender o que você aprendeu naquela partida e se prepare para não cometer os mesmos erros de antes.

Saiba também que ao matar inimigos você poderá encontrar células e será com elas que você poderá adquirir uma grande quantidade de itens. O problema é que elas só poderão ser utilizadas após concluirmos um estágios e as perderemos ao morrer. Sendo assim, muitas vezes é melhor procurar logo a saída de uma fase do que continuar explorando.

dead-cells3

Invista com cuidado e pense no futuro

“Mas o que eu deveria comprar com as células”, você pode estar se perguntando. A primeira dica é investir em poções de cura. Funcionando como vidas extras, elas serão de grande ajuda quando estivermos perto de morrer e com isso poderão estender bastante a partida. Também vale a pena ficar de olho em todos os outros upgrades disponíveis, como um que guarda algum ouro após morrermos ou outro em que itens que não nos interessam podem ser transformados em moedas.

Outro bom negócio é pensar a longo prazo. Se existe algum item na loja que exige muitas almas, mas que lhe parece útil, comece a investir nele. Em Dead Cells você não poderá sair do vendedor sem ter gasto tudo o que tem, então, ao invés de sair comprando todo o tipo de porcaria, prefira colocar as almas que sobraram em algo que pode lhe ser mais útil no futuro.

Lembre-se que o objetivo no jogo é tornar o seu personagem o mais forte possível e para isso você terá que sofrer bastante. Com o tempo você perceberá que aquilo que parecia muito difícil antes, agora pode ser vencido com certa tranquilidade e o que adquirimos com almas terá papel fundamental neste processo.

Ainda pensando nas partidas seguintes, os diagramas de armas que podem ser comprados com almas também podem ser bem úteis. Após os desbloquearmos, os respectivos itens poderão ser encontradas aleatoriamente pelas fases em investidas futuras. Portanto, se o vendedor tiver o diagrama daquela espada que você tanto gostou de usar, vale a pena garantir que ela aparecerá na próxima sessão.

Mutações e armadilhas

Além de poder gastar as células que encontramos, a loja entre fases também nos dará o direito de adquirir mutações. Funcionando como perks, elas poderão nos ajudar das mais diferentes maneiras, mas num primeiro momento, a mais recomendada é a Revival. Se as porções poderão servir como um vida extra, o que esta mutação faz é exatamente isso. Ser salvo por esta belezinha quando menos esperamos será muito gratificante e só não podemos esquecer quando o item já tiver sido usado.

Algo que também poderá te ajudar muito são as armadilhas. Disponíveis em variados tipos, elas precisam de um tempo para serem utilizadas novamente, mas algumas mutações poderão diminuí-lo consideravelmente. Dentre elas, a que mais gostei são as turrets. Como o próprio nome sugere, trata-se de uma espécie de metralhadora que atirará em qualquer inimigo que entre o seu raio de ação e acredite, ela poderá te tirar de situações bem ruins.

Além de servirem de alvo para os inimigos, que as atacarão imediatamente, o poder de fogo desse equipamento pode ser bem alto, com a vantagem de que mais de uma pode ser deixada ao mesmo tempo. A única coisa com a qual você deve se preocupar é que para funcionar essas armas precisam de energia, o que significa que precisaremos estar a uma certa distância delas.

dead-cells2

As runas e os novos caminhos

Um dos principais elementos do Dead Cells são as runas. São elas que nos garantirão habilidades especiais que nos permitirão alcançar pontos específicos dos cenários e após encontrá-las, nosso progresso poderá se tornar bem mais fácil. Um dos poucos upgrades persistentes do jogo, são as runas que dão um ar de metroidvania ao título e procurá-las o quanto antes deverá ser um dos seus principais objetivos.

Ao todo teremos cinco runas para encontrar e abaixo deixarei uma breve descrição delas e onde encontrá-las:

  • Vine Rune – permite crescer vinhas em pequenas manchas verdes – localizada em Promenade of the Condemned.
  • Teleportation Rune – permite o teletransporte em caixões eletrificados – localizada em Toxic Sewers.
  • Spider Rune – permite escalar paredes e pular de uma para a outra – localizada em Slumbering Sanctuary.
  • Ram Rune – permite quebrar pisos fracos (marcados com um sinal) – localizada em Ossuary.
  • Challenger Rune – garante acesso aos Desafios Diários – derrote o chefe Incomplete One.

Não tenha pressa

Embora o Dead Cells conte com portas que se fecham após um determinado tempo, no início não tente alcança-las. Tudo bem, a recompensa encontrada nessas salas é boa, mas correr é um dos erros mais básicos que podemos cometer nesse jogo.

Procure explorar os cenários, conseguir o maior número possível de almas e equipamentos, pois isso será crucial para progredir pelas fases. Depois de algumas partidas e com o seu personagem estando mais fortes, você conseguirá avançar mais rapidamente pelas fases e uma hora acabará chegando nessas portas.

E no fim das contas, nunca esqueça que uma vez morto, você voltará lá para o começo, então pense bem os seus passos e tome todo o cuidado do mundo!

(Re)comece, experimente, aproveite a viagem e repita

Nunca tenha medo de experimentar. Uma coisa muito comum no Dead Cells é cairmos numa zona de conforto, sempre tentando encontrar o mesmo equipamento de antes e tentando repetir os passos da partida anterior. Tente variar suas ações, dê uma chance a uma arma que não lhe parecia muito boa ou ir por um caminho diferente.

Mas acima de tudo, procure curtir a viagem. Este não é um jogo em que você deveria mirar no final e sim aproveitar tudo o que ele tem a lhe oferecer. Eu sei que o percurso será dolorido, sei que muitas vezes sentiremos vontade de jogar o controle na parede, mas acredite, a sensação de superar um inimigo que nos derrotou anteriormente ou conseguir uma arma mais poderosa valerá a pena. Mas quando uma morte acontecer, é simples: repita!


Motion Twin — Dead Cells Release Date Announcement Trailer – Available August 7, 2018

Relacionados: , , , ,

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.

Compartilhar