Versão mobile de PlayerUnknown’s Battlegrounds está infestada de bots

Quando a versão mobile de PlayerUnknown’s Battegrounds chegou ao iOS e Android e os jogadores começaram a compara-lo com a versão móvel beta de Fortnite Battle Royale, por enquanto exclusiva de dispositivos da Apple, muitos notaram que o título estava fácil demais. Enquanto a ação no PC e Xbox One é insana, os iniciantes estavam todos conseguindo vitórias fáceis em suas primeiras tentativas nos smartphones e tablets.

Uma busca simples no Twitter mostra uma grande quantidade de pessoas contando vantagem sobre suas proezas em PUBG Mobile, enquanto que em Fortnite a progressão é muito mais lenta e difícil. Só que uma olhada mais de perto revelou o motivo, o game está atochado de bots.

A questão é a seguinte: ambos os games em suas versões para computadores e consoles de mesa não existem jogadores controlados por computador, todos os inimigos e aliados em tela são outros jogadores mais ou menos habilidosos e isso posto, uma marca de oito mortes seguidas que muitos estavam alcançando dava a ideia de que algo estava muito errado (se já é difícil fazer isso no PC, com teclado e mouse imagine numa tela touch). A versão mobile de Fortnite, por outro lado é bem mais difícil pela preocupação da Epic Games em entregar o mesmo game, logo não há bots.

Não foi o que aconteceu com PUBG: a versão mobile, lançada graças a uma parceria entre a PUBG Corp., uma divisão da sul-coreana Bluehole e a gigante chinesa Tencent foi desenvolvida por outro estúdio, chamado Lightspeed & Quantum e algumas liberdades criativas foram tomadas. A principal delas foi a inclusão dos bots, que aparecem em grandes quantidades quando o jogador está começando e conforme suas habilidades são refinadas, eles vão dando lugar a jogadores reais nas sessões e a dificuldade aumenta.

O que chega a ser uma tremenda sacanagem na verdade: os bots são extremamente burros e limitados, não representam um desafio decente e quando o jogador der de cara com um adversário realmente habilidoso (ainda que ele tenha passado pelo mesmo processo), os resultados poderão não agradar. Como o jogo é gratuito e contém microtransações, é compreensível que tal estratégia tenha sido implementada para frustrar o jogador e força-lo a abrir a carteira.

Enfim, não se ache o bom porque você conseguiu uma vitória fácil em sua primeira incursão em PUBG Mobile, já que com certeza seus adversários eram todos bots.

Fonte: The Verge.

Relacionados: , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Profissional de TI auto-didata, blogueiro que acha que é jornalista e careca por opção. Autor do Meio Bit e Portal Deviante, podcaster/membro fundador/Mestre Ancião do SciCast e host/podcaster do Sala da Justiça.

Compartilhar