Website responde caso Elon Musk pergunte “Cara, cadê meu carro?”

msukcarro

O lançamento do Falcon Heavy com o Tesla Roadster foi um exemplo didático de como nerds não sabem se comunicar com pessoas normais. A informação do destino do Tesla gerou e ainda gera confusão em toda a mídia não-especializada. Primeiro, não, ele não chegou em Marte: o modo Ludicrous Speed é só uma brincadeira. Segundo, ele não vai pra Marte. Existe uma diferença fundamental entre Órbita de Marte e Orbitar Marte.

O que Musk quis dizer, ao falar que mandaria o Tesla pra órbita de Marte, é que o carro sairia da esfera de influência gravitacional da Terra, se tornaria mais um corpo orbitando o Sol e essa órbita seria tão grande quanto a órbita de Marte, mas sem nenhuma outra ligação com o planeta comunista. Em verdade, a SpaceX nem tem tecnologia pra isso: chegar em Marte exige motores criogênicos capazes de manter o combustível em estado líquido, sem congelar ou evaporar, por meses.

O Tesla neste momento está a 3.485.962 km de distância da Terra, não passará pelo cinturão de asteróides como Musk previa, mas vai bem longe. E agora dá pra acompanhar onde o Tesla está, graças às boas e velhas Leis da Física, e um sujeito fanático por satélites chamado Ben Pearson. Ele criou o site whereismyroadster.com.

screenshot-18_02_2018-09_34_02

O site dá a distância e velocidade do carro em relação à Terra, a Marte e ao Sol, tudo em tempo real, com direito a um diagrama que você pode avançar para prever futuras aproximações. Spoiler: só em 2091.

Relacionados: , ,

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e para seu blog pessoal, o Contraditorium,

Compartilhar