Home » Pop » Televisão » Reboot do Dia — O Super-Herói Americano

Reboot do Dia — O Super-Herói Americano

O Super-Herói americano, uma série do começo dos anos 80 que mora na memória afetiva de toda uma geração vai ganhar um remake. Tenha medo, tenha muito medo pois será uma versão piorada de uma idéia que já não deu certo antes.

1 ano atrás

images-1

No começo dos anos 80, quando filmes de super-herói ainda eram um sonho distante e seriados eram raros e ruins (céus, aquele Aranha…) surgiu uma anti-série, The Greatest American Hero, batizado aqui de O Super-Herói Americano. Era tosco, muito tosco mas tosqueira era parte do DNA da série.

Ralph Hinkley era um professor que foi abduzido por alienígenas, dos quais recebeu um super-traje com um número indeterminado de poderes, se bem que na prática ele era basicamente um super-herói da Marvelflix: conseguia jogar bandidos em paredes acolchoadas duas ou três vezes por episódio.

O detalhe é que Ralph era um atolado, ele perdeu o manual do traje e nunca conseguia usar nenhum dos poderes direito. Nem voar, ele parecia um frango bêbado, e era ótimo. Não, hoje eu provavelmente não acharia. Essa é uma daqueles séries que não resistem à regra dos 15 anos.

Mesmo assim O Super-Herói Americano permanece na memória afetiva de uma geração, incluindo sua deliciosa música-tema.


888eve The Greatest American Hero — Theme Song - Believe it or Not

Eram tempos mais simples, Ralph era um cara desajeitado tentando fazer a coisa certa, Bill, o agente do FBI que o acompanhava era o tira durão de coração de ouro, sempre disposto a violar as regras em nome da Justiça.

E havia Connie Sellecca, uma Brooke Shields genérica que era crush de todo garoto chegado numa MILF (ei, pra quem era pré-adolescente 26 é milfona).

144fd7eb21ac82ac85817b174b9a3628-tv-land-vintage-tv

A série teve três temporadas, foi cancelada e hoje mora em nossos corações, mas a ganância fez com que gente ruim pensasse em extrair mais algumas gotas de dinheiro dela, então resolveram ressuscitar a premissa.

A ABC vai produzir uma nova série do Super-Herói Americano. No comando estão Rachna Fruchbom (editora de história de Parks & Recreation e Fresh off the Boat) e Nahnatchka Khan, produtora de Fresh of the Boat.

E antes que você pergunte, sim, a série será lacradora. CLARO que o novo Super-Herói Americano não será Ralph Hinkley, ele é a criatura mais vilipendiada da atualidade, um americano branco hétero. Não senhor. A série terá como protagonista uma mulher. De origem indiana, claro. Achou que seria alguma branca azeda?

Ah mas isso não faz diferença

Aqui faz. A premissa básica é que o personagem é atolado, cai de cara no chão, voa desengonçado. O público aceita isso em um homem, não em uma mulher. Consideram degradante, abuso. E eu provo:

greatest-american-heroine-mary-ellen-stuart-h05

Essa é a Mary-Ellen Stewart, em 1986 foi escolhida para o renascimento da série. Reuniram todo o elenco original, a “passagem de tocha” é feita com os tons certos, Bill Maxwell continua como parceiro, mas o resultado final é uma bomba.

A personagem é… errada. Não funciona. A rejeição foi tão grande nas avaliações que o piloto nem chegou a ser exibido. Para não perder dinheiro demais ele foi reeditado como um episódio da série e acrescentado ao pacote de reprises como episódio final.

patinha

The Greatest American Cameltoe

Fonte: Deadline.

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários