Home » Games » Relembrando: Dino Crisis

Relembrando: Dino Crisis

10 anos atrás

Depois de ver sua série Resident Evil explodir em popularidade, a Capcom percebeu que a mecânica utilizada nos jogos poderia servir para algo mais que fugir de zumbis e resolveu colocar os jogadores para sobreviverem no meio de dinossauros. Coube a Shinji Mikami dirigir também outro grande jogo do Playstation, o Dino Crisis,

dori_din_08.09

Lançado em 1999 para o console da Sony e posteriormente aparecendo no Dreamcast e nos PCs, Dino Crisis possuía um enredo semelhante ao visto no filme Jurassic Park, porém, aqui a ilha não era um parque de diversões e sim um complexo onde um cientista que havia sido dado como morto estava realizando experimentos até que conseguiu fazer com que uma parte da ilha viajasse no tempo, o que fez com que os gigantes répteis aparecessem. Durante o game assumimos o controle de Regina, um dos membros do SORT (The Secret Operation Raid Team) e que vai até a ilha investigar o que está acontecendo.

Para tentar aumentar um pouco a vida útil do jogo, a Capcom inclui três possíveis finais e caso todos fossem alcançados, um minigame era liberado onde precisávamos matar uma certa quantidade de dinossauros com uma escassa quantidade de munição.

Mesmo tendo sido esquecida nessa geração, a franquia ainda recebeu duas continuações (Dino Crisis 2 para PSOne e PC e Dino Crisis 3 para o Xbox), além de um spinoff chamado Dino Stalker, este para PS2. Contudo, nenhuma alcançou o sucesso do original, que estima-se ter vendido quase 2 milhões e meio de unidades.

Embora esteja longe de ser um defeito, Dino Crisis era muito parecido com a outra criação de Mikami. Gráficos (embora em DC eles sejam em 3D), enredo com grandes conspirações, os baús mágicos para se guardar itens que tele transportavam de um local ao outro e principalmente, a jogabilidade travada e que mesmo incomodando, não impedia que o jogo fosse um ótimo título. No geral, bastou trocar a mansão por uma ilha, substituir os zumbis por alguns velociraptors e tivemos mais um bom game para a vasta biblioteca do PSOne.

relacionados


Comentários