Home » Microsoft » Microsoft está limpando a bagunça do update forçado do Windows 10

Microsoft está limpando a bagunça do update forçado do Windows 10

Após tentar de todo jeito forçar o update para o Windows 10, nova atualização das versões 7, 8 e 8.1 remove programas de update automático chatos

3 anos atrás

han-solo

A Microsoft forçou o update gratuito do Windows 10 goela abaixo dos usuários das versões 7, 8 e 8.1 até não poder mais, ao ponto de arrumar algumas belas dores de cabeça. Só que agora que o período de gratuidade passou, a empresa está tomando medidas para limpar a sujeira que deixou para trás.

A Microsoft errou e muito com a oferta de update gratuito do Windows 10 para usuários das versões anteriores, a partir do 7. Como a empresa estabeleceu a absurda meta de um bilhão de devices rodando o sistema até 2018 (que não será atingida) algumas práticas bem desagradáveis foram postas em prática. Uma delas foi a notificação via Windows Update, adicionada via utilitário GWX que foi forçadamente instalado em todos os PCs com versões anteriores ao 10 que fosse elegíveis ao update, o que irritou meio mundo. Downloads não autorizados e atualizações forçadas também foram reportadas.

Posteriormente, novas notificações passaram a ser exibidas tentando induzir o usuário ao erro, dando a entender que ele não tinha escolha a não ser abaixar a cabeça e atualizar o sistema. Um FUD intencional foi inclusive instaurado para depreciar o Windows 7, de modo a fundir a cuca de todo mundo. A meta da Microsoft era bem clara: você VAI atualizar, querendo ou não.

Só que há diversos motivos para alguém não querer fazer o update. Tirando usuários finais da equação e se focando em ambientes corporativos, a compatibilidade com o legado é sempre o fator mais crítico a impedir aplicação de atualizações tão logo sejam disponibilizadas. Ninguém que administre um park de computadores permitiria que dezenas de PCs sejam atualizados para descobrir estarrecido uma série de incompatibilidades com softwares essenciais.

windows-10

Assim sendo a adesão ao Windows 10 não foi total e agora que o período de gratuidade passou, é hora de por ordem na casa. A Microsoft não estendeu a oferta nem por um segundo que fosse, já no dia 30/07 quem desejasse o Windows 10 teria que pagar o valor completo do SO, que no Brasil é de R$ 469,99 na versão Home, R$ 809,99 para o Pro e R$ 389,99 para migrar do Home para o Pro. Sem choro nem vela. Perdeu a promoção? Senta, chora e abra a carteira. Já os demais que adiaram o update intencionalmente já sabiam de antemão que teriam que pagar.

De qualquer forma, todos os PCs que não migraram para o 10 receberam softwares indesejados e que até o momento estavam ocupando espaço inútil, e é isso que a Microsoft está corrigindo: uma nova atualização do Windows Update para os Windows 7, 8 e 8.1 está deletando todos os apps de notificações e programas auxiliares para a atualização do sistema, mesmo os mais chatos e persistentes. Seus sistema, caso não tenha feito a migração ficará limpinho e nenhum tipo de encheção de saco para migrar será enviada novamente.

A única exceção é para aqueles que conseguiram manter uma chave do Windows 10 mas mantiveram a versão anterior do SO, esses poderão atualizar quando acharem melhor. Os demais terão que pagar, mas pelo menos é bom saber que o lixo será jogado fora.

Fonte: Digital Trends.

relacionados


Comentários