Home » Demais assuntos » Homebrew — sim, agora é possível jogar SNES no PS Vita

Homebrew — sim, agora é possível jogar SNES no PS Vita

A comunidade hacker Team Molecule anuncia o HENkaku, exploit que dá total acesso a homebrews no PlayStation Vita. Por enquanto, só permite rodar emuladores simples e uma versão do Doom.

3 anos e meio atrás

Laguna_Mario_PSP

Apesar de o finado PlayStation Portable (PSP) ter feito bastante sucesso no hardware, vendeu poucos jogos: o “destravamento” a pirataria tornava aquela aberração da Sony em um formidável concorrente do Nintendo DS, ao poupar bateria e diminuir o carregamento dos jogos. Uma das coisas boas da pirataria no PSP foi permitir o desenvolvimento de vários emuladores. O Kid que o diga.

Para tentar agradar às editoras, a Sony fez o que pôde para conter a pirataria no PlayStation Vita, sucessor do PSP: usou cartuchos proprietários no lugar do ridículo UMD e também um cartão de memória tão proprietário (e caro) que a Sony somente o utiliza no Vita. Não deu outra: por anos o povo dos homebrews tentou encontrar brechas para poder rodar aplicativos que a Sony não aprova, mas o Vita permaneceu fechado. Até agora.

Laguna_Kirby_on_Vita_and_Wii_U_peq

Kirby’s Dream Course: finalmente o tio Laguna poderá jogar o melhor jogo do SNES no PlayStation Vita (crédito: tio Laguna)

Em junho do ano passado, o hacker Yifan Lu divulgou o Rejuvenate, um dos primeiros “desbloqueios” para o PS Vita. Em setembro, surgiu um exploit que coloca na whitelist do PS TV simplesmente todos os jogos do Vita, incluindo aqueles que não poderiam ser jogados pela ausência de tela sensível ao toque.

Junte uma coisa com a outra e temos o HENkaku, o novo exploit da comunidade Team Molecule. Tal brecha foi encontrada no firmware mais atual do console da Sony, o que inclui não só o Vita como também o PS TV.

Com um simples download via FTP, o HENkaku instala um aplicativo não-assinado pela Sony no console.


Davee — PSVita HENkaku Preview

Aparentemente, esse aplicativo não funciona após o sistema ser desligado e requer reinstalação.

Por enquanto, o HENkaku só permite rodar alguns emuladores e uma versão Vita do velho e bom Doom. Segundo a Team Molecule, não há no HENkaku nenhum código anti-DRM que quebre a proteção dos jogos proprietários do console.

O mesmo Yifan Lu do Rejuvenate, agora integrante da Team Molecule, jura de pé junto que o HENkaku não tem nenhuma intenção de prover pirataria para o Vita, só homebrew.

Não me importo com a pirataria, não julgo quem a utilize. Não policio os pirateiros.
·
Entretanto, eu pessoalmente não desenvolverei quaisquer ferramentas que possam ajudar na pirataria. Essa é a minha escolha assim como o pirateiro decide usar conteúdo pirata.” — Yifan Lu

Por mais que não seja a intenção do desenvolvedor, ninguém aqui é inocente de achar que esse tipo de exploit não vai ser usado para rodar backups de jogos do Vita no futuro. A pergunta não é SE vai ser utilizado, mas QUANDO.

No mais, quem for utilizar o HENkaku o faça por sua conta e risco. Nem o tio Laguna nem o MeioBit não nos responsabilizaremos pela instalação do HENkaku ou quaisquer futuras variantes. Quem quiser o link específico, que procure no Google.

Há risco de a Sony banir o console de quem usar o HENkaku, mesmo com a empresa abandonando o Vita a Deus dará e mesmo que a intenção seja apenas a de rodar homebrews. Estão avisados!

Fonte: EuroGamer.

relacionados


Comentários