Home » Mobile » TAG Heuer enfim apresenta seu smartwatch de luxo

TAG Heuer enfim apresenta seu smartwatch de luxo

Custando US$ 1,5 mil, smartwatch TAG Heuer Connected é aposta da tradicional fabricante de relógios para conquistar novos consumidores

4 anos atrás

tag-heuer-connected-001

Lembra quando as fabricantes de relógios tradicionais balançaram a cabeça para a crescente onda dos smartwatches, alegando que os dispositivos espertos nunca chegariam aos pés de um modelo mecânico? Eles estão certos, mas se esqueceram de um detalhe: tudo o que é novo atrai o público e ignorar a onda não é algo muito esperto, ainda mais depois que a Apple entrou na brincadeira e bem... vocês sabem.

O primeiro a perceber a mudança na percepção do consumidor foi o presidente da Swatch Nick Hayeck, ao dizer que a Apple atrairá massa crítica ao setor de relógios de luxo e depois de testar um inteligente, se sentirá atraído mais facilmente por um tradicional. A TAG Heuer foi além, prometendo ela mesma entrar no mercado com um modelo próprio produzido em parceria com Google e Intel.

E nesta segunda-feira a fabricante de mais de 150 anos de tradição enfim revelou o Connected, seu smartwatch de luxo que busca conquistar consumidores mais exigentes e atraí-los para a linha de relógios mecânicos no futuro.

Primeiro falemos do que ele tem de diferente em relação a outros dispositivos da linha Android Wear: o TAG Heuer Connected é uma versão do clássico Carrera, possui corpo de titânio e a pulseira vem em sete cores diferentes. Todo o acabamento é de primeira como qualquer outro relógio da marca, como era de se esperar.

tag-heuer-connected-002

Por dentro o Connected é equipado com um Atom Z34XX da Intel, um dual-core de 64 bits desenvolvido originalmente para equipar smartphones e tablets, e embora seu clock original seja de 1,6 GHz no caso do smartwatch ele foi “nerfado” para 500 MHz segundo a própria TAG Heuer, afinal não queremos uma frigideira em nossos pulsos. Ele possui 1 GB de RAM, 4 GB de memória interna e tela de 1,5″ com resolução de 360 pixels de lado (240 ppi).

Os modelos de visualização do relógio são todos inspirados em modelos clássicos da fabricante, a fim de manter o máximo de fidelidade ao legado possível. Ele possui Wi-Fi como era de se esperar e a autonomia da bateria é de 18 a 20 horas. Por fim o gadget possui certificação IP67, o fazendo resistente à poeira e água. A única coisa que ele não possui é um sensor cardíaco para monitoramento de sinais vitais, mas convenhamos que essa nunca foi uma preocupação da TAG Heuer: quem compra um relógio desse tipo para fazer exercícios?

Introducing the TAG Heuer Connected

Por fim vamos ao preço: um Carrera tradicional custa entre 3 mil e 5 mil dólares (por aqui ele começa na faixa dos R$ 14 mil), portanto sabíamos que o Connected não custaria dois tostões. Ele será vendido por US$ 1,5 mil a unidade, mais barato do que seus modelos tradicionais justamente para atrair novos consumidores que no futuro possam migrar para modelos tradicionais — e mais caros. A princípio apenas mil unidades serão comercializadas em lojas da TAG Heuer nos Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha e Japão.

Fonte: TAG Heuer.

relacionados


Comentários