Home » Mobile » Google estaria desenvolvendo um sistema operacional para a Internet das Coisas

Google estaria desenvolvendo um sistema operacional para a Internet das Coisas

Android Home? Rumores dizem que o Google estaria trabalhando numa versão do Android que sirva como sistema operacional da Internet das Coisas, unindo e padronizando os esforços das diversas fabricantes. É possível que mais informações apareçam no Google I/O 2015.

4 anos e meio atrás

Laguna_Internet_of_Things

Um mundo cada vez mais conectado, até demais? (crédito: Security Affairs)

Não basta dominar os smartphones e os tablets, o Google quer que o Android se expanda para outras máquinas. Depois da bela estreia do Android Wear em belos relógios inteligentes como o Moto 360, em breve teremos o Grande Irmão de Mountain View fornecendo o software para os pequenos dispositivos conectados, normalmente sem tela.

Isso mesmo, o Google estaria prestes a entrar com tudo (ui) na Internet das Coisas.

Enquanto o Android Lollipop precisa de no mínimo 512 MB de memória principal (RAM), a empresa estaria trabalhando numa versão do Android para dispositivos com 64 ou até mesmo 32 MB de RAM. O codinome seria “Brillo”.

Como a parte do sistema-num-único-chip (SoC) que mais gasta energia é justamente a memória principal e em pequenos dispositivos inteligentes e conectados não há a necessidade de uma tela com interface gráfica elaborada, no “cérebro” desses pequenos computadores são necessários somente os sensores, controladores, atuadores e também os circuitos responsáveis pela conexão Bluetooth e/ou Wi-Fi. Traduzindo: os 32 MB de RAM poderiam dar conta.

A ideia do Google seria desenvolver e fornecer de forma gratuita um sistema operacional unificado para a Internet das Coisas: atualmente cada dispositivo inteligente e conectado possui seu próprio sistema, normalmente proprietário. Com isso o Google uniria os fabricantes dessas quinquilharias para evitar a fragmentação e futuras incompatibilidades.

Próxima semana teremos o Google I/O 2015, então além do Android, Android Wear, Android TV, Android Auto, teríamos o Android Home?

Fonte: Ars Technica.

relacionados


Comentários