Home » Games » Indústria » Os bastidores da criação do Cities: Skylines

Os bastidores da criação do Cities: Skylines

Após quase ser cancelado devido ao anúncio do SimCity, o Cities: Skylines acabou se tornando um dos maiores sucessos deste ano, o que impressiona ainda mais ao sabermos que foi criado por apenas 13 pessoas.

5 anos atrás

cities-skylines

Perto de alcançar um milhão de cópias vendidas e tendo sido criado por uma equipe formada por apenas 13 pessoas, Cities: Skylines é sem a menor sombra de dúvida um dos maiores sucessos deste ano e um excelente artigo publicado no Polygon revelou alguns detalhes do simulador de cidades que tem divertido tantas pessoas.

Desenvolvido pelos finlandeses da Colossal Order, estúdio que tentava se destacar com a série Cities in Motion, a ideia deles sempre foi criar algo mais próximo do que a Maxis fez por muitos anos com o SimCity e quando a desenvolvedora finalmente conseguiu a aprovação da Paradox para iniciar o projeto, a EA anunciou o retorno do principal nome do gênero.

Não havia sentido, espaço para qualquer competição. O sonho morreu, ficamos devastados,” afirmou Mariina Hallikainen, CEO do estúdio, que disse no entanto que devido ao problemático lançamento do último SimCity e as muitas críticas que ele recebeu, a sensação era de que os consumidores continuavam sedentos por um bom simulador.

cities-skylines-3Eis que depois de muita insistência a editora finalmente cedeu, liberando o dinheiro para que a Colossal Order criasse um jogo de construção de cidades, mas tanto uma empresa quanto a outra fazem questão de dizer que o Cities: Skylines não foi apenas uma maneira de lucrar com o fracasso dos outros, mas sim a evolução de um trabalho que começou muitos anos antes.

Me senti mal sobre isso,” declarou Fredrik Wester, CEO da Paradox. “Quero dizer, o jogo [SimCity] é bom, de certa forma; ele apenas teve um início realmente infeliz e não acho que hoje em dia as pessoas estejam perdoando quando se trata de desenvolvimento de jogos, ou várias outras coisas.

Brilhando principalmente por não tentar reinventar a roda, uma enorme comunidade tem se formado ao redor do Cities: Skylines, muito devido a extrema facilidade de criarmos modificações para o título, o que Hallikainen admite ter sido aprendido com o lançamento do Cities in Motion, que não demorou para ter seu sistema quebrado e o jogadores o alterarem de acordo com seus interesses.

Embora tenham planos de criar outras franquias, hoje o objetivo da Colossal Order é melhorar o seu maior sucesso, adaptando o game de acordo com os pedidos dos jogadores e prestando atenção nos mods, já que eles tem surgido com muitas ideias (e melhorias) bem interessantes.

Resumindo, os criadores do Cities: Skylines mostraram terem aprendido tanto com os erros quanto com os acertos da Maxis, a dúvida que fica é: será que a EA terá a humildade de aprender com a lição dada por um pequeno grupo de 13 pessoas?

relacionados


Comentários